26 de novembro de 2016

Nextory #1: Noble Knights


Um quadro novo nunca é ruim né? Pois bem, por isso estou aqui! De volta, e com novidade pra vocês. Depois de algum tempo como redator, decidir ter a liberdade de criar um novo quadro para o Nexus, que se possível, será postado todo Sabádo, pela tarde. O quadro consiste em contar a história por trás de vários Arquétipos em Yu-Gi-Oh, e contar no que foi baseado e o que cada carta representa, mostrando sempre de forma bem simples, mas ao mesmo tempo complexa, de como a história foi desenvolvida, e como chegou no resultado final, se der certo, poderá sim virar um novo quadro para animar o Sábado de vocês. E hoje, vamos falar dos Guerreiros do Rei Artur, os ilustres Noble Knights.


Pra quem não sabe o Arquétipo Noble Knight foi baseado no conto dos Cavaleiros da Távola Redonda, que seriam homens premiados com a mais alta ordem da Cavalaria, na corte do Rei Artur, no Ciclo Arturiano, fazendo parte de obras literárias que se baseam nos contos do Rei Artur, sendo uma das suas partes a Távola Redonda. Este conto está cheio de referências cristãs e religiosas, procurando destruir os planos humanos que teriam sidos pensados em virtudes das falhas da sua fé, até mesmo por isso, o nome do Arquétipo no OCG é Holy Knight, que significa, Cavaleiro Santo.

Uma das principais provas de que o conto do Rei Artur está cheio de referências biblícas e cristãs, é que, os méritos da Cavalaria eram todos referências a versículos ou mandamentos bíblicos, que teriam sidos ordenados por Deus para que os seus discípulos fizessem, antes da sua volta. Os méritos eram:

1 - Buscar a perfeição humana - Uma clara referência ao versículo que se encontra no livro de 1 Pedro 1:16, que diz "Sede santos porque eu sou santo", e isso, no conto do Rei Artur é representado pela perfeição humana, e seria a maior honraria do Reino.

2 - Retidão nas ações - Esse prêmio engloba várias referências biblícas, porém talvez a principal delas seja o que se encontra no livro de 1 Coríntos 6:12, que diz "Todas as coisas me são licítas, porém nem todas me convém", que resumindo diz que você pode fazer o que quiser, mas nem tudo o que fizer estará certo, ou seja, para os Cavaleiros do Rei Artur, manter a pureza e a retidão nas ações era essencial.

3 - Respeito aos semelhantes - Se refere ao versículo biblíco que se encontra em Mateus 22:39, que diz "Ame ao teu próximo como a si mesmo", que resumidamente diz que devemos ter respeito e amar todos do mesmo jeito que a nós mesmos. Um exemplo do quão importante isso era no Reino do Rei Artur é que a Távola foi construída com a forma redonda, para que não houvesse cabeceira, representando a igualdade de todos os que sentavam nela.

4 - Amor pelos familiares - Talvez um dos mais importantes princípios da Távola Redonda e do Reino de Artur, e também é, clara referência ao versículo que se encontra no livro de Exôdo na Biblia Sagrada, que é no Capítulo 20, versículo 12, que diz "Honra teu pai e tua mãe, a fim de que venhas ter vida longa na terra". Usando o amor como princípio, honrar ao pai e a mãe não é das missões mais difíceis, e os Cavaleiros do Rei Artur faziam isso com prazer, já que, fazendo isso, ganhariam mais tempo de vida na terra, e poderiam ser úteis por mais tempo.

5 - Piedade com os enfermos - Na verdade, o mais apropriado seria ter piedade e compaixão por todos, assim como diz na bíblia e em outros livros sagrados, isso está escrito no livro de Lucas, no capítulo 14, e nos versículos 13 e 14, que dizem: "Mas quando deres um banquete, convida os pobres, os aleijados, os mancos e os cegos; e serás bem-aventurado; porque eles não têm com que te retribuir; pois retribuído te será na ressurreição dos justos." Na Távola era dito que, tendo compaixão e amor, nada lhe faltaria, como realmente está escrito no fim do versículo. 

6 - Doçura com as crianças - No Livro de Mateus, capítulo 19 e versículo 14 diz, "Deixe que venham a mim as crianças, e não as impeçam, porque delas pertencem o reino dos céus". E com clara referência a este versículo, o conto do Ciclo Arturiano mostra que até mesmo os mais nobres Cavaleiros seriam doçeis com as crianças, como é citado muitas vezes, dentro do próprio conto.

7 - Ser justo e valente na guerra e leal na paz - Esse seria o último "mandamento" dos Cavaleiros. Nunca desistir, e ser justo e leal, que é a maior dádiva da guerra. Não trair os companheiros, para que eles não se virem contra você e ao mesmo tempo, ser justo, e não julgar os outros para que não seja julgado, como diz na Bíblia. E lutar para trazer a paz, que era a principal ideía de Deus quando veio ao mundo, e foi isso, que ele ordenou aos discípulos, que nessa história estão sendo representados pelos Cavaleiros da Távola Redonda.

Depois de contar um pouco sobre a Távola Redonda, vamos falar dos Guerreiros, ou seja, dos monstros do Arquétipo, já que as Noble Arms são inspiradas somente nas armas do Rei Artur, mas não interferem tanto na história. A história não será contada de forma cronológica, por existir mais personagens que não foram criados ainda para o Arquétipo, de qualquer forma, senta que lá vem história


Pra começar, temos que contar a história de Artorigus e Gawayn. O primeiro é referente ao próprio Artur, antes de se tornar rei, apenas um cidadão comum, sem nenhuma regalia (Monstro Normal) que consegue retirar uma espada de uma pedra e se torna rei, uma história bastante conhecida até. Artorigus passa uma impressão de transição de um pacato para um Rei, até mesmo a descrição da carta faz referência a isso, de forma bem interessante e diferente, no mundo de Yu-Gi-Oh. Já o Galvão (que não é o Bueno) seria o sobrinho do Rei Artur, porém, para seguir os princípios da Távola Redonda, e também por não possuir nenhum direito a herança, Gawayn trabalhava no reino como todos os outros e não possuia nenhum luxo ou regalia, somente um parentesco com o Rei. A única exclusividade de Gawayn e seu tio, era que o mesmo, também servia como conselheiro real ao Rei, e por isso sempre estava ao seu lado, algo que é retratado no efeito da carta, que permite que ele entre em campo se você controlar um Monstro Normal de LUZ, que no caso seria Artur.


Agora é hora de falarmos do Lancelote do Lago, ou somente Lancelote. É apresentado pelo Rei Artur como o seu guerreiro mais vencedor e um nato protetor do Rei. É o principal personagem do Ciclo da Vulgata, que conta a história do seu romance com a Rainha Genebra, que teria acabado com o Reino de Artur. O Lancelote seria filho de Ran de Benoic e da Rainha Helena, porém teria sido raptado ainda criança pela Rainha do Lago (Lady of the Lake) e com a educação que recebeu dela, teria se tornado o mestre das armas do Rei Artur. O seu efeito faz clara referência a este momento, sendo um dos buscadores das Noble Arms no Deck, e também sendo um guerreiro Inobre, pois teria acabado com o reino de Artur. Além de tudo, teria tido um filho, chamado de Dom Galaad (Noble Knight Gwalchavad).


Filho do Lancelote, um dos três a conseguir o Santo Graal. Pela sua pureza exclusiva, era considerado a encarnação de Jesus Cristo na forma de guerreiro, e tinha assento exclusivo na Távola Redonda. Seu escudo, trazia a cor branca com uma cruz vermelha, que representaria a pureza e o sangue do próprio Jesus, levando-se a entender que ele realmente seria a encarnação de Jesus. Galaad, por ser considerado santo, tinha uma auréola atribuida a sua cabeça e não era considerado como um humano dentro do próprio reino. Pela sua piedade e lealdade, chegou a ser chamado de "Melhor Cavaleiro do Mundo" pelo Rei Artur, pois derrotava todos com facilidade, embora não gostasse das batalhas. Seu efeito faz referência a isso, pois mostra que ele não gostava de batalhas, destruindo suas Noble Arms, em troca de algo.


Esposa de Artur e a causa do fim do seu Reino. Estamos falando da Rainha Genebra, representada pela carta da Gwenhwyfar, Queen of the Noble Arms. Por ser rainha, detinha todas as mordomias do Reino, juntamente com o Rei Artur, porém, se envolveu com o Lancelote, tornando-se sua amante e eventualmente, derrubando o reino. Como Rainha, ela tinha total controle sobre tudo que Artur fazia, inclusive sobre suas armas. Prova disso é o seu efeito no card game, se equipando aos guerreiros, ou seja, servindo como um apoio ao rei e aos seus guerreiros numa batalha difícil, afinal, o que uma mulher não consegue fazer? 

A sacerdotisa mais importate da ilha dos mortos (Avalon) foi a Dama do Lago, ou Lady of the Lake. Segundo a lenda, foi ela que cuidou do Lancelote e o educou. Se tornou bastante importante na história do Rei Artur, pois teria lhe dado a Excalibur, que significa "Aço Cortado", juntamente com Merlin e Morgana. Artur, ao receber a Excalibur, teria jurado lealdade a Rainha e que respeitaria os cultos católicos e também em Avalon como forma de retribuição, quando fosse Rei de Bretanha, porém o mesmo teria quebrado esse acordo, ao se casar com Genebra.


Merlin foi o mais importante mago, profeta e conselheiro do Rei. Talvez sendo por isso, o mais importante do Deck. Merlin teria sido o responsável pelo nascimento de Artur, pois teria realizado a união entre Uter e Igraine, que seriam os pais de Artur, e por causa disso, ele teria nascido. Também teria sido muito importante na construção da Stonehenge, transportando pedras da Irlanda. Segundo a história, o pai de Merlin seria um demônio e Merlin teria sido destinado a ser um profeta do mal, porém iluminado pela graça da sua mãe, passa a servir para o lado do bem, desenvolvendo grande amizade com Vortigerno e Uter. Graças a isso, Merlin também teria criado a Távola Redonda e a Espada na Pedra, que teria dado direito a Artur ser o Rei.


Boors, o Jovem, filho de Boors, o Velho e irmão do Rei Ban de Benoic, teria sido um dos melhores guerreiros da Távola Redonda e também teria sido um dos três a alcançar o Santo Graal. Boors teria sido criado em cativeiro após a invasão de Claudas, inimigo do Rei Artur. Boors teria conhecido o Rei e tornado-se seu aliado na luta contra os onze reis rebeldes de Bretanha, e, em troca do apoio, Artur lhe promete ajuda contra Claudas, porém se atrasa no seu compromisso e Boors, o Velho teve seus filhos capturados. Um deles sendo Boors, o Jovem, que mais tarde, teria se tornado um dos guerreiros do Rei Artur e da Távola Redonda.

Percival, cuja origem é incerta, teria sido um nobre filho do Cavaleiro Pelinore e que se tornaria Rei de Listenoise, e sua irmã Dandrane seria portadora do Santo Graal. Com a morte do seu pai, a sua mãe, que é anônima, o teria levado para o isolamento da floresta e ignorado-o até os 15 anos. Um dia, brincando na floresta, Percival teria visto 5 guerreiros com armaduras brilhantes e teria tido vontade de se tornar guerreiro, dirigindo-se ao Rei Artur, tornando-se um dos seus melhores guerreiros. Teria participado na busca pelo Santo Graal, juntamente com Galaad, que acabaria se tornando o herói da história. Percival era famoso por dar apoio aos outros guerreiros, por isso que seu efeito no card game faz alusão a isso, permitindo que o jogador adicione 1 Noble Arms do Cemitério para à mão.

Tristão, também conhecido como Tristan, era filho de Brancaflor e Rivalen, ou de Isabel e Meliodas. Sobrinho do Rei Mark da Cornualha, teria sido enviado a Irlanda para fazer com que Isolde se casasse com o Rei, porém teriam se apaixonado. Nessa viagem, Tristão teria conhecido o Rei Artur e se tornado um dos seus guerreiros. O protetor fiel do Rei e dos seus soldados, Tristão fazia de tudo para proteger os outros guerreiros, sendo isso, uma alusão ao seu primeiro efeito no card game. Teria morrido em batalha, fatalmente ferido por uma lança envenenada, somente Isolda poderia salvá-lo, porém, este morre antes da sua chegada, e Isolda morre ao seu lado.

Mordred foi uma figura lendária britânica. Teria ficado famoso por trair o Rei Artur na Batalha de Camlann, onde teria sido morto e o Rei Artur teria sido gravemente ferido. Seu nome significa "Mau Conselho". Seu efeito de se tornar um monstro de TREVAS faz parte da sua história, sendo uma alusão à sua traição ao rei. Mordred seria o filho de Artur, porém outras histórias o retratam como sendo sobrinho do rei. Mordred teria se envolvido com Genebra, esposa de Artur e amante do Lancelote e por isso teria sido morto. Após a sua morte, sua família teria tentado tomar o trono do Rei Artur, que também já havia morrido.


Hector de Maris, também conhecido como Eachtar, seria filho bastardo do Rei Ban de Benoic, sendo assim meio irmão do Lancelote e primo de Boors. Seu primeiro efeito de banir 2 monstros Noble Knight faz alusão a essa história, com seus 2 principais parentes. Saiu em uma jornada juntamente com Gawain em busca do Santo Graal, porém Hector teria sido um dos poucos à reconhecer que não era digno de possuí-lo. Flagrou o romance de Lancelote com a Rainha Genebra, tendo tornado-se um dos comandantes do Lancelote, e também teria saído em uma expedição para salvar a Rainha Genebra da execução que teria sido ordenada por Artur, e assim ele conseguiu. Também teria cuidado dos filhos de Mordred após esse ser derrotado na Batalha de Camlann.

Bedivere teria sido o Guerreiro responsável por devolver a Excalibur para a Dama do Lago, após a morte de Artur. Teria tido grande importância na luta contra Agravain, Gareth e Gaheris, que teriam traído o rei e o matado, além de contarem sobre o romance entre o Lancelote e a Rainha Genebra.


Inspirado em Agravain, Gareth e Gaheris, filhos de Morgause, irmã de Artur, e também irmão de Gawain, teriam descoberto o romance entre Lancelote e Genebra, contando assim para o Rei Artur, com intuito de trai-lo, porém Gawain que era leal ao Lancelote se opôs ao ocorrido, prevendo um desastre, e assim também pensavam seus irmãos Gareth e Gaheris. Depois dessa conversa, o Rei Artur teria entrado querendo saber o que estava acontecendo, foi assim que Agravain teria contado ao Rei o deixando transtornado, pois mesmo já suspeitando da traição, ele não queria acreditar porém disse que não faria nada sem provas, que teria que pegar o Lancelote em flagrante. Assim Agravain e os outros armaram uma cilada, com intuito de matar Lancelote, porém acabaram morrendo, exceto Mordred que teria sido gravemente ferido. Depois do ocorrido, Artur teria mandando que Gawain queimasse Genebra na fogueira porém esse teria recusado a ordem, assim o Rei Artur teria ordenado a outros 2 guerreiros que fizessem, porém eles fizeram contra a vontade. Chegando lá, onde a execução seria realizada, Lancelote os teriam matado, e Gawain teria virado seu aliado, assim matando ao Rei Artur, em vingança a morte dos seus irmãos, assim acabando-se o reinado.


E por último, vamos falar do Rei Artur. Como já foi dito na história do Artorigus, o Rei Artur teria deixado de ser um homem pacato e se tornado o rei de Bretanha, graças a Merlin, que teria feito com que ele nascesse e também seria o responsável pela Espada na Pedra. O Rei teria passado por muitos momentos difíceis, mais foi um dos Reis mais bem sucedidos da Távola Redonda, conseguindo o respeito de todos os seus Guerreiros. Depois de muito tempo, teria alcançado o Santo Graal, e teria se tornado sagrado. Muitos diziam que ele era o Deus na terra, e teria sido enviado pelo mesmo para trazer a paz. Depois da descoberta da traição de Genebra, ele teria ficado louco e precipitadamente teria mandado matá-la, juntamente com o Lancelote, seu melhor guerreiro, o que teria gerado uma crise interna dentro do reino, fazendo com que parte dos seus guerreiros mudassem de lado, sendo assim, o próprio responsável pela sua morte, por causa de seus atos impensáveis. Foi o princípal personagem do conto e depois de sua morte, deixou um grande legado.

Bem galera, o post foi esse. Eu sei que ficou enorme, mas faz parte, não dava pra fazer um resumo menor que esse. Se você ficou curioso e quiser mais histórias como essa, dê o seu feedback e comente o que achou, afinal, como é uma estreia, pode não estar perfeito, mas espero que tenham gostado, e aguardem porque no próximo sábado, se minha internet permitir, teremos mais do Nextory! Valeu e até mais!

Comentários
1 Comentários

1 Comentários:

Ronaldo Silva disse:
27 de novembro de 2016 10:59

Caramba, sensacional!. Isso mostra que Yugioh não é apenas um card game, mas envolve em si muitas referencias e historias muito interessantes. Parabéns, estou ansioso pelo próximo. XD