30 de outubro de 2016

Precisamos falar da Terraforming


Uma carta que teve sua importância aumentada significativamente nos últimos tempos.

Olá pessoal, como vão? Espero que bem. Hoje vamos falar um pouco (sério, não será muito) sobre a Terraforming, uma carta que vem fazendo os jogadores discutirem muito entre si ultimamente: Merece ser limitada? Merece ser banida? Qual o motivo que faz com que uma carta com um efeito considerado normal por tanto tempo no jogo estar sendo tão falada? Então vamos lá:


O passado



Há alguns anos atrás, quando se falava de Field Spell card, muitos jogadores torciam o nariz. E de alguma forma, eles tinha razão. O jogo já possuía centenas de Field Spell, porém, não era muito os que se destacavam. Boa parte dos campos eram dispensáveis, não tinham sinergia alguma dentro do próprio archtype para qual haviam sido feitos, ou simplesmente tinham apenas o efeito de aumentar o ATK dos monstros. No entanto, nessa época, já havia decks em que os campos eram essenciais para suas jogadas: Harpie, Dark World, Dragunity, Heraldic, Madolche, Spellbook etc. Esses campos possuíam bons efeitos, e não podiam faltar dentro dos decks, pois eram eles que representavam perigo ao oponente, ou aceleravam suas jogadas. No entanto, nada muito absurdo. O uso da Terraforming era algo muito opcional, e variava de deck para deck, jogador para jogador. Convivemos com isso por um tempo.
 

O presente



Hoje em dia, está cada vez mais normal surgirem campos que possuem efeitos "apelões", ficando praticamente impossível deixá-los de fora do deck, pois eles são as bases. Inclusive, há alguns decks que dependem totalmente do seu Field Spell. Parece que a Konami adotou a ideia que os campos são importantes e devem ser colocados dentro do deck. 

Depois da primeira "geração" de campos, chegou a segunda geração, que é o caso dos campos para U.A, Psy-Frame, Super Quantum, Odd-Eyes, Majespecter, etc. Esses são considerados campos bons, que não podem faltar dentro dos deck em qual fazem parte, mas não são absurdos. E além do mais, muito desses campos, apesar de essenciais, não entravam em decks considerados Metas, e sim em Fun, em sua grande maioria. O uso da Terraforming mais uma vez era opcional.

A terceira geração de campos chegou, e estamos nela. E o que difere nela pras antigas? Além de também serem bons, esses novos campos possuem um efeito muito similar, e que parece cada vez mais comum: "Quando você ativar essa carta, add tal carta do deck para a mão". Sim, isso mesmo. Eles também estão desempenhando o papel de buscadores de cartas do deck. E o mais importante nisso tudo, é que esses campos não estão em deck FUN, e sim nos Metas. Com isso, o uso da Terraforming é muito essencial, pois ela se torna a buscadora da buscadora, aumentando e bem a consistência dos decks que por si só já são fortes.

Imaginemos o caso da Reinforcement of the Arm, que atualmente está limitada. Ela é uma carta forte, que entra em uma grande variedade de decks, e se estivesse a 3, seria muito perigosa em determinados decks. Ela possui o efeito de buscar um WARRIOR do deck. Agora imagine se existisse uma carta que buscasse a Reinforcement. Mesmo com ela limitada (1), o uso de 3 cartas que buscasse ela aumentaria e muito a chance dela vir pra mão. Agora comparemos com a Terraforming, que está ilimitada (3) e pode buscar os campos, que por sua vez têm o efeito de buscar mais cartas do deck. Vai dar merda.


Muitos defendem a carta


Já vi muitos comentários de gente falando que a Konami não vai e não deve banir a Terraforming, porque assim estaria ferrando os deck FUN que ainda usam ela. Só posso dizer uma coisa quanto a isso: A Konami não liga pro lado FUN, infelizmente. Ela não está nem aí se banindo tal carta ela atrapalharia tal deck. Tomamos como exemplo o caso da Emergency Teleport. Muitos decks FUN usavam muito essa carta. Mas por que ela foi limitada? Por causa do Kozmo, que era um deck Meta e estava abusando dela. Provavelmente será o mesmo caso da Terraforming. E também do Terrortop. Claro que a Konami pode fazer com que essa carta não seja tocada pela Banlist, afinal, muitas cartas no passado que os jogadores consideravam "fortes" e estavam com medo delas serem limitadas ou banidas, acabaram nem sendo. Tudo pode acontecer, a banlist é uma caixa de surpresas.

As opiniões estão bem divididas. Muitos acham que a Terraforming não está sendo abusada a ponto de ir pra banlist, outros já acham que sim. E você, qual lado está? E o que acha de tudo isso? Comentem aí.

É isso pessoal, espero que tenham gostado. Não deixem de comentar. Curtam, compartilhem, mostrem pros amigos, e até a próxima!

Comentários
2 Comentários

2 Comentários:

Kimer disse:
30 de outubro de 2016 11:16

"A Konami não liga para o lado do For Fun, infelizmente". Esse é o motivo pelo qual parei de jogar. Se determinada Field Spell tem um efeito apelão, é ele que deve ir para o limbo.

Ronaldo Silva disse:
30 de outubro de 2016 14:22

@Kimer - Concordo totalmente