2 de maio de 2016

Quem venceu o duelo final entre Yugi vs Judai no GX?


O duelo pareceu não ter um vencedor. Mas será que não teve mesmo?

Todos que acompanharam Yu-Gi-Oh! GX até o fim, viram que o duelo final da série foi um combate entre Yugi e Judai. O duelo foi dividido em 2 episódios: Inicia-se no 179 - "Adeus, Judai!" e termina no 180 - "O Verdadeiro Duelo de Graduação". Caso você não tenha visto ainda ou não se lembra, clique aqui para ver o episódio 179 online, e clique aqui para ver o 180 online. Lembrando que vocês podem fazer o download de todos os episódios no site do Yugioh Extremo.

O que farei nesse post é tentar adivinhar quem foi o provável vencedor do duelo, de acordo com a situação no campo e mão de ambos os duelistas, já que o duelo acabou de fato sem um ganhador. Sem mais delongas, vamos à análise:

Após todo aquele embate inicial, no fim do duelo Judai consegue trazer dois monstros poderosos: Elemental HERO Magma Neos com 6300 de ATK e Elemental HERO Shining Flare Wingman com 4300 de ATK:


Após Judai declarar o ataque com o Magma Neos, Yugi usa sua armadilha: Magic Cilinder:



Só que Judai consegue se livrar dessa barra, parando o ataque antes mesmo que a Magic Cilinder se resolvesse: Ativou a mágica rápida, Contact Out! Desfez a fusão e invocou os materiais, Elemental Hero Neos, Neo-Spacian Grand Mole e Neo-Spacian Flare Scarab.



Após confirmar que Judai era um duelista forte, Atem não se conteve e assumiu o duelo no lugar do pequeno Yugi. E antes que Judai continuasse a fase de batalha e atacasse com o Elemental HERO Shining Flare Wingman, Atem usa a carta armadilha, Dark Renewal. O efeito dela no anime é: Quando o oponente invoca um monstro (os 3 invocados pela Contact Out!), sacrificando aquele monstro e um monstro no campo de quem ativou a carta, pode-se invocar um Spellcaster do cemitério. O espertalhão do Atem sacrificou o melhor monstro do Judai naquele momento, o Grand Mole (como ele sabia?) e a Dark Magician Girl do lado do campo dele.


Será que ele reviveria o Black Magician que se encontrava no cemitério dele? Não! O miserável usou o efeito da Spell Card do Judai, Code Change, que estava selado na sua Trap, Spirit Mirror. A Code Change permite o jogador trocar o tipo escrito no texto pelo tipo que ele escolher (se você usar uma carta que busca um Warrior do deck, com a Code Change você pode trocar para um Dragon, por exemplo). Então, em vez de reviver um Spellcaster, Atem trocou o texto para um DIVINE-TYPE. Isso mesmo, o type de um deus. Ele então reviveu Slifer the Sky Dragon, que havia sido enviado para o cemitério alguns turnos atrás pelo efeito de uma carta do Judai.


Quando Slifer foi invocado, ele tinha 5000 de ATK. Maior do que de todos os monstros do Judai. Após ficar impressionado e perceber aquilo que tinha perdido, que era a diversão nos duelos, Judai atacou Slifer com o Neos, em um ato que ninguém entendeu. Por que atacar um monstro de 5000 com um de 2500? E assim o duelo foi encerrado, sem mostrar o ganhador.


E então, como podemos definir quem provavelmente venceu o duelo? Observando a mão dos jogadores, claro. Os dois estavam com a mão cheia, depois do Yugi usar a carta mágica, Card of Sanctity lá no meio do duelo.

Antes de fazer os monstros  Elemental HERO Magma Neos, Elemental HERO Shining Flare Wingman e atacar, a mão do Judai era essa:


Só cartas mágicas e o Winged Kuriboh. 7 cartas mágicas e 1 monstro. Então já podemos descartar a possibilidade do Judai ter usado Honest ou algum monstro que aumentaria o ATK do Neos quando ele atacou o Slifer.

"Ah, então ele usou uma Mágica rápida para aumentar o ATK do Neos ou da Fusão dele, ou então para destruir o Slifer".

Não também. Judai usou a mão inteira dele para invocar seus monstros e aumentar o ATK deles, na expectativa de tentar acabar com o Yugi naquele turno. Hero's Guild, Code Change, Sub-Space Battle, Miracle Fusion, Miracle Contact, Neo Space e Contact Out! Essas foram todas as cartas que o Judai usou e que estavam na mão dele, só sobrando o coitado do Winged Kuriboh. Ele também não possuía nenhuma carta virada para baixo ou carta no cemitério que pudesse usar algum efeito. Outro fator importante é que o Slifer tem um efeito muito poderoso no anime, não sendo atingido por nenhum tipo de efeito, a não ser de outros deuses.

Ao receber o ATK do Neos, essa era a mão do Yugi:


Ah! Olha que maravilha. Então mesmo que o Judai usasse alguma efeito que aumentasse o ATK do Neos (mas vimos que ele não tinha nada), Yugi ainda poderia se safar usando o efeito do Kuriboh. Ele ainda possuía um ultimo recurso para escapar da derrota. Lembrando que o Yugi também não tinha nenhuma carta virada para baixo.

Podemos concluir então que não havia maneira do Judai vencer o duelo, fazendo do Yugi o vencedor. Judai atacou o Slifer porque já não tinha mais nada o que fazer, a derrota naquele momento já não importava mais, pois ele já havia recuperado a diversão nos duelos.

Então é isso pessoal, espero que tenham gostado. Curtam, comentem, compartilhem, mostrem pros amigos e até a próxima!

Comentários
4 Comentários

4 Comentários:

Unknown disse:
2 de maio de 2016 13:26

YUGI , depois que invocou o Slifer venceu o duelo .

Kimer disse:
2 de maio de 2016 22:17

Ainda não fiquei convencido de que o Yugi realmente foi o vencedor. Quando o Yugi invocou o Slifer com a Dark Renewal, Judai poderia simplesmente ter encerrado o turno ali mesmo ao invés de atacar com o Neos, porque Slifer é enviado ao cemitério no turno em que ele é invocado especialmente (talvez Judai tenha atacado porque não conhecia esse ponto fraco, mas tenho minhas dúvidas de que ele realmente não conhecesse, afinal as cartas de Deuses Egípcios são muito famosas no universo do anime). Vendo a mão do Yugi, dá pra concluir que ele também não tinha muito o que fazer. 3 monstros que ele não poderia invocar naquele momento (a não ser que ele sacasse a mágica de ritual do Black Luster Soldier no turno seguinte, tributando o Valkyrion the Magna Warrior), a Magical Hats, que não pode ser ativada se o jogador não controlar um monstro, e o Kuriboh, que serviria como uma defesa contra um único ataque, mas o Yugi teria que sacar um monstro que ele pudesse invocar para ativar a Magical Hats ou então usar o seu poder de hack para sacar uma carta ultra-apelona. E mesmo que o Yugi conseguisse ativar a Magical Hats, Judai tinha três monstros em campo e poderia detonar três cartolas, e poderia detonar todas as 4 se ele invocasse um monstro em seu próximo turno. Na minha opinião, esse duelo ainda tinha muito pra render.

marvelous disse:
3 de maio de 2016 12:48

Termina de legendar o Gx que é bom nada né?

Mr. Leon disse:
3 de maio de 2016 20:18
Este comentário foi removido pelo autor.