29 de abril de 2016

Quando os magos desfalecem






Olá, caros duelistas? Tudo bem com vocês? Este pequeno artigo irá abordar uma questão que me veio a cabeça após algumas experiências com o deck de Dark Magician e seus novos suportes.Tentarei não me estender demasiadamente, analisando o deck e apontando as características de algumas cartas-chave, em seus pontos positivos e negativos. Para além disso, discutirei algumas soluções possíveis a serem empreendidas pela nossa querida (?) Konami, afim de sanar as suas principais fraquezas. Então, se você é um fã de Dark Magician, siga-me nesta análise! It's time to duel!
   E para começar, deixarei claro qual tem sido meu questionamento sobre o deck. Resumidamente, ele pode ser expresso da seguinte forma: "qual a razão de tantas derrotas?". Sim, o deck é fraco, e o principal motivo é sua inconsistência. E essa conclusão se faz ainda mais forte quando comparado ao seu rival Blue-eyes, que vem conquistando grande espaço no OCG.
   Mas qual seria a raiz desta sua inconsistência? Em linhas gerais, a principal causa reside na total dependência de seus monstros com relação às suas mágicas e armadilhas. Vejamos a primeira delas:

 Dark Magic Circle 
When this card is activated: Look at the top 3 card of your Decck: you can reveal 1 "Dark Magician" or 1 Spell/Trap Card that lists the card name "Dark Magician" in its text among them and add it to your hand, also aftet that, place any remaining cards on the top of yout Deck in any order. If "Dark Magician" is Normal or Special Summoned to your field (except during the Damage Step): You can target 1 card your opponent controls; banish it. You can only use each effect of "Dark Magic Circle" once per turn.
   Dark Magic Circle é certamente uma carta essencial para o deck, não apenas por seu efeito de banimento, como também por ser um buscador. Seus efeitos em sim não produzem nenhum impacto negativo, no entanto, a dependência que o deck possui com relação a ela é prejudicial. E como isso acontece?
   Imaginemos uma situação de jogo na qual estejamos sendo muito pressionados. Já controlamos Dark Magic Circle e Eternal Soul, assim como possuímos um Magician's Rod em mão. Caso tenhamos outra Eternal Soul, também em mãos, é muito provável que nos vejamos obrigados a usar Magician's Rod para buscar outra Dark Magic Circle, garantindo o combo com Eternal Soul, além de outra busca. Fora isso, não sobram muitas outras cartas ou jogadas eficientes a serem feitas, o que nos mantem bastante - não completamente - dependente desta carta. Os monstros, observe-se, por si só, não possuem efeitos eficientes ou proteção inerente - o que acontece diferente em Blue-eyes.
   Obviamente existem exceções, como Ebon Illusion Magician, Dark Magician of Chaos e Dark Paladin. Todavia, embora Ebon seja uma boa carta, seu efeito tornou-se uma espécie de mais do mesmo, e a lentidão do deck não permite que sua invocação seja feita rapidamente. Dark Magician of Chaos, por sua vez, representa um grande poder de fogo, e consegue entrar fácil em campo pelo efeito de Choco Magician Girl ou Dark Renewal. Porém, na ausência destas duas alternativas,  Chaos torna-se facilmente um dead draw, pois sua magia rápida não pode ser priorizada por nossos buscadores, caso não a tenhamos em mão (Dedication Through Light and Darkness).
 
   Vale comentar também que Choco Magician Girl foi um bom suporte a se lançar, e pode nos garantir um pouco de estabilidade e controle de jogo. Entretanto, assim como as demais Magician Girls, é totalmente incompreensível que seu atributo não ser DARK, pois isso impossibilita combos com outras cartas como Dark Renewal e Magician's Navigate, o que aumentaria a sinergia do deck.

 
 
 
 
 
 
 
 
 



 Eternal Soul
All "Dark magicians" in your Monster Zone are unaffected by your opponent's card effects. If this face-up card leaves the field: Destroy all monsters you control. You can activate 1 of these effects;
● Special Summon1 "Dark Magician" from your hand or Graveyard.
● Add 1 " Dark Magic Attack" or "Thousand Knifes" from your Deck to your hand.
You can only use this effect of "Eternal Soul" once per turn.
   Passemos à Eternal Soul, que é, ao mesmo tempo, fundamental e a pior fraqueza do deck. O fato de destruir todos os monstros em campo quando sai de campo gera uma preocupação contínua e amedrontadora, pois permite que o adversário nos desestabilize com facilidade. Ás vezes se torna trabalhoso - ou quase impossível - refazer nosso jogo após sua saída, o que a transforma num verdadeiro calcanhar de Aquiles. 
   Mais do que isso, não é possível encontrar uma justificativa plausível para tal efeito, visto que a carta não oferece proteção à qualquer outro monstro que não seja Dark Magician. Então, por que destruir todos e não somente este último? É um preço muito alto a se pagar. Sua busca também não é algo exatamente incrível. É impensável usarmos Thousand Knifes; e Dark Burn Magic não é necessária tantas vezes - seja porque podemos banis as mágicas e armadilhas ou porque o adversário pouco se utiliza delas.



Magic Expand
Apply these effects in sequence, depending on the total number of copies of  "Dark Magician" "and "Dark Magician Girl" on the field and in the Graveyard.
● 1 or more: 1 DARK Spellcaster-Type monster on the field gains 1000 ATK until the end of this turn.
● 2 or more: This turn, your opponent cannot activate cards or effects in response to the activations of your Spell/ Trap card  and effects, also Spell/Trap Cards you control cannot be destroyed by your opponent's card effects.
● 3 or more: All DARK Spellcaster-Type monsters you currently control are unnafected by your opponent's card effects until the end of this turn.
 

   Para sanar este risco, assim como proteger as demais armadilhas e mágicas, temos Magic Expand, que, contudo, não encontra muito espaço no deck. Seu primeiro efeito é ruim, e o terceiro repete aquele de Eternal Soul de maneira mais abrangente. É certo que podem ser aplicados em sequência, mas ainda assim, por conta da necessidade de outras armadilhas e mágicas, acaba não restando muito espaço para ela. Além disso, a carta se mostra muitas vezes dispensável. Às vezes não teremos Dark Magicians e Dark Magician Girls, em campo ou cemitério, suficientes para melhor aproveitamento de Magic Expand.


  Seguidamente, temos a poderosíssima...! Espera...nem tanto assim...Dark Burning Magic tinha tudo para ser o ás deste deck, mas pôr Dark Magician e Dark Magician Girl em campo revelou-se uma tarefa frustrante.
     Dark Magician  Girl é uma carta completamente incoerente com o deck. Mesmo que usemos apenas uma cópia, ainda assim nos veremos enrascados por sua causa; seja porque nos dê dead draws, seja porque não somos capazes de invocá-la facilmente quando quisermos. Isto faz com que não possamos priorizar esta magia, visto a dificuldade de cumprir os requisitos de sua ativação.







   Doravante, The Eye of Timaeus também é uma carta de imenso potencial desperdiçado. Desperdiçado porque ainda que a carta liste Dark Magician na descrição de seu efeito, ficou estabelecida uma regra implícita - segundo minha pesquisa - que ela não poderia ser buscável por Magician's Rod e Dark Magic Circle. (Sério, por quer diabos, Konami?!)
    Segundo, que à exceção de Dark Paladin, as fusões que existem até o momento são medianas ou mesmo ruins, como Amulet Dragon. Em um jogo de efeitos tão cruéis, a empresa acaba por ponderar sobre alguns que sequer se mostram abusivos. É certo que a lógica mercadológica do jogo sempre lançou decks díspares em suas forças, para que alguns sejam absolutamente mais atrativos, justificando seus altos preços, visto seu domínio sobre os demais. Porém, aqui se trata de um deck clássico, pelo qual muitos fãs esperaram por décadas seu renascimento. A lógica aqui é ilógica - pior ainda, venderá mesmo que continue fraco como está agora.

Há uma saída?
   
    Sim, é possível dar maior coesão ao deck. É preciso apenas que a Konami seja inteligente em seus próximos lançamentos (haverá mesmo mais algum?). Antes de tudo, se faz necessário dar atenção a sua principal fragilidade: a quase total dependência com relação a suas mágicas e armadilhas. Isto poderia resolver-se com monstros capazes de oferecem proteção a estas cartas. Ebon Oblivion, note-se, poderia muito bem ter cumprido este papel, ao invés de ativar mágicas e armadilhas diretamente de nossa mão, que, no fim das contas, mostrou-se um efeito desnecessário. 
   É quase certo, note-se, que teremos um novo Magician of Black Chaos, e ele poderia muito bem cumprir este papel. Novos monstros, que tratados como Dark Magician, também poderiam ter efeitos capazes de realizar esta proteção, ainda que sob a necessidade de algum custo, como o descarte de uma carta. Novos fusions e Xyz mais independentes, capazes de jogar sozinhos e com alguma proteção inerente, também são possibilidades necessárias.

    Quanto às mágicas e armadilhas em si, é preciso que a empresa note que está comedindo onde não se faz necessário. Prova disto é Dark Horizon, um dos últimos lançamentos para o deck - mesmo que como suporte indireto. Em contrapartida de uma carta como Gospel of Revival para Blue e Red-eyes, a armadilha para spellcasters é tão ruim que beira o risível.
   
   Um outro acréscimo extremamente significativo para o deck seria Bond Between Teacher and Student. Esta mágica foi usada por Yugi no filme em comemoração aos dez anos, e possibilitaria melhor uso de Dark Burning Magic, além de tornar Dark Magician Girl mais participativa.











Concluindo...
   
   Enfim, Dark Magician continua inesquecível na mente de muitos fãs que cresceram assistindo Yu-Gi-Oh, e merece mais do que temos visto até agora. A Konami parece simplesmente lançar efeitos mais ou menos randômicos, como se não parasse para observar o desempenho do deck. Fique claro que minha opinião não é dogmática, mas tentei fazer crítica a partir do que eu tenho sido capaz de observar e refletir, segundo minhas experiências Acredito firmemente que algumas das saídas aqui apontadas são perfeitamente coerentes, e espero que algumas delas se concretizem. Do mais, obrigado a quem leu. Deixe seus comentários a respeito do assunto e discutiremos de maneira saudável. Até a a próxima.


Comentários
1 Comentários

1 Comentários:

Fabio Allan disse:
30 de abril de 2016 20:43

Konami foi imbecil n criação dos suportes. As magicians girls deveriam trabalhar com Rod e Robe para um swarm de Rank 6/7 ou de Rank menores (eles deveriam ser LV 2, na minha opinião). Poderia entrar em outros detalhes, mas estou no celular.