27 de fevereiro de 2016

Random Card #48: Twin Twister


Twin Twister é uma das Key Cards (se não, A Key Card) do formato após o lançamento da BOSH. E eu vou dizer o(s) motivo(s). Me acompanham?



Twin Twisters
Quick-Play Spell Card
Discard 1 card, then target up to 2 Spell/Trap Cards on the field; destroy them.














Twin Twister é o tipo de carta que teve que ser criada devido as circunstâncias do jogo. Desde a ascensão de Qliphorts como um deck forte dentro do Metagame, os jogadores começaram a entender que Mystical Space Typhoon não seria mais capaz de suportar sozinha o status de staple eficiente que serve para destruição de S/T. Contudo, enfrentamos o metagame com MST por necessariamente não enfrentarmos Qliphort em muitas matches (e por Scout ser basicamente a origem do problema), mas ainda assim, a porcentagem de decks que usavam essa carta a 3 caiu drasticamente.

Quando a era Pendulum finalmente chegou, com Pendulum Magician e Majespecter e logo depois PePe, as pessoas começaram a entender depressa o quanto MST não adiantava de nada. Você poderia destruir um monstro na escala, mas não pararia a Pendulum Summon porque os jogadores tinham uma média enorme de monstros Pendulums no deck e a probabilidade dele repor a escala destruída com outra da mão era gigantesca, apenas piorando a situação. Eis que no Breaker of Shadows finalmente chega Twin Twister. Mas com ela, chegou a pergunta: Quantas TT usar?

A lógica das quantidade da Twin Twister gira em torno do seu custo. MST tira somente uma, enquanto ela tira 2, a lógica é você em decks que haviam 3 MSTs, usar 2 TT (e 2 MST trocar por 1 TT), pelo fato dela ser mais eficaz quando entra no game (valer por 2 MST), considerando também que não vai ser toda hora que você vai poder descartar uma carta sua na mão, você abre mão de uma possibilidade maior de uso, para ser mais eficaz. Ao pensar nesse custo de uma carta, prontamente você vai achar que não compensa, pois perder duas cartas da sua mão (TT e o descarte dela) não vale a pena, mas pensem melhor..

Todos os decks desse formato não são consagrados por sua consistência, ou seja, a probabilidade deles gerarem uma mão com alguma carta dead ou uma mão dead é considerável. Portanto, a Twin Twister se aproveita disso: Numa mão com 6 cartas, em que você tem 1 Twin Twister e digamos, 3 cartas Dead, você vai ter apenas duas cartas dead, exatamente por conta do descarte da Twin Twister. Ou seja, uma carta que não tinha serventia nenhuma, agora tem: Ser descartada pela Twin Twister. Sem contar os decks que trabalham com o cemitério, como Burning Abyss, que transformam o custo da carta como uma vantagem, ou de outras cartas com efeitos de cemitério, como Performage Trickclown.

E quando você consegue dar a Twin Twister em duas cartas setadas do oponente ou em duas scales dele, tirando uma carta dead da sua mão, você automaticamente gera uma vantagem, talvez não de cartas, mas de desenvolvimento de jogo: Se o deck for de mecânica Pendulum, ele vai ter que gastar a mesma quantidade que perdeu para restabelecer seu jogo, exceto os casos como Monkeyboard > Joker > Lizardraw. Para um deck que não tem mecânica Pendulum, e acaba setando duas cartas destruídas pela TT posteriormente, você acaba matando respostas do oponente a seus avanços do jogo, cartas que ele contava que poderiam te desacelerar ou evitar perder o controle de campo que ele estabeleceu com os restos das cartas que ele tinha, deixando o jogo aberto a quem conseguir sair daquela primeira batalha pelo controle de campo, já que o perdedor vai demorar demais para voltar ao game, já que dificilmente o deck dele gerará vantagem com poucas cartas.*

*Lembrando que falo de um duelo entre decks do mesmo tier ou nível.
Por esse motivo, decks mais Stall e que usavam muitas Floodgates não prevalecem muito no metagame. Não só esses decks, como as próprias Floodgates, antes determinando games e fazendo decks de tiers inferiores se encherem delas para chegar aos tiers superiores, não estão mais tão poderosas como antes, pois só a presença da Twin Twister nos decks nesse começo da era BOSH fez com que os players rapidamente percebessem isso, popularizando e valorizando mais as Hand Traps com efeitos similares as de S/T contínuas, por exemplo: Droll & Lock Bird ao invés de Mistake, Artifact Lancea ao invés de Imperial Iron Wall e etc, e de monstros com efeitos quick-play, como a Rafflesia, Infinity e Durendal (Antes do Ban do Ptolemaeus).


Essa rápida mudança de atitude, fez que mais um movimento mais rápido ainda se iniciasse: Sem muitas Spell Contínuas e Traps (de todos os tipos) nos decks, sem a presença de decks que abusassem dessas cartas, Twin Twister ficou menos necessária nas mesas no Game 1. Começaram a abrir mão dela para otimizar as chances do deck funcionar no Game 1 e assim, garantir 50% da vitória, deixando a Twin Twister como Side para combater Side, onde entram as famosas Floodgates.


E mesmo assim, os players se dividem quanto a isso, devido a chance de pegar Rogues nos grandes campeonatos com trapline pesada, em que uma Twin Twister poderia ser mais eficaz, ou dela ser um possível out contra cartas que hoje estão em alta e são demasiadamente eficazes em seus decks, como a Domain of the True Monarchs e Kozmotown, por isso a escolha por sempre deixar uma Twin Twister de main e outras duas de side, ou uma de main e uma de side. 

Nesse breve post vocês observaram o quanto a presença de uma nova staple de destruição de S/T que supre as necessidades dos players no formato fez com que mudanças de atitude fossem tomadas e as consequências dela, em uma grande escala; quando isso acontece, eu costumo chamar essas cartas de Key Cards, por elas serem a chave que desencadeou tudo isso.

MagicalHats-YGLD-EN-C-1E-BHornofLight-DB1-EN-C-UEAncientTelescope-SDK-NA-C-1E
Token-LC04-EN-UR-LE-SheepBlue

Curiosidades: 


1. Perceberam que Magical Hats, Ancient Telescope, Horn of Light e 2 Sheep Tokens aparecem na artwork dessa carta? Além do símbolo da carta banida Monster Reborn versão Japonesa. 

2. Outra curiosidade é que ao que tudo indica o nome Twin Twisters e a artwork dela podem ser derivados de outra carta do jogo: Twister, que também tem efeito de destruição de uma S\T, porém, somente alveja as viradas para cima, sendo também uma quick-play spell card como a TT e ambas tem um custo para sua ativação: A twin pede um descarte de uma carta, enquanto a Twister pede o pagamento de 500 LPs. Justo para o que cada uma faz. 


Espero que tenham gostado desse post curto, porém, mais objetivo, pois é isso que se trata o Random Card. E deem sugestões de cartas que queiram ver. Até a próxima o/


Comentários
2 Comentários

2 Comentários:

Ronaldo Silva disse:
28 de fevereiro de 2016 10:43

Belo post cara, realmente a TT faz maravilhas contra penduluns.
Faz um CDS do marvilhoso Dark Law.

Guilherme Lerry dos Santos disse:
2 de março de 2016 14:04

Só não tá melhor contra pendulum do que a foderosa Anti-Spell