12 de julho de 2014

Carta da Semana #119: Formula Synchron

“Mandei pau!” - Rubens Barrichello.

FormulaSynchron

Formula Synchron
Level 2 / LIGHT / ATK: 200 / DEF: 1500
Machine / Synchro / Tuner
1 Tuner + 1 non-Tuner monster
When this card is Synchro Summoned: You can draw 1 card. During your opponent's Main Phase: You can Synchro Summon using this face-up card you control as a Synchro Material Monster.



Eae galerinha, como vão? O post de hoje vai ser mais curto que o normal, já que eu deixei para escrever em cima da hora e não tenho muito o que falar de novo sobre a Carta dessa Semana. A semana passou voando, então como eu tenho a impressão que acabei de postar sobre o Goyo Guardian, ainda estou no espírito dos Synchros que estão prestes a serem liberados com a banlist.

Lançado pela primeira vez em um dos últimos boosters da era Synchro, Starstrike Blast, junto com as primeiras cartas Karakuri, vem sendo uma espécie de staple para os decks que conseguem fazê-lo, e até pouco tempo atrás, o único monstro Synchro (tuner) de Level 2 genérico, sendo que o Puralis, the Purple Pyrotile só foi lançado recentemente no Shadow Specters.

A dificuldade de montar um deck com synchros de level 2 era grande, mas com a ajuda de cartas como Pot of Avarice e mais tarde o Pot of Dichotomy, que reciclavam o carro de fórmula 1, sempre encontrava um jeito, até mesmo de deixar o recém-lançado Puralis de lado.

Em sua época de ouro, Formula Synchron era muito usado em deck Synchrocentric focado no Shooting Quasar Dragon, ou mesmo no Shooting Star Dragon como uma segunda opção, mas com certeza o Quasar era mais almejado.

T.G FormulaSynchron MagicalAndroid ShootingQuasarDragon

Um deck básico para invocar o Quasar possuía múltiplas cópias de T.G. Hyper Librarian (limitado na mesma lista que o Formula Synchron). Com o efeito dele, toda vez que alguém Synchro Summon, você compra 1 carta. O bônus com o Formula Synchro aumentava constantemente as cartas na mão até que um novo Synchro de Level 5 aparecesse. Fundindo ambos os três, invocava o poderoso Quasar, like a boss!

Outras variações como Synchro Plant e Fishborg Blaster OTK também eram populares naquela época, até a banlist aparecer e acabar com a brincadeira para abrir espaço para os monstros Xyz. Eu até iria colocar uma decklist daquela época nesse espaço, mas ao invés disso vamos falar sobre o futuro:

Conheçam o deck Formula Artifact. Claro que é apenas um protótipo, se a moda pegar veremos mais deles durante o próximo formato. Vez ou outra aparecem decks estranhos com os Artifacts, mas geralmente usam poucos deles apenas para dar consistência e ocupar um bom espaço.

Nessa versão do Formula Artifact, uma das estratégias é usar um Artifact de Level 5 com o Formula Synchron tuner de Level 2 para criar Black Rose Dragon durante o turno do oponente. O efeito do Black Rose Dragon é ativado e todas as cartas no campo são destruídas, incluindo os seus Artifacts virados para baixo, que terão seus efeitos ativados e serão invocados no campo. Isso não é genial?

Você pode ver o resultado dos testes durante os 25 minutos do vídeo acima, onde o deck enfrenta várias situações e se sai vitorioso. O mais legal é imaginar a cara de poker face dos oponentes quando destrói as cartas que ele acabou de colocar no campo, incluindo as armadilhas que acabaram de ser setadas. O combo com o Absorbing Jar também é interessante, já que te deixa comprar várias cartas e ainda tirar proveito da destruição dos Artifacts durante a Battle Phase do oponente.

Seja para tentar relembrar os tempos em que Formula Synchron fazia a festa com múltiplas cópias ou para testar novas possibilidades, o que se aplica ao Goyo Guardian também se aplica a ela. É uma carta que semi-limitada não faz tanta diferença como no passado devido a aceleração que o jogo sofreu de lá para cá, mas ela realmente fará diferença para vários decks que antes a usavam e estão pulando de alegria por poderem usar mais uma cópia.

Os recém-chegados decks Sylvan e Artifact, ou com os futuros Yang Zings, por exemplo, podem sim usar duas cópias dela sem problema algum no Extra Deck, mas isso é uma coisa que como eu disse antes, terá que ser testada para entender a diferença que uma nova cópia faz, e esse foi um dos motivos da Konami mexer nela agora, além do outro motivo que é para vender Legendary Collection 5D’s.



E para encerrar o post, nada melhor do que essas belas oricas que encontrei aqui.

Então é isso galerinha, espero que tenham gostado do post. Comentem o que acham do Formula Synchron como semi-limitado e sobre o deck Formula Artifact apresentado. Até semana que vem!

Comentários
11 Comentários

11 Comentários:

Jonathan Gabriel disse:
12 de julho de 2014 10:27

Essa modinha de fazer deck com Artifact tá tão alta que eu t}o com vontade de fazer um Artifact-Reversal Quiz ueahauehaeuhaeu

E vender o 5d's Legendary Collection claro que foi o motivo mais importante hahahaha

Cyberblu disse:
12 de julho de 2014 10:30

Artifact Op xD

Terá mais uma banlist antes do lançamento do Legendary Collection, então provavelmente eles tragam mais alguma coisa (Dark Strike Fighter com a Errata, provavelmente) para beneficiar o Legendary Collection.

Carlos Alberto Alberto disse:
12 de julho de 2014 13:41

Trishula seria bon tbm masssss...

incognito disse:
12 de julho de 2014 13:55

Renasça... Syncros monsters kkkkk

Cyberblu disse:
12 de julho de 2014 18:52

Putz, esqueci de mencionar o Trishula, época de ouro dos Synchros

Odd Eyes Dragon disse:
13 de julho de 2014 16:44

Legal essa carta, nunca tinha visto...

Onde encontro mais oricas?

Odd Eyes Dragon disse:
13 de julho de 2014 16:45
Este comentário foi removido pelo autor.
Cyberblu disse:
13 de julho de 2014 16:46

@Oddeyes, tem várias no link que eu coloquei no post, mas aquele site não esta muito atualizado.

Odd Eyes Dragon disse:
13 de julho de 2014 19:34

Valeu Cyber, achei o que eu queria

Odd Eyes Dragon disse:
13 de julho de 2014 19:34

Valeu Cyber, achei o que eu queria

Cyberblu disse:
14 de julho de 2014 01:56

De nada