18 de junho de 2014

Vídeo: Testando os monstros “Furnimal” que ainda nem foram lançados mas já dão medo!

OMG, esse cachorro e essa coruja dão medo :x

Comentários
16 Comentários

16 Comentários:

TheBestCombos disse:
18 de junho de 2014 17:58

interessante, mais não vai ser tão absurdo assim

Cyberblu disse:
18 de junho de 2014 18:03

Imagina se lançarem um Shaddol EARTH então...

Marcio disse:
18 de junho de 2014 18:19

Isso não roda bem assim nem fodendo lmfao

Cyberblu disse:
18 de junho de 2014 18:46

Por enquanto...

Marcio disse:
18 de junho de 2014 18:54

Eu digo com Shaddoll, sozinhos devem se sair beeeeeeeeeeeem melhor xD

Gabriel Fideli disse:
18 de junho de 2014 20:34

Agora é oficial quanto mais ridicula a art da carta mais OVER ela é

Emerson Martins de Deus disse:
18 de junho de 2014 21:04

Só lembrando que o cara não poderia ter ativado o Shaddoll enviado ao grave pelo Toypot, pois aquilo foi um custo.

Mas já deu para ter uma noção do que eles podem fazer.

@Gabriel, realmente a arte é meio esquisita quando você olhar, uma tesoura enfiada em um bixo de pelucia '-', mas eles tem até uma história bem legal na formação do archetype, os bichos de pelúcia são o lado bobo do Sora(Personagem do Arc-V, para quem não sabe), e a tesoura é o lado mal dele, e tem uma parte disso que eu esqueci, mas nas fusões é tipo como se o lado mal dele corrompe-se o lado bom(ou bobo), acho que gostei da artwork mais por isso mesmo, fez todo o sentido quando me falaram sobre essa história xD

subonito disse:
18 de junho de 2014 21:16

Na verdade podem Merson, efeitos descritos com "If" não possuem miss timing, mesmo caso de Abyssgunde e muitos outros. Se fosse "When" (Quando) o momento em que ele foi enviado é o que importa, se ele passou no meio de uma chain ele não ativa, porém com "If" (Se), se ele for enviado é o que importa, isso vai ativar seu efeito, no final da chain no caso.

O deck é bem legal, não acho que com Shadoll seja a melhor escolha e eu gostei bastante dos efeitos, principalmente da magia. Tiveram que dar um reforço pros decks novos baterem de frente com os do DUEA, devo estar ficando velho, ta tudo muito rapido ;=;

Cyberblu disse:
18 de junho de 2014 21:50

Muito rápido mesmo @subo, e @emerson, não sabia dessa história do Sora, até que faz sentido agora, mas ainda falta mostrarem o outro lado dele, já que até agora ele ta bem infantil.

Eric Luiz disse:
18 de junho de 2014 22:03

interessante, eu tbm não sabia essa história do lado bobo e do lado mal

Marcio disse:
18 de junho de 2014 22:07

Ele sempre ta mostrando ué, quando faz a fusão no duelo contra o yuya, e quando fica com esses comentários e caras misteriosas, só resta saber se o lado mal chega a dominar ele por completo, como as fusões representam.

subonito disse:
19 de junho de 2014 01:13

Os próprios monstros possuem sua mensagem de "lado bom e mal". Tesouras rasgando e almofada saindo é uma imagem comum, filmes americanos (principalmente aqueles nivel sessão da tarde) retratam bastante pessoas (geralmente crianças) enfurecidas rasgando suas pelucias. Imagem que é uma boa forma de representar sentimentos que ficou batida com o tempo e perdeu significado em muitas obras. ;=;

Legal que os Furnimal são Fadas e não Bestas, mais um motivo pra eu dizer que eles são deck de taxidermista. Não se trata apenas de uma pelucia, é quase um animal empalhado, ele tem alma. Tal alma que se corrompe e vira Fiend (Des-Toys) quando o mesmo é maltratado por alguem e, mesmo não entendendo o motivo, reage. Com o animal em partes é possível ver o espirito dentro deles. Estava com saudades dessas artes macabras no Yu-Gi-Oh =3

O fato de os monstros justificarem a personagem não me faz ter melhores olhos sobre ele. Quero ver um motivo concreto da personalidade dele para eu gostar da personagem, se bem que ele tem carisma por ser um dos poucos do time principal a reconhecer todos os tipos de invocação (semelhança com o telespectador pode ser um tipo de fanservice também que nem sempre é apelativo). \o\

Emerson Martins de Deus disse:
19 de junho de 2014 12:22

@Subo, você não entendeu cara, não se trata de perda de tempo, e sim da forma como os efeitos são escritos, o Shaddoll Falcon por exemplo "If this card is send to the graveyard for a card effect", ele havia ativado o efeito dele de forma errada, pois o descarte da Toypot foi um custo e não um efeito. Você pode acompanhar outros exemplos desse tipo vendo as card rulings do Dark World por exemplo.

Acho que eu deveria ter me expressado melhor e dito de cara o que eu queria dizer no último comentário para não levantar confusões, peço desculpas por isso ^^

Emerson Martins de Deus disse:
19 de junho de 2014 12:27

Ah, e uma pequena correção no que você disse sobre miss timing, alguns efeitos "When" não sofrem miss, as exceções são quando o tal efeito é uma efeito mandatório, exemplo: Gravekeeper Recruiter, por possuir um efeito mandatório, mesmo com a limitação escrita "When", ele não vai perder seu tempo, outro monstro desse tipo é o Dandylion(acho que é assim que escreve .-.), ele também não perderá o seu tempo de ativação, mesmo tendo em seu texto a expressão "When".

Carlos Henrique disse:
19 de junho de 2014 13:21

Não sei vocês, mas já percebo no anime que o Sora não é tão bonzinho quanto parece, ele já me mostra um pouco sombrio, a forma que ele comenta os duels que ele assiste e tal.

subonito disse:
20 de junho de 2014 00:46

Agora eu reparei a diferença da Abyssgunde pros Shadoll e DW. Tinha ficado meio confuso ao tentar responder ao quebra cabeça das rullings: o "send by a card effect" é o que a Gunde não tem e ela ativa seus efeitos mesmo por custo. Testei no Pro e com os Shadolls não funcionaram por custo. Unica conclusão que eu chego é que o custo não é incluso como efeito da carta.

Respondi minhas duvidas, e eu é que me desculpo pelo erro.