23 de abril de 2014

Here Comes New Cards #44 & #45: Hands


Jokenpo que nada, negócio agora é braço de ferro!

 Eae pessoal, blzinha? Post duplo do HCNC hoje, matemático fica pra um outro momento, hoje eu pretendo falar do mais recente grupinho de cartas reveladas: as mãos. O arquétipo com a base mais nada-à-ver que eu tive o prazer de conhecer, mas que não deixam de ser criaturas de peso e talvez até um mecanismo comum entre muitos os decks.

 O post vai comentar, principalmente, em cima das cartas Ice Hand e Fire Hand, porém a Magic Hand e Prominence Hand também terão suas respectivas pequenas analises. Sem muito papo, vamos ao que interessa:






 (Efeitos estão escritos em português, basta clicar na carta para amplia-la.)




Trivialidades.

 Vindo diretamente do anime do Yu-Gi-Oh! Zexal, usado pelo Gilag, um dos 7 Imperadores Barians, o arquétipo com a base mais nada-a-ver até então criado. Eu já pesquisei em inúmeros meios e não acho respostas sobre quaisquer relação entre simples mãos e o jogo, nem a arte, efeito ou nomes me ajudam. Algo que podia ter sido melhor explorado, mas infelizmente parece ter sido a saída do momento pra não perder o embalo do desenho na televisão.

 O arquétipo conta com 4 monstros de Main Deck e 2 de Extra Deck, todos os membros são compostos, em arte, por apenas antebraços e suas devidas mãos, sendo apenas 2 destras (Fire Hand e Number 106: Giant Hand) e 3 canhotas (Ice Hand, Magic Hand e Prominence Hand). No monstro Number C106: Giant Red Hand é onde temos uma travada, não é possível definir se a criatura é destra ou canhota, tanto o mindinho, como o polegar do monstro são idênticos. Não sei se foi proposital, mas se foi, meus parabéns a todos os envolvidos, me pegaram.

 A única carta do arquétipo a possuir algum motivo para existir é a Prominence Hand, esta sim possui uma história por traz de seu efeito, arte e nome. Ela é baseada no fenômeno ao lado, a Prominência Solar, um plasma, geralmente em forma de laço, que viaja do Sol até a sua Corona.

 Vendo pela imagem é como se um braço estivesse tentando sair da esfera solar e foi assim que a konami interpretou o acontecimento. No efeito da carta no anime, ele só pode ser invocado caso exista um monstro Tipo-Pyro no campo, enfatizando ainda mais a ideia.


Pacote de Nostalgia e Cartas Fortes

 Quebrei a cara, o pacote Dragões das Lendas (Dragon of Legend no inglês) impressionou a todos com as recentes cartas reveladas, o pacote não é mais algo somente para fãs, mas também pra quem quer dar um up considerável em seu deck, usando as cartas queridas pelas ex-crianças que assistiam o desenho na TV.

 Não tem só bons exemplos com as Hands, mas com muitas outras cartas: Carbonnedon, Mathematician, Soul Charge, Kuribandit, Wiretap e os novos suportes Blackwing. Ansioso para que o pacote seja lançado oficialmente o quanto antes e já esperando o próximo com o Critias e/ou o Hermos.



A Caixinha de Ferramentas, vulgo, Toolbox.

 Toolbox: termo usado no jogo para definir cartas que ao serem destruídas, invocam outras do baralho. O termo ganhou sua devida fama com cartas ao estilo Mystic Tomato quando foram combinadas com a Creature Swap, lhe dando sempre a vantagem após a jogada.

 Konami tomou como tarefa de casa desconstruir o que tornou o termo algo famoso, a principio ela fez isso corretamente. A adição da frase "in your possession/em sua possessão" de fato acaba com qualquer jogada com a Creature Swap, fora as outras tentativas que a konami insiste em prosseguir, um exemplo delas é a parte "and sent to the graveyard/e enviada ao cemitério".

Mas o que podia dar errado nisso tudo? O que torna as duas cartas do post criaturas a serem temidas é que elas lhe dão a vantagem sem nem ao menos precisar de um terceiro pra isso. O que antigamente roubava o monstro do oponente para obter a vantagem, hoje destrói ele (ou uma backrow no caso da Ice Hand) e ainda invoca outro monstro. Mas tanto poder só pode se tornar usável se existir algo que possa ser usufruído dele, e tem, muita coisa por sinal.

Detalhe Crucial: se você não destruir a carta alvejada pelo efeito das Hands, você não invoca a outra.

 O Fenômeno dos Xyz Rank 4.

 Com a decoração desses dois grandes ao meu lado, esse tópico tem seu início. Rank 4 foi considerado por tempos o Rank de acesso mais fácil do jogo, e a konami concordou de corpo e alma com a ideia, tanto que é o Rank que possui o maior número de monstros. Mas o que torna as coisas divertidas não são a quantidade, mas sim a qualidade das cartas.

 Você pode começar o duelo de forma passiva, um monstro em defesa, alguma coisa virada pra baixo e passar, então próximo turno você pode explodir em campo como uma dinamite, após ter saqueado o oponente bem forte com a Ice/Fire Hand que foi destruída. Em suma, em questão de poucas fases você pode mudar o curso do jogo por causa de uma carta boba que seu oponente não foi capaz de prever.

 Outro grande ponto das Hands é que você mesmo pode suicida-las durante a sua Fase de Batalha e ainda sair ganhando no final, claro, com o custo de alguns trocados de vida. E por fim, as Hands não possuem qualquer restrição, você pode levar o campo inteiro do oponente se quiser (no máximo 2~3 Backrows e 2~3 Monstros), é muita coisa, do mesmo jeito que o seu oponente não vai ter muito o que fazer depois de revelar a primeira das Hands numa tentativa frustrada de atacar, ele não vai ser louco de atacar a próxima, dando a você mais vantagens. Lembrando que mesmo destruídas por efeito as Hands vão ativar seus efeitos e saquear o oponente fortemente.


Reciclando os Membros.

 Mais um ponto forte das Hands é o fato das duas principais (Ice e Fire) terem tipos exóticos (não se vê muita carta Aqua ou Pyro comum em muitos decks)  e diferentes entre si. Isso dá espaço pra Pot of Dichotomy em qualquer deck que aposte nelas como uma tech alternativa.

 Uma das ideias pra preservar o Toolbox é o reciclamento dos membros, meio óbvio. Nem sempre você vai abrir com apenas uma das Hands na sua mão inicial, pode vir mais e isso pode atrapalhar o seu jogo, esse é um dos riscos que você vai correr usando as cartas, mas existem meios de evitar isso. Por exemplo usando Moray of Greed e as hands num deck que possua mais monstros WATER, você pode reciclar 1 ou 2 Ice Hands da sua mão e ainda lucrar com isso.


Techs para Techs.

 Continuando o tópico acima, onde eu cito Dichotomy e Moray of Greed, ainda temos mais coisinhas divertidas para se fazer com as Hands (sem pensar besteira aqui, hein!): • Uso de Frost and Flame Dragon: essa carta pode parecer ultrajante, mas ainda é um monstro de fácil invocação com um ATK decente. • Uso de Call of the Haunted/Powerful Rebirth: essa é pra você insistir em ferrar o oponente, se não quiser invocar mais monstros (não é obrigado) você pode simplesmente encher o saco do oponente tirando suas cartas repetidamente. • Uso de Blaster/Tidal: você pode encher seu cemitério com monstros FIRE ou WATER rapidamente com as Hands enquanto você vai limpando o campo do oponente, com os dois Dragon Rulers é possível ocorrer algum futuro OTK (2600 + 2800 + 1400 ou 1600 + X = 8000, pra acabar com o oponente, considerando ter os 2 Rulers e ter atacado com uma das mãos, o monstro X precisa ter entre 1000 e 1200 pontos).


O Duelista com 4 Mãos.

 Como citado anteriormente, Magic e Prominence vão ganhar suas respectivas analises. Começando pela Magic: seu efeito é um colírio para os olhos de qualquer jogador tradicional, poder parar, nem que uma vez, a forma mais forte do jogo de acelerar o deck; a busca (search). Dependendo do deck que se enfrenta, esse monstro de 800 ATK pode fazer mais diferença do que imagina. A carta não chega aos pés do grandioso ao meu lado e possui inúmeros pontos negativos, mas usado da maneira correta é o golpe surpresa que pode garantir sua vitória. Se for rodar alguma cópia no baralho, procure usar cartas armadilhas que invocam monstros do cemitério e use em resposta aos efeitos de busca do oponente, além de ele te xingar, você vai tirar a carta que ele buscou.

 Prominence por outro lado, possui um efeito bem menos divertido e bem clichê no jogo: a invocação especial da mão. Porém Prominence tem ainda mais poder de jogo que a Magic, pelo simples motivo de dar mais oxigênio pra tech principal (Ice + Fire). As sobras do turno do oponente serão muito bem aproveitadas com esse monstro, lhe restando vaga a Invocação Normal que todos desejam, ou ainda podendo fazer Xyz Rank 4 de 3 materiais. Mas a ideia que muita gente pensou e que eu acho que tem futuro é a decklist do próximo tópico.


Deck Profile: Os Monarcas Esbracejam Adiante.

 Eu cheguei a ouvir a ideia pouco tempo atrás, e tenho fé de que ela vai levar a monarquia adiante. Hands dão suporte suficiente pros Monarchs entrarem em campo sem preocupação e fazerem o que fazem de melhor, ferrar ainda mais o oponente. Com Prominence Hand e a sobra do Toolbox, o tributo é só um bônus, diferente da versão dos Frogs, onde tributar um Monarch era quase obrigação pra se manter no jogo. Fora alguns detalhes adicionais que agora o deck possui acesso aos temidos Rank 4. (Ponto negativo: Não será tão fácil chamar o Mega Mobius)


Formato TCG de Abril de 2014.

Monstros (18)
3x Fire Hand
3x Ice Hand
3x Prominence Hand
3x Mobius the Frost Monarch
2x Caius the Shadow Monarch
2x Raiza the Storm Monarch
1x Mobius the Mega Monarch
1x Tidal, Dragon Ruler of Waterfalls

Magias (13)
3x Upstart Goblin
2x March of the Monarchs
2x Return of the Monarchs
2x Mystical Space Typhoon
1x Pot of Dichotomy
1x Moray of Greed
1x Dark Hole
1x The Seal of Orichalcos

Armadilhas (9)
3x Call of the Haunted
1x Solemn Warning
1x Torrential Tribute
1x Bottomless Trap Hole
1x Compulsory Evacuation Device
1x Skill Prisioner
1x Breakthrough Skill

Extra Deck (15)
Decklist base, monte o Extra do jeito que desejar, lembrando que o deck pode impedir invocações do Extra Deck.

--------------------------------------




 Antes de encerrar este post, eu gostaria de chamar a atenção de vocês para uma enquete do HCNC, mais uma! Tava batendo as saudades, então eu resolvi criar uma, mas não foi somente esse o motivo: recentemente aconteceu um boom de cartas reveladas, e eu gostaria da opinião de vocês sobre qual deve ser a próxima carta a eu comentar sobre. 

 Essa não é uma enquete comum, poderá ser votado em mais de uma opção e em caso de empate, eu escolho o que eu quiser comentar, nada mais justo, hehe. E estas são as 15 opções de votos!


Qual carta você gostaria de ver no próximo HCNC?
Berserker Soul
Mathematician
Carbonnedon
Eatos (Guardian Dreadscythe, Celestial Sword- Eatos e Dread Scythe)
Blakwing (Black Sonic, Oroshi the Squall, Hurricane the Tornado e Steam the Cloak
Divine-Beasts (Ra's Disciple e Mound of the Bound Creator)
Number C5: Chaos Chimera Dragon (+ Rank-Up Magic Adimiration of the Thousands)
Saphira the Dragon Princess (+Hymn of Blessing)
Spy C "Curry"
Space Time Trap Hole
Star Seraph (Scepter, Scale e Soreveign)
Heroic (Assault Halberd, Thousand Blades e Rhongomiant)
No. Hunter
Onomatopia
Odd-Eyes Pendulum Dragon
Prazo da enquete será até terça-feira que vem, dia 29/4/14

Existem opções onde existe uma secção em parenteses, os clássicos posts duplos, triplos ou multiplos. Exceção: Nos parenteses que houverem um "+" é por que a carta vai ser citada, sem ter maiores relevâncias.

Aviso dado, me despeço de vocês depois de mais um post dos grandes, mas eu achei completamente divertido de digita-lo, até sabado, com CDS (sem falta dessa vez!) e falous!

Comentários
11 Comentários

11 Comentários:

Guilherme Lerry dos Santos disse:
23 de abril de 2014 08:45

Emocionante rodar em deck Pyro com Salvage e Royal Fire Guard, volta 3 Fire Hand pro deck draw 2, trás 2 ice hand pra mão invoca e ataca feliz.

viciado disse:
23 de abril de 2014 10:11

n sei se vc curte zelda mas, curti pakas a foto do bongo-bongo com o tema das hands kkkkk, e creio q vai haver uns 300 decks menores q vão se beneficiar dessas belezinhas.

Apo #Chupa Matemática disse:
23 de abril de 2014 10:50

Acho sacanagem a Konami nem ao menos inventar uma estorinha random pra essas mãos do fap. E sub por enquanto os hand só estão rodando em Monarch? C_C, vou testar esse deck aí pra saber se e bão, btw bom post sua kenga <3.

Guilherme Lerry dos Santos disse:
23 de abril de 2014 11:21

Roda em Accel Volcanic tranquilo.

Crabcore V.L disse:
23 de abril de 2014 13:34

quem a criatura com cara vermelha e maos flutuantes ????

subonito disse:
23 de abril de 2014 16:14

Eu zerei poucos jogos ainda do Zelda, mas o Ocarina me acertou em cheio, achei fantástico. Uma pena eu ter conhecido a série tão tarde.

Deve ter mais decks apo, se o seu deck não rodar formas de saque e for somente Toolbox pode entrar até uma Rank-Up Magic The Seventh One. Só o seu deck aproveitar de sobras no campo, ou fazer Xyz Rank 4 que as hands podem aparecer.

A criatura do final do post com mãos flutuantes é o Bongo Bongo, um dos chefes do jogo The Legend of Zelda: Ocarina of Time. E o mais dificil deles ;=;

Anônimo disse:
23 de abril de 2014 16:28

meu nome e hugo cesar. uma carta que voces do yugioh nexus poderiam fazer uma materia é o full amored ogre zero lancer é o melhor xyz que ja vi tem 4 efeitos

(Chaos Warrior)Utopia disse:
23 de abril de 2014 19:31

não ta na enquete mas acho q vc deveria flar eh do Pair Cycroid, o unico roid que saiu em anos e eh ateh que decente (apesar de eu achar que Roid merecia MAIS depois de tanto tempo parado) eh uma carta interessante e que n eh soh rodavel em Roid, mas em varios decks Machine, e podendo atacar diretamente, quem n adora fazer isso?

subonito disse:
23 de abril de 2014 23:35

A carta é bem legal sim, mas não consigo ver tanto futuro nela a não ser por Instant Fusion (a antiga).

Mesmo se o meta for dominado por máquinas, usar um Cyber Dragon pra chamar Chimeratech seria mais negócio do que usar uma Super Poly nos bichos do cara.

E não tenho tanta certeza se a carta vai ser realmente de ajuda pros Roids, um amigo meu dizia ganhar altos duelos com uma tech de Redox + Grandsoil, usando o Expressroid pra controlar o volume no cemitério e dar food pro Redox invocar um Armoroid.

Outra ideia, com os Pêndulos, é usar o Expressroid como fooder pra mais monstros em campo.

(God of War) Dragon disse:
25 de abril de 2014 01:10

Incrivel Dragon of Legends, qm eh fã entende mt bem, a Konami está mais que afirmando que nesse formato ocorrerá a volta da nossa tão querida Fusion Summon, assim como dexa um pouco subentendido que provavelmente lançarão boosts com novidades com relação a Elemental Hero.
Nossa, mt foda msm se aparecer um HERO nvo, não que seja um deck fraco mas teve mt queda de rendimento após o banimento do Stratos!
(LightxDark) Jason

(God of War) Dragon disse:
25 de abril de 2014 01:12

Boas ideias, tenho visto até msm duelo de gringos bem rankeados no DN com essa msm estrategia em deck Geargia, Geargia usando os roids pra controlar o cemitério, assim como fusão rapida e contando com redox
Bem legal a ideia!