5 de abril de 2014

Carta da Semana #108: Beelze of the Diabolic Dragons


Um pouco de ousadia não deve fazer mal, eu acho...

 Eae pessoal, blzinha? Já demorei tempo o suficiente pra fazer análise deste carinha: Beelze. Konami realmente não sabe mais como fazer Sincros voltarem a ser famosos sem abusar do tempero nas cartas. Talvez porque o jogo está bem mais abusivo que na época deles ou talvez porque chamar Xyz é muito mais fácil. Vamos encontrar a possível resposta nesse post.

 Recém-chegada do OCG temos uma carta querida por muitos, odiada por muitos e julgada por muitos como a carta da semana de hoje, sem maiores atrasos, comecemos o show:




Beelze of the Diabolic Dragons

 8 / DARK
ATK: 3000 / DEF: 3000
Dragão / Sincro* / Efeito
1 Regulador * DARK + 1 ou mais Monstros Não-Reguladores
Não pode ser destruído por batalha ou efeitos de cartas. Quando você recebe dano em uma batalha envolvendo este monstro ou por um efeito de carta do oponente: Esta carta ganha ATK pela mesma quantia de dano recebida.
*Sincro e Regulador é o termo usado nas cartas traduzidas pela Devir para se referir aos Synchros e Tuners, respectivamente.


 Beelze é utilizado por Sect Ijuin no mangá do Yu-gi-oh! 5D's, este se difere quase totalmente do anime do 5D's, conservando alguns personagens e cartas. 

 Beelze faz referência a Belzebu, que possui duas classificações distintas: de acordo com os cristãos e referências bíblicas, Belzebu é uma outra denominação para o cara lá de baixo, o cara do tridente, você sabe. Por outro lado, seguindo a demonologia cristã, Belzebu é o Lorde das Pestes (ou Moscas) sendo um dos 7 príncipes do inferno.

 A arte de Beelze mostra claramente em seu centro dois enormes olhos, bem parecidos com o de uma mosca, assim como na demonologia, Belzebu possuía cabeça de mosca (Detalhe: Sect usa deck de insetos no mangá). Belzebu ocupa um alto cargo na hierarquia dos demônios, fazendo parte do top 3 junto de Leviathan e o Capeta (o clássico). Seu nome é citado em inúmeras obras literárias, chegando a ser classificado como o Demônio do Orgulho e Demônio da Gula (Lembrando: são 7 Príncipes do Inferno e 7 Pecados Capitais, só fazer as relações). Belzebu também foi conhecido pela sua habilidade de possessão, havendo inúmeros casos registrados na história sobre possessões onde dizem ele ter sido o responsável.  

 Fazendo aquela teoria marota: Belzebu é do alto escalão do inferno, ou seja, ele é praticamente intocável (Não pode ser destruído). Belzebu também pode possuir os outros, mas na carta isso pode não estar escrito de forma explicita; toda vez que o Beelze ganhar ATK devido a uma batalha, supõe que o oponente possua mais ATK que ele, nesse momento ele iguala seu ATK com o do adversário, possuindo seu poder.

 Sei lá se vão dar piti sobre o tema bem anti-católico, tentem tolerar ou ao menos ignorar, mas não deixará de ser conhecimento a mais.


 Premium Gold, o novo queridinho de vendas da Konami, com todos os motivos possíveis. O set têm cartas que foram escolhidas pela internet e também tem cartas novas vindas do OCG, algumas delas tão boas como o Beelze.

 Mas o que faz do Beelze o verdadeiro garoto propaganda do set é a mensagem que ele traz pra muitos jogadores: Sincros não morreram! Querendo ou não, sincros foram as cartas com a maior legião de amantes, tendo também uma das maiores e mais memoráveis eras do jogo com inúmeras partes.


 Existem dois motivos pro Dracossack ter pegado fama fácil: (1) Ele tinha um efeito de proteção, incrivelmente bom, e próprio. (2) Ele tinha grande presença de campo, intimidando o oponente até os cabelinhos da perna. O ultimo detalhe é que ele tinha um deck que invocava ele realmente rápido, Beelze tem mais de um.

 Intimidar o oponente é algo muito comum no jogo, você pode intimida-lo com uma linha de backrows, um monstro forte, um deck poderoso, enfim. Quando você possui essa vantagem seu oponente vai sempre por a prioridade em contornar a jogada que o ameaça, seja a linha de backrows não atacando, seja o monstro forte tentando destruí-lo a todo custo, seja o deck poderoso tomando providências antes que ele comece suas melhores jogadas.

 Beelze tem tudo pra ficar famoso no jogo, uma invocação simples, efeito potente e inúmeros decks que possam utilizar de sua supremacia. A dupla de Plaguespreader Zombie + Destiny HERO - Malicious é a mais utilizada, principalmente em decks Lightsworn. Essa tech é muito usada, porque ela tem uma jogada de engine de draw acoplada (Allure of Darkness/Destiny Draw) tendo todos os atrativos pra qualquer marmanjo querer usa-la.

 Fora o Plaguespreader, temos um outro regulador DARK que pode ser muito usado: Krebons. Essa tech tem quase o mesmo poder daquela do Plague, mas com uma diferença de decks alvo, tendo um bom número de Psychics e as 3, obrigatórias, Emergency Teleport, rapidamente um Beelze vem pra campo.

 Enfrentar um Beelze que é o principal problema de todos, devido aos motivos citados lá em cima, pela fama do Dracossack. Grande diferença entre os dois: Beelze não precisa de condições para se proteger, ele faz isso sem custo nem nada. Mas voltando ao tema do parágrafo, certos decks só possuem duas cartas pra encarar um Beelze de frente: Compulsory Evacuation Device ou Number 101: Silent Honor ARK. E só duas cartas contra algo que pode aparecer a qualquer momento não é o suficiente, se aproveitando de o oponente já ter usado a Compulsory, você colocar um Beelze em defesa, só deus pra tirar aquela peste de campo.

 A segunda e ultima forma de encarar um Beelze de frente é com cartas que negam efeitos, estes tem maior efetividade contra o Beelze, uma vez que qualquer Effect Veiler ou Forbidden Lance iriam proteger o Beelze por um turno inteiro, cartas como Skill Drain iriam dar mais efetividade contra a criatura. Nota: se Dimensional Fissure ou Macro Cosmos estiverem ativos e você for destruir o Beelze, ele não vai morrer, só pra quem não sabia muito disso, uma informaçãozinha.

  Hora de responder a pergunta que eu coloquei no começo do post: Como seria um método efetivo de trazer Sincros de volta pro jogo? Beelze prova um ponto da pergunta, se houver algo realmente overpower, os monstros brancos podem sim voltar a ser questionados para entrar no extra deck. Eu proponho uma outra resposta, Reguladores que fazem o deck se mexer, sendo o cabeça do deck, exemplo: Quickdraw Synchron e o mais recente The Agent of Death - Uranus (acalmem fãs de Agents, algum dia sai post dele).

 Ambas as respostas podem ser efetivas, mas não somos nós que podemos decidir, é a konami que vai ver o que é "certo" pro jogo. Até agora eu só vi a criação de uma carta ridícula pros parametros atuais do jogo, espero que isso seja repensado mais pra frente no jogo.




 Encerrando post por aqui, espero que tenham gostado, deixem nos comentários o que vocês acham do Beelze. Sugestões para semana que vem, também são muito bem vindas. Desculpem mais um post "atrasado", fiquem bem e até semana que vem! Falous!

Comentários
16 Comentários

16 Comentários:

Anônimo disse:
5 de abril de 2014 19:21

já não tinham falado dessa carta?

Guilherme Lerry dos Santos disse:
5 de abril de 2014 19:28

Já, mas em outro quadro. Anyways, olha que lindeza o Belzebub do Shin Megami Tensei:

http://megamitensei.wikia.com/wiki/Beelzebub

Só sei que é facil acabar com esse cara usando cartas que enviam ao cemitério ou tributam os monstros do oponente. Um exemplo é Barquinho com Extra Sword.

Anônimo disse:
5 de abril de 2014 19:59

E viva satãn e seus servos em yugioh *=====*

Anônimo disse:
5 de abril de 2014 20:29

Pff... se não tiver mais Compulsory no deck e o Beelze tiver em defesa, é só invocar o C101, ou então você nega o efeito dele com Fiendish Chain, simples .-.

Anônimo disse:
5 de abril de 2014 20:37

Qual seria essa carta ridícula?

Cyberblu disse:
5 de abril de 2014 21:38

Medo do Beelze que o Guilherme mandou link, bicho feio.

Muito bom o post subo, não sei como permitiram o "Diabolic" no nome dele, como se já não bastasse o Beelze. Qualquer idiota sabe que Beelze é o cramunhão, então tinham que censurar o nome dele. Brincando, ficou legal assim.

E se você reparar ele tem um corpo meio de inseto mesmo, eu até cheguei a pensar que o Beelze não eram os dragões em si, mas sim aquilo que parece ser uma terceira cabeça no meio das outras duas.

Falou.

Anônimo disse:
5 de abril de 2014 21:38

ele também parece aquele dragão vermelho dos vwxyz, com um corpo de centopéia.

Anônimo disse:
5 de abril de 2014 22:42

pulei as partes dos 7 principes do inferno pq ja vi o video do ambu :v

Anônimo disse:
5 de abril de 2014 23:51

Constellar pleiades, ghostricks, spellbook of fate, olhão e book of moon mandam um abraço pro beelze. :D

Revenge disse:
6 de abril de 2014 00:22

@Anon 20:29

Se ta ligado que o 101 so pega monstros em posiçao de ATK, certo? O que adianta usar 101 e Fiendish se ele esta em DEF....mas pelo jeito vc nao sabia

Anônimo disse:
6 de abril de 2014 00:37

#trotsky
poxa ate me asustei

Mundo da Pré-história disse:
6 de abril de 2014 01:45

Se vcs olharem na artwork do mangá dele, em cima do corpo central do Beelze, tem uma mulher, q eu acho q deve ser o verdadeiro Beelze.

Lucas disse:
6 de abril de 2014 02:04

Só pro pessoal do nexus que respondeu no face.. bottomless não pega Beelze... Destroi e depois remove... E como ele não pode ser destruido...

Gabriel Fideli disse:
6 de abril de 2014 04:57

Anônimo disse...

pulei as partes dos 7 principes do inferno pq ja vi o video do ambu :v

se voce usa o "ambu" como referencia cara POR FAVOR nao pule parte alguma XD ele é patetico assim como os videos dele (y).Otimo post.Otima carta,otimo eff (algo raro hoje em dia)

Emerson Martins de Deus disse:
6 de abril de 2014 08:18

Ontem no facebook eu tava olhando umas page do facebook de YGO, e como sempre tem aquelas merda que a gente acaba vendo, aí em um dos posts, eu vejo um cara dizendo que o Beelze vai desequilibrar o Metagame equilibrado que a Konami construiu '-'

Óbvio que eu responde ele, principalmente por ele querer comparar o caso do Beelze com o dos Barreira de Gelo(que a banlist os tenha) que eram cheios de loops, e pegavam em qualquer deck. Também comentou umas coisas bem bizarras tipo que Mermail e DR também se diziam que não teriam muito futuro, mas ao passar do tempo chegaram bastante longe, mas o problema é que o cara tava comparado um deck inteiro lol

Enfim, no desenrolar dessa história eu só mostrei para ele que existe um Synchro LV10 genérico que faz um Control bem mais decente que o do Beelze, no caso o Leo, a maioria das cartas tem que fazer target para resolver, nos meus duelos o Beelze é sempre um carta onde eu sempre tenho uma skill para pegar ele, já o Leo em qualquer jogo precisa de algo um pouco mais bolado.

Muito bom o post Subo, quando a carta saiu no DN houve um grande hype que eu acompanhei com quase todos de Zombie Synchro, mas foi só o tempo passar que viram que não era o demonho que eles pensavam que era, era ótimo, claro, mas não era um Jezus da vida se é que me entende kkkkkkkk

Anônimo disse:
6 de abril de 2014 14:52

hm interesante realmente ele é uma carta muito boa