5 de março de 2014

Deck Review: Cyber


Eu invoco Cyber Dragão Final!

  • Primeiramente: Eu recentemente afirmei que estaria me desligando totalmente do blog por conta de problemas pessoais e com o Staff. Porém, venho a público aqui, na frente de todos vocês, pedir desculpas. Desculpas aos leitores, que não respeitei vocês e nem ao blog, que muito representa para mim no momento que tomei minha decisão de largar o blog. Exatamente essa a palavra, largar. Após conversar com alguns e tomar muitos esporros, deixei de lado meu orgulho porque o blog é maior que tudo isso, como me disseram. Fui um babaca, mas admito que errei. Voltarei a programação normal com o blog. CDS essa semana é de folga para o Subo, eu o farei e vocês deixem suas sugestões. Aos que falaram que eu ia voltar em 1 semana, estou aqui, ao Gexis que falou que eu ia voltar, ele estava certo. Eu ligo para isso? Comecei a não ligar mais. 

Falaremos sobre um archtype que recebeu suportes excelentes nos últimos meses: Os Cyber Dragons! A legião de dragões cibernéticos comandados por Zane Truesdale no anime Yu-Gi-Oh GX tem uma história de respeito no jogo. 

Hell Kaiser Ryo
Zane Truesdale
Voltando a um passado distante do jogo, em meados de 2005, é lançado no jogo o booster, que depois se tornara um dos mais famosos do jogo, Cybernetic Revolution. O Card Game de Yu-Gi-Oh andava numa tremenda onda de monotonia, onde estratégia era única: O uso de armadilhas combinadas com monstros de ataque alto. Para chegar a esses monstros de ataque alto, tinham dois meios: Equipando-os a Mágicas de Equipamento ou realizando Tribute Summons de monstros como Blue-Eyes White Dragon e etc, ou seja, de nível alto. Pouquíssimas eram as cartas que faziam invocações especiais no jogo... Até Cybernetic Revolution. CRV foi um marco na história do jogo por introduzir as Special Summons vindas do Extra Deck e o mais importante: Introduzir ao jogo monstros simples que tem por objetivo serem voltados para invocações especiais. O exemplo mais marcante desses monstros tem nome: Cyber Dragon. O impacto de um monstro como Cyber Dragon no jogo era chocante, e isso fez com que rapidamente Cyber Dragon fosse um deck meta. Era o começo de um transição de um meta com foco em monstros de alto ataque para um meta que vemos hoje, com múltiplas invocações especiais. 

Perceberam o quanto Cyber Dragons foram importantes no jogo? Ele foi o deck de transição. Após um tempo essa mudança de estilo do meta seria confirmada com mais monstros de invocações especiais, com destaque para Treeborn Frog e sua habilidade de voltar sempre para ser tributado, o que fez tempos depois Monarchs terem o domínio do Metagame por um tempo. Era o começo do uso maior de efeitos de monstros em prol de uma estratégia, que sobrepôs a famosa época do "ganhava quem colocava monstros de ataque mais alto.". Outro fator que confirmara isso é que mais cedo ou mais tarde, tanto Cyber Dragon (2008) e Treeborn Frog (2010) foram podados pela banlist


O Deck, por ser do anime, sendo usado por um personagem principal e identificado com o público, e ser um dos percursores, se não o principal percursor, dos "Decks focados em OTK" fez com que o deck tivesse sempre um carinho especial da maioria dos duelistas, sempre fosse um deck conhecido por todos, mas que passou por anos sem receber suportes e com o tempo, passando a era do Synchros, depois passou quase uma era inteira dos Exceeds, ele foi caindo de Meta para 4fun, porém, esse ano chega ao TCG o Structure Deck 26: Cyber Dragon Revolution que deu vários suportes excelentes ao deck, além da nossa carta da semana:

CyberDragonDrei-SDCR-EN-SR-1E

Cyber Dragon Drei
Level 4 / LIGHT / ATK: 1800 / DEF: 1000
Machine / Effect
When this card is Normal Summoned: You can make all "Cyber Dragons" you currently control become Level 5. You cannot Special Summon any monsters during the turn you activate this effect, except Machine-Type monsters. If this card is banished: You can target 1 "Cyber Dragon" you control; it cannot be destroyed by battle or by card effects this turn. This card's name becomes "Cyber Dragon" while it is on the field or in the Graveyard.

Drei é, para mim, uma versão atualizada do Cyber Dragon Zwei e que tem um efeito muito bom para combar com Cyber Network (Vamos vê-la mais a frente) que quando ativa, pode mandar uma cópia do Drei para a Zona de Remoção e depois proteger o campo por um turno, pois seu efeito deixa um Cyber Dragon livre de ser destruído por cartas e efeitos, sem contar que o Cyber Dragon Nova (Outra carta que vamos ver mais a frente) pode bani-lo para dobrar seu ataque e automaticamente se proteger de Mirror Force's, por exemplo. Sem contar que ele acaba de maximizar as opções do Deck ao quando entrar em campo, mudar todos os níveis dos Cyber Dragons em campo para nível 5, perfeitamente para chegar ao Nova ou qualquer outro Xyz Rank 5.

CyberDragonCore-SDCR-EN-SR-1E

Cyber Dragon Core
Level 2 / LIGHT / ATK: 400 / DEF: 1500
Machine / Effect
When this card is Normal Summoned: Add 1 "Cyber" Spell/Trap Card from your Deck to your hand. If your opponent controls a monster and you control no monsters: You can banish this card from your Graveyard; Special Summon 1 "Cyber Dragon" monster from your Deck. You can only use 1 "Cyber Dragon Core" effect per turn, and only once that turn. This card's name becomes "Cyber Dragon" while it is on the field or in the Graveyard.

Core é excelente. Alvo de Machine Duplication, que pode trazer dois Cyber Dragons diretamente do deck, tanto para bater como Rank 5, como ser usado para Fusion Summon com Power Bond do Cyber End Dragon (8000 ATK) e do Cyber Twin Dragon (5600 ATK e com dois ataques por Battle Phase), é um monstro criado nas entrelinhas para um OTK, basta ele, Duplication e Power Bond e você tem um OTK nas mãos. Seu efeito quando está no cemitério é fantástico por buscar um Cyber Dragon no Deck e isso pode acarretar depois com uma invocação normal do Drei, em um Rank 5 rápido. Já seu efeito de Search a Spell/Trap "Cyber" é muito interessante e ele tem novos alvos excelentes:

CyberRepairPlant-SDCR-EN-C-1E

Cyber Repair Plant
Normal Spell Card


If "Cyber Dragon" is in your Graveyard: You can activate 1 of these effects. If you have 3 or more "Cyber Dragons" in your Graveyard at activation, you can activate both effects and resolve in sequence. You can only activate 1 "Cyber Repair Plant" per turn.
● Add 1 LIGHT Machine-Type monster from your Deck to your hand.
● Target 1 LIGHT Machine-Type monster in your Graveyard; shuffle that target into your Deck.

Cyber Repair Plant é outra carta que dá search no deck. Ela dá continuidade ao jogo dos Cybers por buscar seja um Cyber Dragon ("Cyber Dragon" mesmo ou um monstro que é tratado como Cydra no campo) para ser invocado como beater ou food para um combo troll com DNA Surgery fazendo Chimeratech Fortress Dragon, seja um Cyber Dragon Drei que pode moldar o level de todos os Cyber Dragons no campo para 5, seja mais um Cyber Dragon Core para combar futuramente com uma Duplication ou buscar mais cartas no próximo turno e emagrecer o deck.

CyberNetwork-SDCR-EN-C-1E

Cyber Network
Normal Spell Card


Destroy this card during your 3rd Standby Phase after activation. Once per turn, if "Cyber Dragon" is on the field: You can banish 1 LIGHT Machine-Type monster from your Deck. When this card is sent from the field to the Graveyard: Special Summon as many of your banished LIGHT Machine-Type monsters as possible, and if you do, destroy all Spell and Trap Cards you control. Monsters that were Special Summoned by this effect cannot activate their effects. You cannot conduct your Battle Phase the turn you activate this effect.

Cyber Network é uma carta que se fosse lançada em outros tempos, seria divinamente poderosa, mas que hoje, sua condição de destruição, que a faz ser uma bomba relógio, a deixa muito lenta. Combar com Drei e imunizar um "Cyber Dragon" de não ser destruído por batalha ou efeitos naquele turno é algo muito bom, bem como o combo dela com Overload Fusion a faz ser muito poderosa e minimizaria essa demora dela, e ainda poderia dar o "Cyber Style" ao deck ao dar um possível OTK, e de só 2 cartas.

CyberDragonNova-SDCR-EN-UR-1E

Cyber Dragon Nova
Rank 5 / LIGHT / ATK: 2100 / DEF: 1600
Machine / Xyz / Effect
2 Level 5 Machine-Type monsters
Once per turn: You can detach 1 Xyz Material from this card, then target 1 "Cyber Dragon" in your Graveyard; Special Summon that target. Once per turn, during either player's turn: You can banish 1 "Cyber Dragon" from your hand or face-up from your Monster Card Zone; this card gains 2100 ATK until the End Phase. If this card in your possession is sent to your Graveyard by your opponent's card effect: You can Special Summon 1 Machine-Type Fusion Monster from your Extra Deck.

Nova é nossa estrela principal. A contraparte do Cyber Dragon, uma evolução dele, vem para consolidar o estilo OTK do deck, onde o deck pode muito bem girar em torno dele e do seu efeito de banir para aumentar seu próprio ataque, se proteger ainda (Drei) e ainda arrumar Food para a Network e sua capacidade de quando sair de campo ser uma Return From a Different Dimension (Que a Banlist a tenha). E combinando com outra carta, como Limiter Removal, chegar a 8400 ATK, e provocar um OTK, ou com um Honest chegar a um ATK estratosférico. Nova é o centro das atenções agora no deck, um centro mais viável, mais sólido, mais atual.
_____________________________________________________

E a pergunta sempre aparece: Tá no mundo competitivo com essa atualização?



E eu digo que sim. Recentemente em um regional de 150 pessoas, um jogador pegou TOP 8 com um Cyber Dragon OTK, pelo número de pessoas no torneio, e do modo que o deck foi montado e que vou explicar brevemente, não acho que ele teve sorte. Alias, Yu-Gi-Oh não é sorte, não no mundo competitivo. A Build dele, que foi onde eu baseei a minha mais abaixo foca basicamente em: OTK, OTK e mais OTK. O deck foca no OTK com o Cyber Twin Dragon e com seu efeito de dois ataques por BP, pode chegar até 11200 de dano, já que ele é invocado por meio da Power Bond (Poder do Vínculo), like Zane mesmo. Porém, o deck pode ser mais que isso, onde ele trabalha também no swarm de Ranks 5, inclusive o Cyber Dragon para segurar o campo junto com as armadilhas T. Roar. Trap Stun é um meio que garanta que o OTK possa acontecer, porém, eu montei minha build baseado nesse OTK e cheguei a esse resultado:

Ignorar o Side.
2x Cardcar D
3x Cyber Dragon 
3x Cyber Dragon Drei
3x Cyber Dragon Core
1x Cyber Eltanin
1x Honest

Não mudei a Line-Up de monstros do deck que peguei por um motivo: Nos testes, vi que a Machine Duplication com o Core supria bem essa quantidade de monstros reduzida, sem contar que a Cyber Repair Plant além de buscar, ela recicla os monstros do cemitério ao deck. Minha única dúvida, mas que depois foi preenchida, era o uso do Cyber Eltanin, porém, como o deck trabalha com no máximo 3 monstros no cemitério, vi que ele era basicamente para limpar o campo de decks Aggro e partir para o OTK com um draw power poderoso. E dá muito certo.

3x Cyber Repair Plant
1x Limiter Removal
3x Machine Duplication
3x MST
3x Power Bond
3x Upstart Goblin

Outra linha que quase mantive em relação a outra lista, só com a diferença da One Day of Piece, que é uma carta que não me agrada por dar +1 no oponente de graça em troca de mais um turno. Do resto, só Staples e a opção da trinca de Machine Duplication se dá ao fato da possibilidade de puxar ela ser maior, que é uma coisa que senti falta no deck. Já a opção de Upstart Goblin é para emagrecer o deck para 37 e combar com a velocidade da Reckless Greed, que tem a falta de DP por 2 turnos como contra, mas isso deixa o deck TURBO.

1x DNA Surgery
3x Reckless Greed
1x Scrap-Iron Scarecrow
3x Threatening Roar
3x Fairy Wind

A linha que mais mexi foi a das armadilhas, onde fiz umas opções bem interessantes e questionáveis: DNA Surgery é ao mesmo tempo um limpador de campos declarando Machine e levando todos os monstros do campo a serem Chimeratech Fortress Dragon, além de acabar com decks como Prophecy, Bujin e Fire Fists. Reckless foi explicado acima, e Roar por motivos óbvios de segurar o jogo continuam no deck. Scrap-Iron é uma opção que eu achei necessária, pois gastar uma Roar em um monstro só, somente para segurar um Core é muito ruim e isso pode me atrapalhar, então Iron vem para fazer esse trabalho e também para atrair as MSTs que poderiam ir na Fairy Wind ou na Roar no momento errado. Falando nela, Fairy Wind é para mim, a Key Card do deck. A coloquei no lugar da Trap Stun, pois Stun eu teria que ativar no meu turno, onde Seven Tools (Cartas em geral que podem ativar em chain a Stun) e outros fatores que podem me atrapalhar então a Fairy Wind vem para ser ativada ainda no turno do oponente, levar tudo no campo e deixar tudo limpo para o OTK e ainda causa um dano que pode agregar no final. 


Bem, falamos de Cyber no blog e brevemente posso voltar com algo novo deles ou outra Build diferente, já que tem outros estilos, já que o básico foi dado. Espero que o post tenha agregado algum conhecimento a vocês, abraço. o/

Comentários
14 Comentários

14 Comentários:

Anônimo disse:
5 de março de 2014 19:38

#EUSABIA

SouzinhaDlcinha disse:
5 de março de 2014 19:41

~Felizão aqui porque você não saiu.~
Esses suportes são realmente muito chavosos, logo quando sairam no DN, pensei que ia virar modinha, porque geral tava usando. D:
Mas logo depois, poucos continuaram jogando com o deck, só os que amam, que não é meu caso. -q

Emerson Martins de Deus disse:
5 de março de 2014 19:48

Acho que eu devia dar uma moral ao GX, nem estava confiando...

"Return From a Different Dimension (Que a Banlist a tenha)"

Porque eu sempre rio de coisas desse tipo? e.e

Seja bem vindo de volta, e voltando com um belo post, eu nem conhecia essa história aí sobre o Cyber Revolution, eu era o tipo de jogador que inventava efeitos para monstros normais kkkkk

Esses suportes foram muito lindos, a decklist que você postou que levou Top 8 em um regional descreve tudo, foram tão bons suportes os monstros novos, principalmente eles subjugaram os antigos monstros de suporte a Cyber Dragon.

Uma coisa que eu acho legal da parte da Konami é quando ela reinventa o foco do deck, ou pelo menos adiciona um outro objetivo a ele, quem diria que um Xyz se encaixaria tão bem em um deck Cyber Dragon, assim como um Synchro no archetype do Olhos Azuis.

Eu fiquei bastante curioso sobre o funcionamento da decklist que você mostrou no post, digo na prática claro, pois você deu uma explicação no post, mas quero ver como é que o deck vai se apresentar a partida na prática.

Anônimo disse:
5 de março de 2014 20:07

ah LG eu te amo, ainda que vc não saiu e é muito bacana esse teu post

Anônimo disse:
5 de março de 2014 20:13

LG :D

Cyberblu disse:
5 de março de 2014 20:39

Muito bom o post pronto, e bem-vindo ao Nexus (de novo) \o

Anônimo disse:
5 de março de 2014 21:12

bem vindo por livre e espancada vontade

Aldair Hatake disse:
5 de março de 2014 21:47

Bem vindo! Novamente! Adorei o post! Comprei um structure deck cibernetic revolution e dei uma tunada nele, mas nso se compara a sua deck list!
Obrigado.

LG disse:
5 de março de 2014 22:08

@Emerson: Teste e dps me chame p debatermos sobre a lista.

@Aldair: Depois nos mostre a sua lista, para compararmos! De nada.

@Anons e outros: Lindos, sei que estavam sentindo minha falta <3

@Gabriel Moulin nos comments do face: Amigo, é o seguinte, a trap stun para garantir meu OTK, que é a função dela no deck, eu teria que esperar o turno todo do meu opp e dps passar a DP, standby phase do meu turno p ativá-la (Ou antes, mas de qq modo esperar o turno todo do opp) e assim, ela está sujeita a respostas de seven tools, compulses ou outras traps rápidas, já a fairy wind eu usaria no final do turno do opp e ela levaria tudo no campo e o opp n poderia responder a isso por ter setado td naquele turno, sendo uma garantia de uma maior eficácia que a stun. E também ela leva cartinhas chatas como messenger of peace que param decks de monstros de atk alto.

Carlos black disse:
6 de março de 2014 00:38

Bom posto mano! Bem vindo de volta! AWE GALERA TA ROLANDO QUE A REMOVAL VAI SER BANIDA PRA POUDAR ESSE DECK!!!

Carlos Alberto Alberto disse:
6 de março de 2014 01:07

Valew pelo post cara e que bom que vc ta de volta!

Anônimo disse:
6 de março de 2014 01:59

"Voltou" com tudo em LG! haha.
Muito bom o post, gostei do deck. Um bom post é assim, igual o seu, contando a história do deck e pá, quando ele surgiu, os altos e baixos dele, isso que é legal. Continue com posts assim cara, vlw

Anônimo disse:
6 de março de 2014 11:36

Aehhhh vlw lg o blog e os fas precisam de vc. Entendo que as obrigações externas ocupam o tempo de todos, mas mesmo que seja um post por mês não saia!

Anônimo disse:
6 de março de 2014 13:44

Gente, peço desculpas novamente, não vi o efeito da fairy wind era só face-up e ninguém me avisa nada nos duelos. e.e

LG AQUI