1 de fevereiro de 2014

Carta da Semana #100: Especial Centésima Edição



 Eae pessoal, blzinha? Começando a matéria de número 100 do Carta da Semana, e assim como a edição 50 teve sua edição especial, esta não será diferente. E a especialidade do post de hoje está num review de 3 cartas que foram escolhidas com um algo a mais pensado.
 Enfim, o post de hoje é sobre Números, não números quaisquer, 3 Numbers com potencial e que façam a trivia do post funcionar. E os escolhidos da vez são:


O post vai ter pra cada uma das cartas: musica relacionada (pra dar um xamego a mais na hora da leitura, fica legal), Decklist, Trivia e vídeo de gameplay do deck. Caso vocês apontem alguma falta dos tópicos que eu comentei, liguem na central de denuncias.
 Pois bem, peguem um lanchinho e boa leitura:


Number 46: Dragluon
 8 /LIGHT
ATK: 3000 / DEF: 3000
Dragão / Efeito 
2 Monstros Nível 8 Tipo-Dragão
Uma vez por turno: se você não controlar outros monstros: Você pode remover 1 Material Xyz desta carta, então ative um dos seguintes efeitos.
• Invoque Especialmente 1 monstro Tipo-Dragão da sua mão.
• Selecione 1 monstro Tipo-Dragão que o seu oponente controla; tome controle daquele monstro.
• Monstros Tipo-Dragão que seu oponente controla não podem ativar seus efeitos até o fim do turno do seu oponente.





 O nome do Dragluon é um jogo de 3 palavras: Dragon, Glúon e Long. Do chinês, Long significa Dragão, dá pra ver claramente que o Dragluon é um Dragão Chinês. Glúon é uma partícula elementar de massa nula, não vou entrar em muitos detalhes aqui, deixarei isso pra suas futuras aulas de química. Mas o legal do Glúon é que faz referencia ao Galaxy-Eyes Photon Dragon, onde o Fóton também é uma partícula presente na química. Esse tipo de relação é bem frequente no anime do Zexal, principalmente com números.

 O rugido do Dragluon no anime tem o mesmo som que o rugido do Dragão Rubro do Yugioh 5D's. Seja isso proposital ou pura preguiça de criar um outro rugido eu já não sei. Mas ficou bem interessante pro pessoal que gosta das séries fazerem suas teorias.

Vindo do anime pro Shadow Specters em Julho do ano passado (OCG), sendo criado com o intuito de fazer o Kite Tenjo passar por algum desafio na trama do Zexal e que de quebra veio pra deixar um pessoal animado sobre uma nova carta para barrar os poderosos Dragon Rulers, que iam fazendo fila em qualquer deck que partisse para cima.

 Mas o Dragluon não veio sozinho do anime, junto com ele vieram o archtypo do seu usuário e que no fim da história esse archtypo veio a ajudar os dragões mais fortes do pedaço pelo jogo a fora. Dragluon passou a ser usado não apenas em decks diferentes como também nos próprios Rulers. A carta ajudava a explodir em campo assim como seus oponentes o que poderia resultar numa vitória, deixando o oponente de mãos vazias e batendo com 2 criaturas, uma delas com 3000 pontos de ATK.

 O "archtypo" do Dragluon é bem simples, 2 membros apenas que se completam para invocar um monstro de Rank 8. Por ser um archtypo de porte pequeno, qualquer deck com bom uso e suportes para Dragões podem fazer um bom uso da dupla. Essa era uma Tech muito usada pelos Dragon Rulers, o motivo principal disso é os monstros de Rank 8 que temos no jogo. Falando de forma mais limitada, o motivo era o Felgrand Dragon Knight.

 Hoje em dia, a dupla ainda está de pé e podendo aparecer em uma plataforma cult do que sobrou dos Dragon Rulers que já encontraram o seus novos amigos de deck, os Hieratics.

 "Rulers morreram, tio. Não tem mais motivo pra por esse maluco no Extra Deck" Aí é que vocês se enganam. Um dos decks mais hypados pra esse formato são os Evilswarm, cujo chefe do grupo é um dragão que faz um belo estrago. Sem contar que decks Synchro estão dando as caras com relativa frequência, e os monstros que mais irritam em campo sendo synchros são dragões: Stardust Dragon, Black Rose Dragon, Jeweled Red Dragon Archfiend, Star Eater (vulgo, Comedor de Estrelas)... Isso fora os Hieratic Rulers que estão mostrando suas presas no TCG. Se o seu deck tem espaço no Extra Deck e tem um bom acesso aos Rank 8, Dragluon é uma boa escolha.



Deck: Mythic Ruler
Formato: TCG de Janeiro de 2014

Monstros:
3x Blue-Eyes White Dragon
1x Flamvell Guard
3x The White Stone of Legend
2x Mythic Tree Dragon
2x Mythic Water Dragon
1x Blaster, Dragon Ruler of Inferno
1x Tidal, Dragon Ruler of Waterfalls
1x Redox, Dragon Ruler of Boulders
1x Tempest, Dragon Ruler of Storms
1x Red-Eyes Darkness Metal Dragon
1x Debris Dragon
1x Card Trooper
1x Eclipse Wyvern
1x Kidmodo Dragon
1x Dragunity Corsesca

Magias:
3x Dragon Shrine
3x D.D.R. Different Dimension Reincarnation
3x Trade-In
3x Cards of Consonance
3x Mystical Space Typhoon
1x Foolish Burial
1x Gold Sarcophagus

Armadilhas:
2x Royal Decree

Extra Deck:
15x Ao gosto do usuário (Lembrando que este deck pode fazer Exciton Knight e Number 101 [Debris + Mythic Tree] que são cartas que podem garantir o jogo)

Recomendo desligar o áudio e continuar com a musica que eu coloquei a cima, o cara deve ser italiano, a não ser que alguem entenda.



Number 18: Heraldic Progenitor Plain-Coat
★ 4 /LIGHT
ATK: 2200 / DEF: 2200
Psíquico / Efeito 
2 Monstros de Nível 4
Durante o turno de qualquer jogador, se houver 2 monstros em campo com o mesmo nome: você pode remover 1 Material Xyz e escolher um deles; destrua todos os outros monstros em campo com o mesmo nome. Enquanto esta carta permanecer em campo, seu oponente não pode invocar um monstro com o mesmo nome do alvo. Se esta carta é enviada ao cemitério: você pode enviar 2 monstros "Heraldic Beast" do seu deck para o cemitério.



Heraldics é um dos archtypos com a base mais legal que eu já vi. Usar elementos da Heráldica clássica européia para criar cartas foi de uma criatividade enorme. Todos os membros do grupo estão relacionados aos brasões europeus. Os Heraldic Beasts (o pessoal do main deck) são baseados nas criaturas que compuseram o tipico brasão europeu medieval, dentre essas criaturas temos os já familiares leões, águias, dragões, basiliscos, entre outros. Já os monstros Heraldic/Heraldry Xyzs são os componentes não-vivos dos brasões, dentre eles um exemplo é o Heraldry Crest, que representa o escudo do brasão.

Um outro que eu gosto bastante de discutir teorias sobre a sua base é o Number 8. O nome dele é bem sugestivo, ele representa o rei da heráldica, mas o mais legal é o efeito dele, não parece que ele está dominando um reino rival (copiando seu nome), os oprimindo (reduzindo ATK) e adquirindo sua cultura (copiando seu efeito). Tia Konami, confirma ae.

E por fim a carta acima, Number 18. Da wikia não se tem muita informação, mas o que dá para palpitar é que ele é uma versão ultrapassada de um brasão (progenitor = antepassado) fora a sua segunda parte do nome, a junção de 2 palavras: Plain, que significa plano e Coat que faz referencia a Coat of Arms, o ingles de brasão. Seguindo a lógica acima, o Number 18 é a representação de um brasão antigo, um brasão plano, sem criaturas. Complicado, porém, sempre bem interessante ao meu ver.

 Number 18 veio no Legacy of the Valiant, apenas pros asiáticos, primeira vez que um pack da linhagem principal a ter suas "OCG exclusivas". Também foi o primeiro pack oriental a ter mais de 85 cartas. Quando esta e outras demais cartas vão vir para o TCG é um mistério, mas eu já chuto a ideia de um segundo Number Hunter, quem sabe.

 Number 18 veio junto a 2 outros suportes para os Heraldic Beast e eles tem uma sinergia infernal junto aos antigos membros, todos com um forte abuso do jogo de cemitério, envio de leões para o matadouro e incessáveis invocações Xyz. O deck se renovou de forma bruta e ficou pronto pra bater de frente com muito mauricinho de tier 1 com um deck nem tão caro.

O que o deck tem de tão forte pro jogo? A começar pelos suportes de busca que tem uma presença e resultados incríveis. O Leo, a melhor carta disparada do deck, tem um efeito de busca sem miss timing e sem qualquer restrição boba, ele foi pro cemitério, tu ganha uma criatura de graça na mão. Isso não só dá uma acelerada no baralho como garante um próximo turno garantido de altos Xyz. Fora o Leo, a outra carta de busca é a Heraldry Augmentation, que busca uma carta magica conhecida como Advanced Heraldry Arts, que até agora tem um efeito unico no jogo, invocar um Xyz usando materiais do cemitério. Forte, né? E o custo pra Augmentation funcionar faz sinergia perfeita com o Leo, basta o descarte de um Heraldic Beast.

Outro tópico em que o deck brilha é o jogo de cemitério forte e frequente graças a carta da semana, o Number 18. Heraldic Beast Unicorn e Aberconway são os mestres do cemitério, reciclando leões e trazendo de volta Xyzs que mesmo com pouco ataque a oferecer, trazem graves problemas ao oponente quando combinados com Xyzs com o intuito de ferrar o cara de verdade, um dos mais invocados é sem duvidas o Lightning Chidori.

 Mind Over Matter, uma carta relativamente antiga que voltou ao jogo com um deck que não tem nada a ver com seu propósito principal. Mas essa é a carta que garante que o Number 18 vai ir de fato pro cemitério, enquanto de quebra, ferra meio mundo de jogadas do oponente.

 O efeito do 18 de mandar 2 Heraldic Beast pro cemitério se torna algo realmente forte com os membros atuais do deck, onde a maioria trabalha com o jogo de cemitério, dando enormes vantagens mais pra frente no jogo. Como já citado num antigo post meu, o Number 18 tem um efeito que corrige o efeito dos Lightsworn: você envia pro cemitério somente o que precisa, sem medo de erros.

Se o 18 só tivesse o efeito de enviar pro cemitério não mudaria a popularidade dele no jogo, mas o primeiro efeito tem uma relativa presença. Multiplos Tokens invocados por uma mesma carta geralmente possuem os mesmos nomes, Number 18 não só destrói brutalmente um deck de Mecha Phantom Beast como também impede de o oponente segurar o jogo com Scapegoat.

E um combo também bem incrivel dele com o Number 8 tem se tornado frequente. Já que o 8 copia nomes, isso conclui a condição de ativação do 18, destruindo o monstro do oponente.




Jogador: Masuda
Primeiro lugar no Kumamoto Ranking do dia 19 de Janeiro
Numero de participantes: 45 (15 Times)
Time: Heraldic Beast - Masuda, Dark World - Kiki e Alive Gladiator Beast - Hama D
Deck: Heraldic Beast
Formato: OCG de Fevereiro de 2014

Monstros:
1x Goblindbergh
3x Traptrix Myrmeleo
3x Photon Thrasher
3x Heraldic Beast Leo
2x Heraldic Beast Unicorn
1x Heraldic Beast Basilisk
3x Heraldic Beast Amphisbaena
3x Heraldic Beast Aberconway

Magias:
1x Heavy Storm
1x Foolish Burial
1x Monster Reborn
1x Reinforcement of the Army
3x Advanced Heraldry Arts
1x Dark Hole
3x Forbidden Lance

Armadilhas:
3x Compusory Evacuation Device
2x Torrential Tribute
2x Bottomless Trap Hole
1x Void Trap Hole
1x Solemn Warning
1x Solemn Judgment

Side Deck:
2x Shrink
3x Mystical Space Typhoon
2x Overworked
1x Scrap-Iron Scarecrow
3x Dimensional Prison
1x The Transmigration Prophecy
3x Debunk

Extra Deck:
1x Gem-Knight Pearl
1x Gagaga Cowboy
1x Diamond Dire Wolf
1x Maestroke, the Symphony Djinn
1x Abyss Dweller
1x Lightning Chidori
1x Lavalval Chain
1x Evilswarm Exciton Knight
2x Number 18: Heraldic Progenitor Plain-Coat
1x Number 8: Heraldic King Genom-Heriter
1x Number 16: Shock Master
1x Number 50: Blackship of Corn
1x Number 106: Giant Hand
1x Number 101: Silent Honor ARK




Number 36: Chronomaly Fork Hyuk
★ 4 /LIGHT
ATK: 2000 / DEF: 2500
Maquina / Efeito 
2 Monstros "Chronomaly" de Nível 4
Uma vez por turno, durante o turno de qualquer jogador: Você pode retirar 1 Material Xyz desta carta; então selecione um monstro virado para cima que o seu oponente controla, seu ATK se torna 0 até o fim deste turno. Você pode tributar um monstro "Chronomaly" que você controla, então alvejar um monstro que seu oponente controla cujo ATK está diferente do ATK original, destrua este alvo.


 A ultima carta do post do nosso post especial também tem uma trivia (e um archtypo) incrivelmente interessante. Chronomaly fazem relação aos OOPArts (Out of Place Artifact/Artefato fora de lugar), que por sinal é o nome japonês do archtypo. O termo foi criado pelo naturalista Ivan T. Sanderson para designar um objeto histórico que desafia a cronologia (linha do tempo), sendo quase impossivel dizer como tal objeto foi encontrado naquele lugar.

 Fork Hyuk foi baseado num sitio arqueológico neolítico (periodo histórico) turco chamado Çatalhöyük. Esse é o sitio arqueológico encontrado mais bem conservado até hoje. Çatal do turco significa Garfo (Fork em inglês), por isso o nome, que entre aspas é escroto.

 Se você reparar bem no Number 33: Machu Mech, no interior dele, dá pra se ver o Number 36 servindo de fonte de energia para as ruinas peruanas (Machu Picchu). Então estava tudo isso preparado desde o começo?! Revelações bombásticas.


 Number 36 foi outra carta OCG Exclusiva do Legacy of the Valiant, ela veio junta com um outro suporte Chronomaly OCG Exclusiva que mudaram por completo o deck e o renovaram pra deixar frente a frente com o novo meta japones. Está bem comum Chronomalys aparecerem nas reviews da Shriek.

 Como já citado no Carta da Semana 98, onde eu comentei sobre Chronomaly, a grande sacada das cartas novas foram a adição de OTKs faceís para o deck, dando não só o search e força bruta para segurar o jogo, como a oportunidade de terminar caso o seu oponente dê as brechas. De quebra o deck mostrou pro pessoal que estava apostando mais em Heraldic que Chronomaly tem mais potencial pra topar, e da pra ver isso nas reviews de torneios niponicos mundo a fora.

 Chronomalys mudaram seu foco com a chegada do suposto (na época) chefe do grupo, o Machu Mech e isso perdura até hoje. Monstros com foco em Rank 5, swarm forte para chamar 2 Xyzs pra campo rápido e monstros que reduzem ATK. Até mesmo cartas de fora que se mostram compativeis com Chronomaly tem esse tipo de efeito, como exemplo do Gorgonic Guardian. Sinergia é tudo pra ter capitalismo no jogo, meus caros.

 Reduzir os pontos de ATK de qualquer monstro pra 0 é muita coisa, hoje em dia esse tipo de efeito se tornou mais comum e o "tabu" de efeitos com custos mirabolantes para grandes resultados ficou bem simples a ponto de ser apenas 1 detach. O jogo ficou mais rápido e se você não acompanhar, vai acabar perdendo pra um desses efeitos "moderninhos".

 O segundo efeito do Hyuk é 50% dispensavel, diferentemente do Number 18, esse efeito menos-valorizado só serve para 2 propósitos: evitar o efeito do monstro que teve o ATK zerado ou destruir um monstro Besta-Guerreira enquanto a Tenki está pra cima. Mas ainda assim o custo é relativamente alto que não vai gerar sempre uma vantagem para você.

 O Fork Hyuk brilha mesmo no jogo quando você possui uma Pyramid Eye Tablet, se tornando um monstro beatstick de mensuráveis 2800 pontos de ATK e com um efeito opressor. Chronomaly hoje mostram o porque vieram ao jogo com um Control recheado de pontos de ATK e zeramento dos mesmos, irritando e divertindo muitos players a fora.


Jogador: Oksan
Primeiro lugar no Card Shop Kirara Tournament do dia 25 de Janeiro
Numero de participantes: 16 (Pequeno)
Deck: Chronomaly

Formato: OCG de Fevereiro de 2014

Monstros:
3x Chronomaly Crystal Bones
3x Chronomaly Crystal Skull
1x Chronomaly Aztec Mask Golem
3x Chronomaly Golden Jet
2x Honest
2x Chronomaly Moai
2x Effect Veiler

Magias:
1x Heavy Storm
3x Pot of Duality
1x Monster Reborn
1x Forbidden Lance
3x Mystical Space Typhoon
2x Chronomaly Pyramid Eye Tablet

Armadilhas:
2x Compulsory Evacuation Device
1x Starlight Road
2x Bottomless Trap Hole
2x Fiendish Chain
1x Solemn Warning
1x Solemn Judgment

Side Deck: Não Revelado

Extra Deck:
1x Stardust Dragon
2x Gorgonic Guardian
2x Number 36: Chronomaly Fork Hyuk
1x Constellar Hyades
1x Evilswarm Exciton Knight
1x Tiras, Keeper of the Genesis
1x Constellar Pleiades
1x Number 19: Freezadon
1x Number 33: Chronomaly Machu Mech
1x Number 61: Volcasaurus
1x FA - Crystal Zero Lancer
1x Cosntellar Ptolemys M7
1x Gaia Dragon, the Thunder Charger




Encerrando mais um CDS por aqui, valeu ao pessoal que leu todo o meu discurso aqui e comentem o que acharam, o que eu podeira ter mudado, se as musicas estavam agradaveis. Mas principalmente, se forem criticar, quero ver argumentos, vamos criar uma legião que comenta com consciencia.
 Eu tou sem ideia pra um Carta da Semana pra Sábado que vem, quem quiser deixar sugestões nos comentários, sintam-se em casa.
 E é nesse pique de querer descansar os dedos que eu me despeço mais uma vez de vossa senhoria e até semana que vem, falous!

Comentários
17 Comentários

17 Comentários:

Porthos disse:
1 de fevereiro de 2014 18:27

Yo Subão, ótimo post. \o

Sem ter o que dizer, já que eu tinha visto antes nos rascunhos (vantagens de redator e.e) então vou direto ao ponto:

WHERE'S MY NAME? -q

Esqueceste que fui eu que escolhi os numbers? u__u

Fora a isso, ficou fodão, parabéns!

Sobre a sugestão, para o CDS você podia falar da Magic Planter. Espero que possa voltar a postar normalmente logo. \o

subonito disse:
1 de fevereiro de 2014 18:36

Falta de humildade minha, malz ae. Mas segue citação do porthos, foi ele que escolheu os numeros.

Eu já tinha dito isso pro Blu, ele ja deve ter te dado um aumento. o/

Passar a ler os seus posts antes, são bem grandes ;=;, ou talvez imprimir e grampear pra ler como um livro depois. vlws

(the killers)allan disse:
1 de fevereiro de 2014 19:25

Fótons e Glúons são da física, fora isso o post tá espetacular parabéns

Porthos disse:
1 de fevereiro de 2014 19:32

Na verdade, eles são elementos subatômicos simples, por consequência eles tem campos de estudo tanto na física como na química.

Por exemplo, o fóton é a molécula responsável por criar uma das 4 forças universais, neste caso, o electromagnetismo, cujo os estudos nos campos químicos são inúmeros, e que resultaram em diversos materiais sintéticos hiper condutores.

Mas o estudo do Glúon realmente não tem efeito prático nos laboratórios químicos.

subonito disse:
1 de fevereiro de 2014 19:35

Eu deveria ter escrito Ciências (sdds ter matéria de ciencias na escola), mas tudo bem. ;=;

Eu dei uma lidinha rapida na wikipedia enquanto via sobre o assunto, li atomos e pá e foi quimica mesmo. Deixar do jeito que está no post, se o pessoal reparar o erro eles vão descer até os comments.

Vlw ae pela correção Allan.

Anônimo disse:
1 de fevereiro de 2014 20:34

XyZ Avenger não me lembro de voce ter feito um post sobre essa carta

Anônimo disse:
1 de fevereiro de 2014 20:35

XYz shift

Anônimo disse:
1 de fevereiro de 2014 20:41

number 49 fortune tune

Anônimo disse:
1 de fevereiro de 2014 20:44

corrupted keys

Carlos Alberto Alberto disse:
1 de fevereiro de 2014 21:10

Number 62 galaxy eyes prime photon dragon

Anônimo disse:
1 de fevereiro de 2014 21:45

post numero 100 e nem pra faze um banner decente? preguiça em mano mas em fim o post ta decente parece que finalmente volto a tentar voltar as origens...so temque para de ficar todo post falando coisa q vc nao sabe primeiro o shinigami agora fisica e quimica, assim vc passa vergonha vei. mas e isso ae, melhore flw

subonito disse:
1 de fevereiro de 2014 21:56

Eu não traduzo decklist pra ler isto xD

O do shinigami eu ja expliquei, vcs que erram com ambiguidades. Eu com meus erros de quimica (sendo que eu não estava totalmente errado) e vcs com o de portugues ;P

Quanto ao banner, foi uma tentativa mais "clean" do chefão da máfia. Achei que ficou legal e diferente :\

Cyberblu disse:
2 de fevereiro de 2014 13:29

Eu que fiz o banner, demorei um tempão para ajeitar as letras e também achei que ficou legal. Chora recalque.

Ótimo post subo, também já tinha lido um pouco do rascunho, mas a versão final ficou dahora.

Flw.

Álvaro Goudinho disse:
2 de fevereiro de 2014 14:22

Ótimo post =)
Gostei bastante das trilhas sonoras, realmente casam com os arquetipos, mas infelizmente não consegui ver a dos Mythics Dragon, não funfou aqui não...
As explicações sobre as trivias e as estratégias dos decks ficaram exelentes, parabéns o/

LG disse:
3 de fevereiro de 2014 10:32

Esse banner e esse post >> resto.

todopoderosoreiyakayakaludo disse:
4 de fevereiro de 2014 15:11

Ótimo post

loki disse:
16 de junho de 2014 12:44

Poderia ter um deck de dragão contra deck de dragãousando Dragluon?Pelo que vi em Yugioh Zexal mostra Kaito tendo dificuldade contra Dragluon.:D e você tem bom gosto por colocar musica do Jojo. :3