8 de janeiro de 2014

Here Comes A New Card #24: Scrap Factory

Eae galerinha, como vão? Meu segundo post dessa categoria, e hoje vamos falar de mais uma carta do Primal Origin que esta dando o que falar!

Scrap Factory
Field Spell Card

All "Scrap" monsters gain 200 ATK and DEF. When a face-up "Scrap" monster is destroyed by a card effect and sent to the Graveyard: You can Special Summon 1 "Scrap" monster from your Deck. You can only use the effect of "Scrap Factory" once per turn.



Só pelo efeito dela você já percebe o quanto ela é boa. Como se não bastasse aumentar 200 pontos de ATK e DEF do archetype Scrap, quando um desses é destruído por um efeito de carta (Até por uma Dark Hole do oponente serve), você pode imediatamente invocar especialmente 1 outro Scrap do seu deck, sem restrição alguma!

Alguns exemplos de cartas que podem ser invocadas pelo efeito dela:

   

  • Scrap Goblin: Melhor opção caso esteja no turno do oponente. Tuner e de Level 3, indestrutível em batalha, mas no fim da Battle Phase quando ele é atacado ele é destruído e você pode adicionar um monstro Scrap do cemitério à mão (efeito padrão da maioria deles);
    .
  • Scrap Beast: Chega no campo com 1800 pontos de ATK e mais tarde quando destruído por ser ressuscitado por Scrap Chimera para criar um Scrap Dragon;
    .
  • Scrap Worm: Ótima opção caso esteja no seu turno. Essa minhoca chega com 700 pontos de ATK no campo e pode atacar o oponente diretamente, mas no final da Battle Phase ela é destruída e você pode adicionar um Scrap do cemitéiro à mão;
    .
  • Scrap Golem: A melhor opção de todas. Chega no campo com 2500 pontos de ATK e seu efeito permite que você ressuscite qualquer Scrap de Level 4 ou menor uma vez por turno (até o monstro que foi destruído para invocar ele). Você pode reviver o Scrap Goblin para fazer o Scrap Dragon ou o Scrap Beast para fazer o Scrap Twin Dragon.

Destruir seus monstros com as próprias cartas Scrap e puxar o gatilho para o efeito da Factory é muito legal. Para isso, você pode usar cartas como:

      

  • Scrap Hunter: Destrói um outro Scrap que você controla e enviar 1 monstro Tuner qualquer do deck ao cemitério (ótimo para enviar Beast ou Goblin);
    .
  • Scrap Kong: Destruído quando invocado normalmente, já possibilitando uma reciclagem. Quando invocado especialmente (pelo Golem, por exemplo) pode ficar com 2200 pontos de ATK;
    .
  • Scrap Breaker: Pode ser invocado especialmente da mão se o oponente controla um monstro, e quando isso acontece, você deve destruir 1 Scrap no campo (pode ser ele mesmo caso você não tenha outro). Fica com 2300 de ATK com o campo;
    .
  • Scrap Shark: Também fica com 2300 de ATK com o campo, mas é um Level 4. A mágica desse monstro é que ele é destruído quando uma Spell/Trap ou efeito de monstro é ativado, e nisso você pode enviar 1 monstro Scrap do deck ao cemitério. Uma jogada básica com ele é invoca-lo normalmente e em seguida ativar a Scrap Factory, destruindo-o e enviando um Scrap Goblin do deck ao cemitério e invocando um Scrap Golem. O Golem reviver o Goblin e juntos fazem um Synchro de Level 8;
    .
  • Scrap Orthros: Não pode ser invocado normalmente e primeiro deve ser invocado especialmente da mão caso você tenha um Scrap virado para cima. Quando invocado dessa forma você deve destruir 1 Scrap, podendo ser ele mesmo para usar o efeito de reciclagem. Para mim é um dos melhores Scraps, ainda mais agora com a Factory;
    .
  • Scrapstorm: Você seleciona 1 Scrap virado para cima, envia 1 Scrap do deck ao cemitério, compra 1 carta e destrói o monstro selecionado. Uma excelente carta que faz tudo o que o archetype precisa para ganhar velocidade;
    .
  • Scrap Dragon e Scrap Twin Dragon: Fáceis de invocar e podem tirar facilmente cartas do campo do oponente ao mesmo tempo que destrói uma das suas para usar seus efeitos de reciclagem ou o da Factory (caso você destrua monstros Scrap);

Agora vamos a uma decklist de exemplo!

Monstros (15):

[3] Scrap Chimera
[2] Scrap Golem
[2] Scrap Beast
[2] Scrap Orthros
[2] Scrap Shark
[1] Redox, Dragon Ruler of Boulders
[1] Scrap Goblin
[1] Scrap Worm
[1] Scrap Searcher

Extra Deck (15):

[2] Scrap Dragon
[1] Scrap Twin Dragon
[1] Scrap Archfiend
[1] Jeweled Red Dragon Archfiend
[1] Stardust Spark Dragon
[1] Black Rose Dragon
[1] Ancient Fairy Dragon
[1] Naturia Beast
[1] Ally of Justice Catastor
[1] Gagaga Cowboy
[1] Maestroke the Symphony Djinn
[1] Number 101: Silent Honors Ark Knight
[1] Number 61: Volcasaurus
[1] Tiras, Keeper of Genesis

Spells (13):

[3] Scrap Factory
[3] Scrapstorm
[3] Mystical Space Typhoon
[2] Terraforming
[1] Dark Hole
[1] Foolish Burial

Traps (12):

[2] Horn of the Phantom Beast
[2] Call of the Haunted
[2] Dimensional Prison
[2] Fiendish Chain
[1] Bottomless Trap Hole
[1] Torrential Tribute
[1] Solemn Warning
[1] Compulsory Evactuation Device

O deck usa poucos monstros de Main Deck já que eles podem reciclar uns aos outros facilmente por seus efeitos. Detalhe para o Shark que é ótimo para usar nos primeiros turnos do duelo como já tinha dito antes. Scrap Searcher é o único que eu não tinha falado ainda aqui no post, então perceba que o efeito dele é bem útil já que pode ser invocado do cemitério quando um Scrap é destruído, podendo depois ser destruído na invocação do Orthros, pelo efeito da Scrapstorm ou pelo efeito do Scrap Dragon, ou ainda tributado para invocar um Golem da mão.

Horn of the Phantom Beast é útil no Chimera, no Beast, no Orthos, no Goblin ou no Naturia Beast do Extra Deck, e ela aumenta o ataque de um desses em 800 pontos, podendo ser usada quando o oponente ataca, e quando o monstro dele for destruído, você ainda puxa uma carta. Com uma estratégia dessas, você pode até pensar em substituir as Mystical Space Typhoon do deck por Dust Tornado, já que você pode comprar uma Trap durante o turno do oponente com a Horn ou com a Scrapstorm e pode-la setar para usar no turno seguinte.

Ter dois monstros de Level 5 no campo não é muito difícil, o que justifica o Number 61 e o Tiras no Extra Deck. Até mesmo o Scrap Archfiend (Chimera + Goblin) é útil com seus 2900 de ATK quando se tem a Factory em jogo.

Redox, Dragon Ruler of Boulders e Call of the Haunted ajudam a ressucitar seus monstros caso precise, e a segunda pode ser usada junto com Fiendish Chain para ser os alvos do seu lado do campo pelo efeito dos Dragões Scrap.

Bom, para saber mais do deck é só testando, modificando para ficar com a sua cara e boa sorte.


Então é isso galerinha, espero que tenham gostado do post. Pretendo continuar postando na categoria de vez em quando, o que vocês acham? Comentem, curtam e compartilhem o post nas redes sociais pra mim cara pálida ficar feliz. Até mais!

Comentários
16 Comentários

16 Comentários:

todopoderosoreiyakayakaludo disse:
8 de janeiro de 2014 12:53

Bom post, os links para yugioh wikia são ótimos para entender melhor do que a matéria está falando, continuem assim, com matérias de qualidade

Anônimo disse:
8 de janeiro de 2014 13:16

Muito boa postagem, parabéns o/
Eu acredito que os Scrap's vão dar dor de cabeça nesse formato, imagina só vc ativando o efeito do Scrap Dragon destruindo um scrap seu e uma carta do oponente, reciclar um scrap do grave, trazer um golem do deck e com o field e ss summon de um scrap do deck! e ainda mais com o Redox funcionando como reborn...

Anônimo disse:
8 de janeiro de 2014 13:17

^^Corrigindo: special summon do grave.. com o eff do golem

Emerson Martins de Deus disse:
8 de janeiro de 2014 13:29

Quando a konami quer, konami consegue. É muito legal ver um archetype que falhou na vida conseguir olhar novamente para o metagame, o interessante é aquela história antiga que se repetia antes com o dracossack, falo do Scrap Dragon que foi uma das poucas cartas Scrap que conseguiu chegar longe, assim como algumas monstros da Barreira de Gelo. O incrível é como a Konami consegue mudar o destino de um archetype com uma única carta, mds.

Belo post Blu.

Anônimo disse:
8 de janeiro de 2014 14:34

Essa carta é perfeita, em vários aspectos... Um field com efeito simples, um pequeno boost de atk (no estilo dos primeiros field como Yami e Wasteland)e um efeito de reposição de campo, sinérgico com o tema mas com a devida restrição pra evitar combos insanos. Sensacional.

Uma carta não precisa ter 200 efeitos + 300 restrições para ser jogável...Parabéns Konami, é de cartas assim que o jogo precisa.

Carlos Alberto Alberto disse:
8 de janeiro de 2014 14:37

Show de bola esse primal origin vai ser o melhor...esse formato novo vai ser bom de jogar já que a palhaçada de dragons ruler vai acabar pelo jeito....bela matéria Parabéns

Ed Jnr disse:
8 de janeiro de 2014 15:59

Scrap foi meta quando saiu Dragon Rulers junto com seus bebes e o Grandsoil dava pra fazer combos inacreditáveis (mas ninguem ligava). Mas os Rulers (Redox) foram banidos e sem ele fica menos facil de invocar Grandsoil em um deck scrap,scrap tinha voltado pro limbo.
Mas como a Konami gosta de surpreender ela me aparece com essa nova carta, talvez os scraps voltem a ativa m pouco.
Olha ai oque da se botar redox seu bebe,soil e scrap em um deck --> http://www.youtube.com/watch?v=hYFihpLLl-4
Gosto muito desse archetype até meu avatar é do Atomic Scrap Dragon.

Mundo da Pré-história disse:
8 de janeiro de 2014 16:23

Legal é quando o inimigo está cheio de monstros no campo, e vc ativa o efeito do Golem pra SS um Search pro lado do campo dele, e destruir tudo dele. Eu uso o Atomic Dragon mais por causa do ATK e do efeito de renascer um Scrap do Deck. Esse deck é muito fácil fazer a maioria dos synchros, so tem q ter cuidado com o efeito do Search. Uma dúvida, esses dias eu tava testando no Pro, e dois Scraps meus foram destruidos ao mesmo tempo, e a Factory deu Chain nela mesma, invocando 2 Scrap do Deck, será q isso foi só um Bug, como o q acontece com o novo Dark World no Pro q não invoca os Fiend do Deck?

Mundo da Pré-história disse:
8 de janeiro de 2014 16:27

Esqueci de dizer uma coisa: com esse grande número de monstros e efeitos q impedem destruição, como Zenmaines, N° 101, Lead Yoke, etc. Eu acho q o Scrap Twin Dragon mais útil q o Scrap Dragon, e é muito fácil summon ele com essa Field.

Anônimo disse:
8 de janeiro de 2014 16:43

cara ice barrier tinha e ainda tem poder de ser contra qualquer deck falo porque tenho deck ice é um deck forte mas lento esse a konami fez bonito deu um up no scrap que estava esquecido parabéns bela carta.

Ed Jnr disse:
8 de janeiro de 2014 16:49

@Mundo da Pré-história concordo com vc Scrap Twin Dragon realmente é mais util em um deck de scrap do que o Scrap Dragon.

Anônimo disse:
8 de janeiro de 2014 17:19

Espero que a Konami lance mais fields, pois estes sao os que mais beneficiam certos arquetypes ditos esquecidos. Por ex, se viesse uma field para os Toons. Acredito que eles seriam mais competitivos.

Anônimo disse:
8 de janeiro de 2014 17:29

Da mesma forma que a konami melhora um deck com apenas uma carta ela consegue ferrar banindo 1 unica carta.

Cyberblu disse:
8 de janeiro de 2014 17:55

Valeu pelos comentários galera!

@MundodaPré-História: Aconteceu a mesma coisa comigo quano fui testar esse deck, mas acho que é algum bug já que a restrição dela é uma vez por turno.

Felipe Soares disse:
8 de janeiro de 2014 18:25

Podia ter um field bw, que aumentasse 500 pra + de atk e um efeito adicional bostinha, so pra invocar blizzard e buscar algo descente com whirlwind

Anônimo disse:
9 de janeiro de 2014 17:34

cara blackwing n precisa de mais suporte acho eu eles tem bastante o que precisa mesmo era deixar semi a carta gladiator beast bestiari pra voltar os gladiator e outro tbm são os x-sabers que estão esquecidos