14 de dezembro de 2013

Carta da Semana #94: Especial Banlist Janeiro 2014

 


Eae pessoal, blzinha? Mudança de planos no Carta da Semana de hoje, semana que vem fica o post da Advanced Heraldry Art. Desta vez temos um post especial de uma cartinha que de Banida voltou para Limitada, e a única que cumpre o papel é a Magician of Faith. Com este post eu vou tentar passar em palavras os meus pensamentos sobre ela e o que ela pode fazer pro jogo, mesmo eu não tendo uma opinião concreta sobre. Ou seja, eu vou tentar formar a minha opinião aqui, lendo minhas ideias, deve ser comum eu chover no molhado aqui, então, peguem leve. Sem muito papo, saindo do Tour Bus from the Underworld para o jogo competitivo, ela:


Magician of Faith
★ 1 /LIGHT
ATK: 300 / DEF: 400
Mago / Efeito 
VIRE: Selecione 1 Carta Magica no seu cemitério: adicione ela a sua mão.


Essa é velha, dos tempos onde o Yugi ainda aparecia na capa dos packs e pra ser ainda mais ancião, Magician of Faith veio no segundo pack que chegou ao TCG, Predadores Metalicos (Metal Raiders). Escrevi em português porque temos que dar jus a empresa que teve o carinho de nos trazer esse pack para nós em um menor preço. Isso ocorreu em 2002, dia 6 de Junho.

 No lado ocidental, ela chegou ainda antes, em 2000, no pack Revival of Black Demons Dragon, pack que junto com o Metal Raiders asiático deu origem ao nosso Predadores Metálicos. Uma coisa que eu achei interessante é que a Faith teve vários reprints em Starters Deck e alguns Structure Decks de personagens (somente existentes no OCG), mostrando que na época que ela não tinha ido pro ralo, ela se tornava uma "staple" em meio a alguns decks iniciais, mas que eu duvido que fizesse alguma coisa incrível neles. Dentre esses Starter Decks temos o Structure Deck Pegasus, Structure Deck Kaiba Vol. 2 e o Starter Deck 2006, este, que possuía cartas do Jaden Yuki, os Elemental Hero.


 Vamos começar isto com fatos: Prophecy vai usar a Magician of Faith. Se você nunca imaginou isso, parabéns. Mas agora é: o que diabos eu vou buscar com ela no deck? Eu nunca joguei com Prophecy, mas já apanhei de muitos na época da Judgment Day e por isso eu tenho uma certa intimidade e certo conhecimento sobre o deck, eu até conseguia apontar as cagadas que meu oponente fazia (zoa). Voltando ao tópico, Faith vai ser a buscadora de 3 coisinhas no deck deles: Secrets (quando faltar na mão e somente assim), Life (abuso de Invocação Especiais) e Fate (nossa velha amiga, agora limitada, caso ela já não volte pro deck pela field). Banlist foi justa e legal com os magos, espero que eles aproveitem essa generosidade e montem um deck igualmente justo e legal agora.


 Agora uma das minhas apostas pro uso da Faith, vou começar pela bomba: Empty Jar. O vaso mais famoso do jogo e que amedronta jogadores ainda continua com a base do seu incrível deck de pé (Morphing Jar, Tsukuyomi, Book of Eclipse, Book of Moon, Book of Tayou, etc.).

 Pra quem não conhece, este deck faz o seguinte, ele faz o oponente comprar todo o deck com o efeito do Morphing Jar, enquanto vai reciclando sua mão pra poder virar e desvirar o bendito de novo e de novo. Sendo assim, para esse feito, é necessário inúmeras cartas magicas, alvo principal da Faith. Eles chegam até a usar Magical Stone Excavation pra isso, mas agora não será tão necessário. Com a Faith eles podem reciclar com menos custo e reciclar a Faith se assim preciso for, com Night Assailant, após ser descartado pelo Jar. 

 Em resumo, um deck bem assustador que já marcou época no jogo. Nas mãos do pessoal certo, que conhece bem o deck e sabe como mexer os pauzinhos, pode se ter um deck assustador mais pra frente no formato, é isso o que eu temo.


 Demais decks que possam eventualmente testar 1 Faith no deck são aqueles decks onde a carta chave do jogo é uma carta mágica. Um bom exemplo disso é Heraldic, onde a Advanced Heraldry Art é o que faz o OTK do deck, uma carta extremamente forte. Agora pensem por vocês mesmos porque eu já não consigo imaginar outra coisa: decks onde a carta chave do jogo competitivo deles for uma Magia que vai fácil pro cemitério, é onde devia testar uma cópia da Faith.

 A Faith veio no Battle Pack 2 como reprint para aqueles jogos com as cartas do pack, incluindo banidas. Esse foi o jeito da konami de ver se as cartas banidas estavam abusivas no jogo, num jogo bem mais simples, diga-se de passagem. E parece que a konami aceitou a Faith de volta e o que nos resta agora é esperar e ver o que ela pode fazer.



Deck: Prophecy
Formato: TCG Janeiro 2014

Monstros:
World of Prophecy x1
Spellbook Magician of Prophecy x3
Temperance of Prophecy x3
Justice of Prophecy x2
High Priestess of Prophecy x2
Magician of Faith x1

Magicas:
Dark Hole x1
Book of Moon x1
Pot of Duality x2
Spellbook of Fate x1
Spellbook of Eternity x1
Spellbook of Life x1
Spellbook Star Hall x2
Spellbook of Power x2
Spellbook of Secrets x3
The Grand Spellbook Tower x2
Spellbook of the Master x3
Spellbook of Wisdom x2

Armadilhas:
Phoenix Wing Wind Blast x1
Bottomless Trap Hole x1
Torrential Tribute x1
Compulsory Evacuation Device x1
Solemn Warning x1
Mirror Force x1
Fiendish Chain x1

Extra Deck:
15x a sua escolha, geralmente não é muito usado neste deck

 Decklist feita com os meus pequenos conhecimentos sobre o deck, mas com todo o meu ódio em rever todo mundo junto (e um pouquinho de nostalgia, claro). Se você achava que Prophecy só era bom por causa da Judgment Day você está muito enganado e se você também citar que não vê Prophecy por ai porque eles não batem de frente está ainda mais errado. O deck continua forte, só não é tão popular porque não tem mais o jogo automático que tinha antes, onde não só especialistas como bobões como eu podiam jogar e ganhar tranquilamente. Eu reconheço demais o jogador(a) que consiga jogar com um deck desses de forma legal, um deck onde as sequencias de combos nem sempre são claras, mas nada ao nível Infernity de ser.

 Faith só faz um pequeno favor ao deck, reciclar aquilo que for urgente: gastou Fate e o oponente já tem um campo consistente, busca pela Faith, não pela Field (exceto se você tiver Secrets). Sem Secrets na mão: Faith ta lá. O estilo de jogo de Prophecy vocês já sabem mas é meu trabalho digitar ele aqui. Com o search abusivo dos Spellbooks os Prophecys vão montando o setup de mão e cemitério ferrando o oponente ao mesmo tempo para chegar batendo com World ou Priestess juntamente a Spellbook of Power e Star Hall.



Encerrando o post especial aqui, espero que tenham gostado. Comentem o que acharam da volta da Faith, uma carta nostálgica e que já fez seu nome no jogo. Bem, é isso, me despeço mais uma vez de vossa companhia e falous!

Comentários
9 Comentários

9 Comentários:

Anônimo disse:
14 de dezembro de 2013 10:14

First

Kiro disse:
14 de dezembro de 2013 10:24

Ótimo post subo,mas sinceramente eu acho q a faith ñ vai ser o suficiente pra levar os prophecys pro topo.Afinal bujin,zombie e plants tão ae.

Cyberblu disse:
14 de dezembro de 2013 10:27

Muito bom o post, e digo que a Konami acertou em desbanir a MoF, porque sem Monster Reborn e Heavy Storm na reta, não sobram muitas mágicas para ela reciclar, sem contar que o efeito dela é um pouco lento por você precisar gastar um Normal Set e só poder usar o efeito no seu próximo turno ou no turno do oponente.

Não tinha pensado em Empty Jar com ela, mas também é uma boa. E quanto aos Prophecy, da para criar uma build com Apprentice Magician que pode buscar tanto a MoF quanto o Spellbook Magician ou Magical Undertaker (que quando flipado da para ressuscitar um Spellcaster de Level 4 ou menor) virados para baixo.

Anônimo disse:
14 de dezembro de 2013 10:36

Magician of Faith vai ser algo que será usado no inicio, logo mais o povo vai perceber que é um monstro muito lento e com péssimos status, a única coisa que presta é que Light e isso é irrelevante em Prophecy, nem para fazer Xyz presta, e olha que lançou um Xyz Spellcaster bem legal, e não é bom nem dando Power, e gastar um Power + Master pra boostar 2300 vai ser uma situação muito precária. Tem que levar em consideração que vai perder 1 turno para botar a carta Set e ainda torcer pra não levar nada, porque seria meio que obvio o adversário perceber que é um Faith, é meio como um Ryko em LS. E em questão de busca o Spell do grave pra Hand não vale de nada quando se tem World of Prophecy no Deck, ne não? Mais fácil usar dois dele no Deck, já que tem como buscar com o Temperance kkk (isso foi brinks). A pergunta é, realmente vale a pena perder um turno pra isso? Não se esqueçam que também existe a Tower como meio de reciclar as cartas.

Só isso que eu tenho a dizer. E já joguei muito de Prophecy pra te falar isso.

Anônimo disse:
14 de dezembro de 2013 11:01

konami limitou os rulers nunca achei eles apeloes porque para invocar 1 tinha que abrir mao de 2 o number 11 que é apelão se banisse o number 11 os outros rank 7 nao sao la grande coisa nao, como number 7,42,74 nunca vi ninguem jogar com eles tinha que banir e so o number 11

Anônimo disse:
14 de dezembro de 2013 19:38

gl hf

Anônimo disse:
14 de dezembro de 2013 19:40

Não acho ela tão util em deck Spellbook, mas ainda preciso testar o novo formato.

Labyrinth Wall disse:
14 de dezembro de 2013 20:27

pena que nem vou usar...MPB não usa Spell

ksfire disse:
14 de dezembro de 2013 21:58

Eu acho que vai ser bem por aí mesmo. Como @anônimo disse, ela é um monstro bem lento para o jogo atual, não tem como confiar tanto assim nela (ainda mais com a caralhada de otk que existem por aí).

Uma forma dela entrar bem no Prophecy é uma build em conjunto com duas Tsukuyomi, mas não sei bem como isso poderia funcionar. No mais vai entrar em deck de Lightsworn (para reciclar a Charge of Light Brigade), Chaos variantes (junto com a Tour Guide), Empy Jar (pelo motivo obvio) e alguns decks ritual.

Creio ser difícil algo além disso, e ela vai sair da lista nas próximas temporadas.