13 de novembro de 2013

Legacy of the Valiant Overview (Parte 1)

Eae galerinha, como vão? Como o spoiler do Legacy of the Valiant acabou de sair (até o momento em que escrevo esse post, só falta o Deep Space Cruiser 9), decidi fazer um post breve falando das coisas mais legais que achei nele. Quero falar de várias cartas em um espaço pequeno, e depois eu e os outros redatores nos aprofundar melhor nelas. Sigam-me os bons!



Duston, mais conhecido como pó-de-pirlimpimpim.

 

Além do White Duston ser um monstro Normal, que pode ser tributado, usado como material Xyz, Synchro, Fusion e invocado pelo House Duston, tivemos uma armadilha. White Duston diferente dos seus irmãos pode se encaixar em qualquer deck, e ainda por seu atributo acaba ajudando.  Já a Magicallized Duston Roller, a armadilha, pode funcionar como o Magicallized Duston Mop com a vantagem de poder ser usada no turno do oponente para impedir que ele Xyz ou Synchro, e também como um blefe para quando ser destruída buscar qualquer monstro do archtype diretamente do deck. Acho que isso foi de grande ajuda para o archetype (que a uns boosters atrás era chamado de “mini-archetype”).

A Zexal Weapon que faltava!

ZW – Asura Blow faz menção aos Asuras no folclore japonês e assim como o monstro Spirit, permite que o Utopia equipado ataque TODOS os monstros no campo do oponente, uma vez cada. E como se não bastasse, o monstro equipado ganha 1000 pontos de ATK. Ver um Utopia com 3500 de ATK destruindo todos os monstros do oponente vai ser bem divertido, e vai gerar muitos OTKs. Achei que de tão boa ela ficou com um pouco de apelo, mas vamos ver a utilidade dela daqui para frente, ou não.

OOparts Chronomaly e Medallion Beast Heraldic Beast

Konami decidiu aproveitar o aparecimento de Chronomaly Moai Carrier e Chronomaly Wings Sphynx para lançar mais duas cartas do archetype, cartas inéditas até então: Chronomaly Nebula Disk e pasmem vocês, Number 36: Chronomaly Fork Hyuk. Provavelmente esses monstros inéditos foram lançados por causa do jogo do 3Ds que é lançado neste final de ano, e deverão aparecer no deck do Trey (III).

O mesmo aconteceu com os Heraldic Beast, para acrescentar no deck do Tron no jogo, ganhou 3 novas cartas no booster: Heraldic Beast Amphisbaena, um xyz, Number 18: Plain Coat the Heraldic Ancestor e um campo, Augment Heraldry. Acho que essas cartas são suficientes para dar um Up no archetype. Para quem não imaginava que esse tipo de suporte ia surgir, já é alguma coisa. Fiquei bem feliz com as cartas novas.

Gorgonics, pedras de trevas!

O mini-archetype ficou bem mais ou menos em minha opinião. Gorgonic Golem foi o melhor em minha opinião, pois ele tem dupla utilidade: quando no campo e é destruído em batalha, e quando no cemitério por removê-lo do jogo. O efeito lembra bastante o dos Reptilianne, então quem sabe rola aí uma fusão de archetypes no mesmo deck. Gorgonic Gargoyle pode ser invocado da mão quando você invoca normalmente um monstro qualquer do tipo Rock, e Gorgonic Ghoul e Gorgonic Cerberus servem para o mesmo propósito do anime: chamar o boos xyz, Gorgonic Guardian.

O novo archetype: Shinras!

Eu particularmente não vejo a hora de testar esse novo archetype. As últimas cartas reveladas dele pareceram ser bem legais. Shinra no Kageboushi Stool, Shinra no Mizusaki Leaf, Shinra no Hanakishi Narsus e Shinra no Bannin Oak, além de dois outros suportes, Sacred Mountain of Shinra e Blessing of Shinra, formam o restante do primeiro archetype feito puramente de plantas. Adoro plantas, e achei a estratégia do archetype bem interessante. Para quem não sabe, eles são focados em revelar cartas do topo do deck e enviar elas ao cemitério caso tenha Plantas entre elas, e quando um Shinra é enviado ao cemitério por este efeito, ele ativa um outro efeito. As cartas de suporte conseguem colocar plantas no topo do deck de modo que essa “previsão” sempre dê certo.

O Halloween está apenas começando…

Segunda onda de membros e suportes para os Ghostricks chegou: Ghostrick Frost (que lembra mais o Natal), Ghostrick Catgirl, Ghostrick Skeleton e Ghostrick Mummy. Ghostrick Museum e Ghostrick Roleswitch. Achei os novos suportes bem legais, da para fazer umas jogadas legais. Destaque para o Ghostrick Skeleton que pode banir até 5 cartas do topo do deck do oponente por turno, viradas para baixo para garantir que o oponente não as use pelo resto do duelo (sim, você leu certo). Estou prevendo esse archetype no meta em 2014. A questão é: qual field até agora é a melhor?

Bujin também póoodi!

Foram revelados as Bujingis do Tsukuyomi: Bujingi Yasakani, Bujingi Yatsuka (que parece um Mecha Phantom Beast), Bujingi Okitsu e Bujingi Segusa. Bujinsurection e Bujin Regalia – The Jewel, são os novos suportes. Agora sim a parada ficou séria para o archetype. Um monstro que permite o Beast-Warrior atacar duas vezes, outro que protege de destruição, outro que busca outras cartas do deck, outro que faz bruxaria, uma mágica que busca os 3 Bujins Beast-Warrior do deck ao mesmo tempo, uma armadilha que permite adicionar materiais xyz nos monstros de RANK 4 em geral… Basicamente a estratégia deles é fantástica, e me parece que alguma carta deles vai ser afetada pelas próximas banlists (veremos…).

Os guardiões da tumba retornam!

No total foram seis suportes no booster, contando com o Saniwa: Gravekeeper’s Apostle, Gravekeeper’s Ambusher, Gravekeeper’s Shaman, Shrine of Necrovalley e Royal Tomb of Necrovalley. Ganharam um novo buscados para o Spy, um beater que pode ficar com 2200 de ATK com Necrovalley em jogo, e que bane 1 carta do cemitério do oponente quando invocado, uma defensora de campo que nega o efeito de monstros que se ativam no cemitério (como Dragon Rulers) e que ainda impede que outro campo senão Necrovalley esteja presente em jogo, uma mágica contínua que impede que ambos os jogadores invoquem especialmente monstros que não sejam Gravekeeper’s (apelação total), e uma armadilha que nega qualquer coisa. Segundo o LG, GKs vão ser mais chatos que Dino Rabbit com 3 Rescue Rabbit nesse formato. Veremos…

Continua…


Por hoje eu encerro por aqui, não quero deixar o post muito grande. Sexta-feira eu posto a continuação, até porque tem várias coisas para falar ainda e esse foi apenas o começo. Comentem o que acharam do Legacy of the Valiant, discutam a vontade e divulguem o post. Até mais!

Comentários
23 Comentários

23 Comentários:

Henrique disse:
12 de novembro de 2013 22:15

First

CyberBlu disse:
12 de novembro de 2013 22:16

Pnc do first (zoa)

Carlos Henrique disse:
12 de novembro de 2013 22:24

Só digo uma coisa: esse booster tá muito legal, focando em diversos arqutypes e dando ótimos suportes,amei ver os Heraldic Beast ganhando suportes, acho um arqutype muito legal <3

ótimo post :v

Anônimo disse:
12 de novembro de 2013 22:26

dahora o booster, uma pena que vai demorar no mínimo 3 meses para chegar até mim

Anônimo disse:
12 de novembro de 2013 22:36

e qdo vier, teremos mais cartas boas de suporte.

AnthOny disse:
12 de novembro de 2013 22:38

Chega de Bujin. '-'

Henrique disse:
12 de novembro de 2013 22:43

Bujin MT Fuedaaa
Próximo formato promete pra eles Tier 1 ainda mais com esses Ranks 4 mt fodas e OP.
Ghostrick recebendo suportes legais mais ainda acho que vão ficar no tier 3 e no Primal Origin acho que fica no máximo Tier 2
Quero ver o impacto que os Shinras vão causa para os decks plants.

Luís Eduardo disse:
12 de novembro de 2013 22:44

Bujin e Ghostrick META. hehehe

Adorei ver novos suportes pros Heraldic Beasts, meu deck deles agradece! :D

Anônimo disse:
12 de novembro de 2013 23:48

Amei ver os Heraldic Beast ganhando suportes, acho um arqutype muito legal <3

[2]

Anônimo disse:
12 de novembro de 2013 23:56

porque ta demorando tanto para revelar o efeito do deep space cruiser 9??????????

todopoderosoreiyakayakaludo disse:
12 de novembro de 2013 23:58

Os Ghostrick serão meta mas os Gravekeeper's serão os mais odiados.
Esperando a atualização do ygopro ansiosamente.
O Ambusher ativa seu efeito se ele for flipado->viro overlay unit-> foi detached-> foi pro cemitério?
PQ esse era um de meus receios ao fazer XYZ com Recruiter e não poder usar o efeito de nenhum deles =C

Anônimo disse:
13 de novembro de 2013 00:06

vcs só pensão no meta e blá blá ninguem joga pra se divertir só joga para ganhar.

Anônimo disse:
13 de novembro de 2013 03:43

É muito bisonho a forma como as pessoas definem Meta aqui no Brasil, pois pra quem não sabe, Bujin e Ghostrick já apresentavam uma meta desde quando forma lançados, assim como Shinra e Gorgonic estão apresentando. É difícil achar um Deck que não apresente uma meta, ainda mais quando se trata de um archetype, mesmo que passe longe de ser algo notável, sempre possui uma meta, e vamos lembrar que a palavra meta do inglês significa a mesma coisa no português, talvez isso cause essa confusão, e é possível notar quais as metas de um Ghostrick e Bujin desde que eles foram apresentados ao Card Game. As pessoas confundem o termo "Meta" com "Tier". Não vou dizer que todo Deck é meta, também não, existem sim, outros fora desse eixo. Agora, os tier é o termo correto que dividi os Decks em "classe sociais", aqui que encontramos nivelação dentre eles, pois Meta até um Ice Barrier tem, mas o que vai definir onde cada Meta Deck se encontra dentro dessa nivelação de Tiers, é o Metagame, e esse aqui é que aplica a lista dos mais populares Decks, e as vezes esse amigo é injusto ao excluir de si Meta Decks que não tem uma "adoração" na escolha popular, e se eu estou falando de popular, estou falando de pessoas, já que são essas as que fazem um Deck ser popular ou não, pois então, pensando desse jeito, por mais que Dragon Ruler fosse a forma mais viável de se vencer um jogo, caso a popularidade se voltasse mais a Ice Barrier, Ice Barrier estaria condizendo no Topo da Lista de Tier, já que esse também apresenta as característica Meta também, mesmo sendo inferior e difícil de se aplicar comparado a um Dragon Ruler, entendem o que eu quero dizer? Esse exemplo foi surreal, mas acho que consegui passar a ideia.

Mas a forma de "diversão", cada pessoa aplica do seu jeito, isso é algo psicológico de cada um. Tem pessoas que se divertem usando Decks mais "fortes", tem outras que se divertem com Decks "for fun", mas não vamos esquecer que por trás de qualquer jogo, sempre ao intuito de competitividade, ninguém joga pra ficar perdendo seja lá contra quem for (a não ser que a pessoa veja isso como um principio de "diversão" dela, mas isso não é normal), e existem pessoas que se divertem com a aplicação da competitividade, e tem outras que são mais amistosas. Vamos lembrar que isso é um jogo, e isso é praticamente um sinônimo de entretenimento, ninguém joga porque é obrigado, você joga porque esta afim de fazer isso, de forma que encontre uma satisfação, divertimento e/ou boa disposição, e de quebra desenvolver até mesmo um senso cultural e intelectual maior.

Eu posso estar errado, não vou dizer que sou o senhor da razão, mas é assim que eu penso. :)

Anônimo disse:
13 de novembro de 2013 06:34

anônimo filósofo detected

AnthOny disse:
13 de novembro de 2013 08:24

Nem Li & Nem Lerei.

Emerson Martins de Deus disse:
13 de novembro de 2013 08:26

@Anônimo Com o Texto de 100 linhas: Eu não tenho muita certeza, mas eu acho que "meta" e a abreviação usada para definir "metagame", ou seja, são a mesma palavra, mas resumida, pelo menos é assim em jogos como Dota, LOL e Magic.

Emerson Martins de Deus disse:
13 de novembro de 2013 08:33

Desculpa pelo Double Coment, mas eu esqueci de falar sobre o post xD

Sem dúvidas eu prefiro a Ghostrick Museum, ela é tipo um upgrade da House que funciona muito melhor no archetype.

Uma coisa que eu não gostei foi o Number 18 não ser muito bom, mas os outros dois suportes de Heraldic estão ótimos.

Falando sobre Bujins, assim que eu vi a artwork da Bujinsurection eu comecei a achar que eles ainda vão aparecer no próximo booster, pois é mostrado os três Kamis indo para o céu de Takama-ga-hara, inclusive o Susanowo que jurou voltar até lá, e outra coisa é a lua verde que deve estar representando o Kami Supremo, pois como visto na Bujinfidel a mão dele é verde, quais as chances do Primal vir com Bujins baseados no Kami Supremo?

dragon_hibrid disse:
13 de novembro de 2013 10:12

O number 18 não é ruim como dizem, pelo menos uma copia dele é obrigatória no deck heraldic, seu primeiro efeito é irrelevante, mas o efeito de quando ele é destruido é o que importa. Ele vai mandar 2 heraldic beast pro grave, isso é muito bom, os melhores monstros do arch ativam seus efeitos no grave, 2 aberconway no grave é igual a um heraldic do grave na mão, unicorn pode renascer os psychic xyz, como um c69 que vai ter 4k de atk ou trazer novamente o 18 pra fazer mais millagem e tambem tem o leo, manda 2 dele pro grave e add 2 heraldic do deck para a mão, e usando os 2 leo do grave fazendo xyz pelo efeito da heraldry art vai te dar ainda mais poder de search. Enfim, essa carta é um acelerador pro baralho, vai fazer um deck thining lindo. Esse number 18 vai ajudar muito mais o deck do que o number 8.

Anônimo disse:
13 de novembro de 2013 10:36

o number 18 comba com o 8,69,c69 por que 8,69,c69 copia nomes ai pode se ativar o primeiro efeito do 18 selecionando o seu proprio number e destroindo as OUTRAS cartas com o mesmo nome no campo e nao deixando o oponente invocar mais elas.

dragon_hibrid disse:
13 de novembro de 2013 10:41

jagadinha marota: qndo 18 for pro grave, use o efeito para mandar um leo e um unicorn pro limbo (leo vai te dar um heraldic do deck pra mão), depois renasça 18 pelo efeito do unicorn e ative uma rank-up e faça um c69 (mesmo vc não tendo aquele efeito anti xyz do c69 vc vai ter esse efeito "When an opponent's monster declares an attack: You can destroy all cards your opponent controls" ruinzinho né?) e qndo o c69 for abatido vc ainda vai poder engatilhar o efeito do 18 novamente, mande mais unicorns, leos, aberconways e eagle pro grave e seja feliz (ps: da hora mesmo é usar o efeito da eagle no grave e colocar 2 materiais naquele shark knight que está triste no campo pq só tem 1 material e se vc colocar o leo como material é mais search )

Emerson Martins de Deus disse:
13 de novembro de 2013 12:08

@dragon_hibrid: Essa ultima parte do efeito até que é legal, mas eu acho que ele devia ter um efeito de detach melhor que esse, como add um Heraldic ou algo do tipo, pois só compensa mesmo o efeito de saída.

Mundo da Pré-história disse:
13 de novembro de 2013 21:48

esse synchro novo parece uma fusão do Naturia Leo com algum Evilswarm, esses negocios pretos nele ficaram estranhos, parece q ele eh do mal.

Anônimo disse:
14 de novembro de 2013 00:05

@dragon_hibrid: corrindo se mandar 2 leo do deck para o cimiterio no mesmo turno so vai poder fazer 1 add e ñ 2 add heraldic para mão. por diz You can only use this effect of "Heraldic Beast Leo" once per turn.