6 de novembro de 2013

Censuras no Anime: Episódio 12 (DM)


Fala galera, Samuel Cézar voltando com mais uma postagem de Censuras do Anime para vocês, trazendo para vocês a conclusão do duelo entre Ryuzaki Raptor e Joey Katsuya, também nesse episódio temos cenas com a Mai, o final com Bakura e também duas cenas totalmente cortadas que a IVcrianças não quiseram deixar para o pessoal ver.

Acompanhem:



Detalhe: Só no caso de você ficar perdido com as imagens, as que tem borda amarela é do anime original e as que tem borda preta é do anime dublado.


Episódio 12: A Grande Cartada Final (nome original: Chama Negra! Red-Eyes Black Dragon)

O episódio começa com Joey declarando atacando com Lava Battleguard e destruindo um Trakadon em modo de defesa. Na versão original, Tristan diz para Joey mostrar o poder da amizade deles para o Rex, este diz que sua melhor carta ainda está no deck. Na versão dublada, Tristan diz que a batalha agora será fácil já que Joey destruiu a melhor carta de Rex que seria o Serpent Night Dragon, Rex diz que essa não era a sua melhor carta.

Rex saca e invoca o Red-Eyes B. Dragon. Na versão original, Yugi diz que nunca tinha visto um antes. Na versão dublada ele diz que seu avô lhe contou sobre ele e que seu poder era capaz de rivalizar com o Blue-Eyes White Dragon (velho maluco ¬¬')

Rex usa o Red-Eyes para atacar e destruir ambos Battleguards jogando Joey para apenas 235 LP's, então Rex propõe que o vencedor do duelo leva uma carta do perdedor, nesse caso o Red-Eyes pelo Time Wizard, Joey aceita e usa o Time Wizard em seu turno ativando seu efeito com sucesso. Depois do efeito, Red-Eyes fica fossilizado, na versão original, Mai fica sem palavras e Rex pergunta o que está acontecendo. Na versão dublada, Mai diz que Red-Eyes está normal e pede para que Rex declara um ataque, Rex então declara um ataque. Ambas versões: Red-Eyes é destruído e Rex toma a metade do ataque dele em seus lp's, assim zerando-os. Joey vence o duelo. (Rex chorando, na versão original, quando Joey diz que ganhou o Red-Eyes é muito Allan hilário. xD)

Joey desce da plataforma e vai ao encontro de Tristan para comemorarem, mas esse dá-lhe um catiripapo. Na versão dublada, a palavra "BOM!" é removida em relação a mesma cena da versão original, como podem ver nas imagens abaixo.


Depois da cacetada, tem essa cena da versão original, onde mostra Tristan com o punho levantado e Joey caindo por causa da pancada. Essa foi cortada da versão dublada.


Na versão original, Tristan diz que o soco foi porque ele o fez ficar preocupado. Na versão dublada, Tristan diz que isso foi por causa do soco de antes, do episódio anterior. Depois quando eles estão brigando amigavelmente, na versão original, Téa diz que eles parecem os idiotas #1 e #2 (referência aos Lava e Swamp Battleguards, que se chamam Barbarian #1 e #2 na versão original). Na versão dublada, ao invés da Téa, Yugi diz que por eles estarem brigando amigavelmente desse jeito, imagina se não fossem amigos.

Mais tarde depois de escurecer, a turma decide montar um acampamento para passar a noite, enquanto olhos vermelhos e malignos os observam. Na versão original, Joey diz que está faminto, Tristan diz que num evento como esse não tem comida, Téa diz que apenas Yugi foi convidado, Joey diz, olhando para a lua e as estrelas, que prefere ter batatas fritas do que estrelas e Téa diz que queria tomar um banho. Na versão dublada, Tristan está contando uma história que em andamento dizendo que foram verificar o banco de trás de um carro e encontraram 20 pizzas de calabresa, com catupiry e bordas recheadas, Téa diz que essa história de fantasma é muito fajuta , Joey diz olhando para a lua que se não comer nada é ele que vai virar fantasma e Téa diz que Joey e Tristan só pensam em comida.

Mai surge em cena novamente e depois de uma discussão com Joey, oferece sua mochila cheio de alimentos para a turma e viverem em paz por essa noite. Vocês podem ver pelas imagens abaixo que os kanjis e nomes e marcas de alguns produtos (dentre eles: curry, chocolate, first aid nalged e Pepsi.) foram removidos da versão dublada.


Mai fala então para Yugi pegar lenha e Joey mais Tristan pegarem um pouco de água e oferece para Téa usar um chuveiro para tomar banho. As palavras "Sun Shower II" foram removidos da versão dublada, como mostra abaixo.


Na versão original, Joey olha para o lado onde Téa ia tomar seu banho e Mai diz para ele não olhar e diz para Téa que ela podia ficar tranquila que ela ia tomar conta, Téa agradece e Mai diz que não precisa agradecer. Na versão dublada, Yugi diz para Joey que ele não precisa cozinhar o chocolate (ri muito aqui. xD) então Mai diz que Joey só falta um chapéu e um avental para se parecer com um mestre cuca e que era para ele continuar a cozinhar, Téa diz que Mai é durona e Mai diz que garotas tem que cuidar uma das outras especialmente com um bando de babacas como esses (?).

Na versão original, Mai avista um navio e Téa pergunta para ela se ela veio para a ilha por causa do prêmio em dinheiro e Mai tem um flashback. (imagens abaixo)


Enquanto passa o flashback, Mai diz que trabalhava em um casino em um navio e viajava pelo mundo.


E que só conhecia jogadores ricos que só sonhavam com dinheiro e poder.


Então ela diz que começou a detestar tudo isso e começou a odiar pessoas. (fim de flashback)


Esse flashback foi todo cortado da versão dublada. Na versão original, Mai pergunta para Téa porque ela anda com Yugi, Joey e Tristan, Téa responde porque eles são seus melhores amigos e Mai diz que quando olha para Téa, ela lembra de algo que perdeu a muito tempo (Mai fala essas coisas com um tom de tristeza, por ter lembrado de seu passado). Na versão dublada, Mai diz que não sabe porque Téa anda com eles (lembrando que a cena está continuando depois que Mai diz que Joey parece um cozinheiro), Téa diz que eles são seus melhores amigos, Mai diz que eles só servem para carregar móveis ou consertar carros (agora Mai já diz com um tom de grosseria, sem comoção própria, já que não teve flashback nessa versão).

Téa então se assusta com um barulho e Mai vai ver o que é, mas não acha nada. Na versão original, Joey e Tristan, com cara de maníacos taradas, vão em direção ao chuveiro e perguntam o que aconteceu e se podem ir ver, enquanto Yugi tenta impedi-los, Mai aparece e acerta os dois dizendo que não podem ver. xD
Essa cena é toda cortada da versão dublada. 4 imagens abaixo.



Depois todos estão em volta da fogueira para fazerem suas refeições. Mais uma vez, os kanjis e logotipos reais são removidos dos produtos na versão dublada.


Aqui mostra uma imagem em que o logo da Pepsi é removido da versão dublada. No merchandising here.


Nessa cena, Yugi percebe o nº de estrelas que Mai tem, então Mai diz que logo se enfrentarão e que serão inimigos novamente quando chegar o outro dia. Mai então se retira do local e vai até a costa. Olhando para o oceano. Na versão original, Mai fica um bom tempo calada e apenas diz que não é uma pessoa que fica lembrando do passado (seria a cena do flashback onde ela trabalhava no navio). Na versão dublada, ela diz que jamais devia ter se sentado com esses perdedores mesmo sendo legais, que não pode ficar boazinha agora e que é uma duelista e todos são seus inimigos, então ela diz que não pode ter amigos e que tem que ficar sozinha para vencer. Ambas versões: PaniK aparece e rapta Mai.

De volta a turma, eles se perguntam onde Mai foi, então a wild Bakura appears. Bakura se junta a eles na fogueira e eles começam a falar de suas cartas favoritas. Joey = Flame Swordsman, Tristan = Cyber Commander, Téa = Magician of Faith, Yugi = Dark Magician e Bakura = Change of Heart. Então Bakura propõe um duelo com Yugi colocando todas as cartas de seus amigos em um deck.

Então depois de montarem o deck e já estarem prontos para duelarem, Bakura usa o anel do milênio para iniciar um jogo das trevas e aprisionar a alma de cada um em suas respectivas cartas. Então Bakura vai pegar o enigma do milênio para si e a wild Faraó appears e oferece um duelo no domínio das trevas. The End.

E é só por isso mesmo, na próxima edição falarei do episódio 13 que marca esse duelo muito foda, com a aparição de uma das minhas cartas favoritas da atualidade. *-*

Até a próxima. =)

Comentários
8 Comentários

8 Comentários:

Emerson Martins de Deus disse:
6 de novembro de 2013 12:28
Este comentário foi removido pelo autor.
Emerson Martins de Deus disse:
6 de novembro de 2013 12:35

A 4kids sempre se supera em censuras toscas.

Belo post Wall.

CyberBlu disse:
6 de novembro de 2013 12:38

A da pepsi foi louca, mas a mais top foi a da Téa tomando banho, confesso que quando vi a cena em japa não acreditei que a 4kids quis esconder isso da gente. Sacanagem.

Anônimo disse:
6 de novembro de 2013 13:35

Vcs sabem dizer se tera novo anime de yu gi oh, pq criaram drump e talvez nao tenha mais manga e posteriormente anime de yugioh, e valeu pelo post :)

CyberBlu disse:
6 de novembro de 2013 13:52

Ninguém sabe ainda anônimo, mas só para esclarecer: Kazuki Takahashi não toma mais conta de Yu-Gi-Oh! e sim a Konami (ele ainda tem os direitos e se quiser pode fazer umas coisinhas), e o mangá que ele lançou é só um One-shot que pode ter continuação como também não pode. Quando estiver no finalzinho do Zexal terá o comercial do próximo anime da série, se tiver.

Labyrinth Wall disse:
6 de novembro de 2013 16:35

cortando a cena do passado de Mai e dos bisbilhoteiros, o episódio dublado ficou com uns 18 minutos e meio mais ou menos, tirando a abertura e cenas do episódio anterior

vlw a todos

Jhonatan disse:
6 de novembro de 2013 22:40

Ainda não entendo como eu nunca notei essa loucura nos duelos quando assistia na Globo.

Anônimo disse:
6 de novembro de 2013 23:56

Valeu por respoder blu todo de bom pra vcs ai do blog