14 de setembro de 2013

Carta da Semana #81: Labradorite Dragon


Eae pessoal, blzinha? Hora de mais um CDS, dessa vez, o CDS de um vanilla, digo, Monstro Normal. Ousadia? Talvez, mas os argumentos que eu tenho em mãos são o suficiente para dar um post rico em informação, talvez tendo até mais que posts anteriores. Vamos conhecer tudo e mais um pouco de que esse Dragão pode fazer!


Labradorite Dragon
★★★★★★ 6 /DARK
ATK: 0 / DEF: 2400
Dragão / Tuner 
Um dragão revestido de escamas que emitem um brilho unico e belo chamado de "labradorescência". A luz ofuscante a cargo dessas escamas tem o poder de acalmar as almas dos indecisos, e agitar as emoções de quem a vê. --- Diz-se que esta luz brilha mesmo através de memórias de vidas passadas e reúne aqueles que já foram próximos.



Mais uma carta do Shadow Specters dando as caras aqui no Carta da Semana. Mas o potencial dela só me veio a tona recentemente, pra ser mais exato, após a banlist. Começou faz um tempo essa onda de Monstros Normais vindo em packs, lembro que tinha começado mesmo no Galactic Overlord com o Noble Knight Artorigus. Logo após cada pack, alguns foram colocando seus vanilas nas listas. Os que mais fizeram diferença desses vanilas de longe dá pra ver que foram apenas os Dragões. Porque? Vocês vão perceber rapido, daqui a pouco vou comentar disso tambem. Agora uma listinha do pessoal vanila mais recente: Noble Knight Artorigus, Wattaildragon, Trance the Magic Swordman, Galaxy Serpent e Labradorite Dragon. Isso fora o Hieratic e alguns geminis. E pra que tudo isso? Rabbit fez sucesso, Hieratic tambem, por que não um vanila ou outro por pack? Fica legal pro game continuar com a legião de cartas que até um tempo atrás eram esquecidas.


Antes de começar de fato a falar da carta em si, tenho que abrir um espaço aqui e compartilhar isso. Eu sempre pensei que o nome do Labradorite fosse ao estilo da Adamantium do Wolverine, um mineral inventado com nome aleatório. Por causa disso sempre que ouvia Labradorite eu não imaginava sériamente como um Dragão Mineral, mas sempre me vinha na cabeça a imagem de um cachorro Labrador. Hoje, vendo as trivias da carta eu pude ver que Labradorite de fato existe, é um mineral aparentemente escuro que se for lapidado fica com uma coloração clara com brilhos (aqueles coloridos) similares ao de uma bolha de sabão, sendo possivel ver na arte do Dragão ambas formas desse mineral. Espero que eu não tenha sido o unico a pensar esse tipo de coisa, espero...




 Comecemos essa review pelo óbvio. Tuner de nível alto, hoje em dia, significa o que? Star Eater! Sim, todo Tuner de nível alto invoca o Synchro mais badalado do momento. 3200 de ATK, mata basicamente tudo que tem no Meta Game, até ele mesmo, a invocação dele não pode ser negada e ele ainda fica imune quando ataca (unico problema disso é que Honest não funfa nele #chateado). De fato é a criatura que todo deck sempre sonhou em por no Extra Deck e nem sempre isso é só um sonho. Em Hieratic isso se torna realidade, uma vez que Labradorite é o tão amado Dragão Nível 6 Vanila e ainda um Tuner nas horas vagas. Ele mais a Hieratic Dragon of Eset, cujo efeito faz ela ser ainda mais usavel em decks Hieratics onde rodamos o Labradorite, uma vez que ela serve tanto para Star Eater como Xyz. Se você roda Nebthet no deck, TIRA! E coloca cópias de Eset no lugar, sério...

 Falando no Star Eater, chegamos no prato principal do Labradorite, um xará do Star Eater, estamos falando de ninguem menos que Level Eater. Nível 6 Tuner, podemos fazer a mesma jogada que fazemos com o Ally Mind. A diferença é que Synchros de Nível 5 possuem melhores alvos do que Nível 6, mas Ally Mind não é melhor que o Labradorite em nenhum aspecto, nem mesmo esse. Primeiro porque: Labradorite tem mais cartas pra buscar ele pra campo, uma a mais, Silver's Cry. Segundo porque: ambos podem invocar Quasar junto ao Eater, não existe diferença alguma aqui. Terceiro porque: Synchro nível 6 tem mais cartas que fazem jogo sozinhas, mas temos uma em especial que eu sou obrigado a comentar em separado.

 A coitadinha e esquecida Underground Arachnid tem muito mais destaque junto ao Labradorite + Level Eater. Onde invocar um monstro fudido de condição pra invocar, se torna mamão com açucar, em resumo: Level e Labradorite no cemitério e 1 carta que invoque o Labradorite pra campo, pronto, Synchro ativando 1 carta. O set up pra essa jogada é baba tambem, muito facil mandar os dois para o cemitério: Armageddon Knight, Dark Grepher e Cards of Consonance são algumas ideias. Pro pessoal que não conhece ou não lembra do efeito da Arachnid aqui vai um resumo: Você rouba um monstro do oponente e equipa nela (só pode ter 1 equipado, não mais, não menos), se ela ataca, seu oponente não pode ativar nada em resposta e por fim, se ela vai morrer em batalha, você pode mandar um monstro equipado nela e cancelar a destruição. Simples, util e agora com o Labradorite, versatil.

 Por fim, a ultima carta que faz o Labradorite ser tão especial para nós é essa: Dragorado. Vocês já devem ter visto o Drascension, o novo Slifer, fácil de invocar quando o Dragorado chama o Labradorite do cemitério, resultando em jogadas incriveis e até OTKs. Mas Drascension fez o pessoal se esquecer de um carinha chamado: Trident Dragion, o OTK ambulante. Mais uma vez, o Labradorite no cemitério e 1 carta apenas, invoca criaturas desse naipe.

 Quanto ao futuro do Labradorite eu já não faço ideia, nenhuma das jogadas citadas fez "aquele" estrago no jogo, pelo menos não no Japão, onde já tem o Labradorite nos packs. Negócio é esperar ele chegar no TCG e ver se ele vai ser a salvação dos Hieratics, que voltaram a ter todas as cartas do archtype liberadas da banlist.

E agora, tradição, trouxe um video pra vocês de como funciona o deck Labradorite Arachnid (Sim, essa jogada já tem deck próprio, não precisa ser apenas tech alternativa em decks com o Labradorite) e um outro de um OTK bem massa com o Drascension. Vejam como um deck pode ser bom, sem ser vulgar (Não pensem mal dos Dragon Rulers só porque eu citei isso)




Um monstro normal dando esse tanto de informação pra um post cujo foco é o jogo competitivo, acho que temos uma obra de arte. Nada como fechar o post com um Gran Finalle a altura. Um monstro super simples, apenas com atributos atrativos fez tudo isso, ele nem se quer tem um efeito. DARK, Dragão, Tuner, Nível alto, Monstro Normal. Se eu cita-se isso você já teria em mente de 4 a 5 jogadas possiveis com ele. Onde eu quero chegar? Só quero mostrar como o Yugioh é um jogo surpreendente, você não precisa de uma carta com efeito completamente apelão para se ter um deck competitivo, você só precisa de uma mente brilhante pra pensar em jogadas boas, nem que elas usem um monstro sem efeito algum. Quando eu tava começando o post eu nem sabia da existencia do combo com a Arachnid ou do Drascension, quando eu vi, fiquei boque-aberto, eu tava fazendo o post mais por causa dos Hieratics mesmo, que eu estava testando e estavam dando resultados ótimos.

 Não só dar os parabens ao cara que pensou na jogada com a Arachnid e o Drascension sem ver videos na internet ou matérias sobre, mas dar parabens ao cara que criou o Labradorite. Continuando o legado dos vanilas em grande estilo, jogadas legais, boas, aproveitando cartas esquecidas, auxiliando decks que estão voltando, simplesmente uma obra de arte em forma de carta. Depois desse post, eu considero o Labradorite a melhor carta do Shadow Specters inteiro, pode inventar a TCG exclusiva que for, ele é unico.


Terminando o post aqui, espero que tenham gostado e principalmente, tenham visto coisas novas e criativas nesse post. Semana que vem CDS é de uma carta de Side que vem sendo incrivelmente util hoje em dia. É isso pessoal, valeu e falous!

OBS: De acordo com o LG, esse é o primeiro vanila do CDS

Comentários
14 Comentários

14 Comentários:

CyberBlu disse:
14 de setembro de 2013 10:08

É o primeiro vanilla mesmo (Sempre que ouço esse termo eu penso em sorvete de baunilha do Bob's).

Muito bom o post, esse dragão parece que foi lambuzado de óleo de carro e pegou chuva aí ficou com essa cor estranha.

Anônimo disse:
14 de setembro de 2013 11:00

muito bom esse dragão

Anônimo disse:
14 de setembro de 2013 11:24

com tantas news ao mesmo tempo que ate esqueci de ver o post, mas enfim, vi agora, ficou muito bom, parabens

Anônimo disse:
14 de setembro de 2013 12:19

post do subo ficou no esquecimento com tantas news kkkk depois eu leio

CyberBlu disse:
14 de setembro de 2013 12:21

O post do subo só ficou entre 10 posts hoje, normal xD

Man El disse:
14 de setembro de 2013 12:44

Não creio :O!
Mais apelão que o Ally Mind hehehe

Anônimo disse:
14 de setembro de 2013 14:49

Como pode um monstro normal ser tão apelão?

Anônimo disse:
14 de setembro de 2013 14:49

ou melhor, ter tantas utilidades?

Anônimo disse:
14 de setembro de 2013 14:50

sem contar que ele pode ser descartado por cards of consonance para comprar 2 cartas

Anônimo disse:
14 de setembro de 2013 17:11

gostei do banner (do principal do blog tbm), parabens para quem os fez

Potter disse:
15 de setembro de 2013 02:01

HUShUS, será que é só eu que dou risada desse anônimo do banner!! xD

post foda Subo...quando eu vi que era um Normal lvl 6, eu pensei: que raios o Subo vai falar de um normal monster? depois eu vi que era um tilner!!

Anônimo disse:
15 de setembro de 2013 13:15

Eu troquei um dos normals monster do meu deck hieratic para que esta carta faça par com o wattdragon. E aainda serve de chaos food com o lightpulsar dragon.

Makoto Kazuma!{Hunter}! disse:
15 de setembro de 2013 17:24

Subonito tenho q te parabenizar esse post ficou mt bom cara eu uso o deck dele mais so conhecia o combo o dracosencinionvvcgf

mas da aranha irma do Plasma n conhecia mt bom

Makoto Kazuma!{Hunter}! disse:
15 de setembro de 2013 17:24

Subonito tenho q te parabenizar esse post ficou mt bom cara eu uso o deck dele mais so conhecia o combo o dracosencinionvvcgf

mas da aranha irma do Plasma n conhecia mt bom