23 de setembro de 2013

A Wild Surprise Appears! Main-Side-Main.


Eai Galera o/

Um artigo bem rapidinho sobre um novo tipo de side deck que pode ser uma grande escolha em torneios, se bem feitos.


Obs: Primeiramente, não me recordo se esse side tem um nome no ambiente do jogo, ou não me lembro desse nome, quem souber, fale nos comentários, por favor.

Vou ser bem objetivo e rápido quanto ao post, acho que posso fazer mais posts desses. Esse tipo de Side Deck consiste em usar os 15 Slots do Side Deck para transformar o seu Main Deck em outro. Por exemplo:

Você está jogando com seu amigo usando um deck de Dragon Ruler e ele de Evilswarm. Você usa os 15 Slots do seu side para trocar seu deck de Dragon Ruler para Constellar, enquanto ele, usa seu side para Dragon Rulers.

Exemplo só para dar uma ideia, mas toda essa troca envolve uma série de fatores, não somente gostar de deck A e B e colocar o A no Main por uma parte do B que está no Side Deck ou vice-versa, que eu nomeei de Main-Side-Main, pois dentro do main está o seu possível Side e dentro do Side está seu novo Main. Eis são os fatores que devem ser analisados antes de pensar numa possível estratégia dessa:


Extra Deck: Ambos decks tem que ter cartas no Extra Deck em comum, não todos, mas grande parte deles. Por exemplo, dois decks que trabalham só com Rank 4 podem passar por esse fator, se baseando nesse exemplo, você usa uma base de Rank 4 genéricos e os monstros específicos dos dois decks para completar o Extra Deck, e conseguir preencher os poucos espaços do extra.


Main Deck: Ambos os decks escolhidos tem que ter uma linha de monstros, mágicas e armadilhas quase iguais. Por exemplo os decks Constellar e Evilswarm, que apenas se diferem na linha de monstros e 2 ou 3 Spells, levando em conta uma build padrão com o espaço do side para substituição. Nada de tentar trocar seu deck Dragon Ruler de média 23~28 monstros por uma de HERO que usa 5~8 monstros. Não tem como chegar perto do estilo de jogo do deck. Assim vale também para uma possível troca de decks envolvendo Spellbook, que tem um número alto de Spell e que tem efeitos específicos.


Side Deck: Esse fator é crucial. Não adianta você querer trocar o deck A que está no main pelo deck B que está no side, se o deck B depende de além das Staples, mais de 15 cartas para rodar todas as suas jogadas, como por exemplo, decks como Fire Fist e variantes, é vital que o deck que irá vim no side tenha 15 ou menos cartas que o façam rodar bem ainda para caber no Side e a troca ser muito boa.

Staples em comum: 15 cartas para mudar um Main Deck é pouca coisa. Então mudar só o necessário é o que importa, sendo assim, Staples que sejam em comum também é um fator crucial. De search, proteção, de suporte... Tudo é importante na hora de pensar nas mudanças. Por isso a preferência de escolhas dos decks A e B seja para aqueles decks que podem compartilhar uma Fire Formation - Tenki ou uma Reinforcement of the Army, até mesmo monstros que acompanham essas cartas e que são mais genéricas, como Bear, Photon Thrasher e etc..

As trocas: Outro fator, e talvez o mais fundamental durante o duelo com essa estratégia, é você ter em mente o que trocar, quais cartas que vão sair para outros entrarem, por causa de certas cartas que não vão ajudar em nada no outro deck podem ser belos Dead Draws e outras que funcionam muito bem em um Archtype, mas atrapalham o outro.


Vantagens e Desvantagens do Main-Side-Main:

A ideia não é nova, muito pelo contrário, ela existe bastante tempo dentro do jogo, mas se repararem bem, ela quase nunca é usada em torneios oficiais, ou nunca vemos pegar TOP representativos, para entender isso, vamos saber das vantagens e desvantagens que esse tipo de estratégia irá causar:

Vantagens:
  1. Você tem o fator surpresa na mão, onde colocando "outro Main Deck" no Game 2, o adversário terá sideado errado contra seu deck e você o pegou desprevenido e a probabilidade de dead draws dele aumenta.
  2. Você tem o segundo fator surpresa que é a vantagem que seu segundo Main Deck pode tirar do deck do adversário e a postura dele até você revelar a mudança.
  3. O terceiro fator surpresa é aquele de você escolher continuar com seu primeiro Main Deck nos dois primeiros Games e no terceiro entrar com seu Side-Main Deck e surpreender no duelo ou usar seu segundo Main no Game 2 e no terceiro jogar a pergunta para o adversário: Ele usará deck A ou deck B nesse Game 3?
Desvantagens:
  1. Por você ter que usar Staples demais no deck, o deck está sujeito a perder uma certa consistência, já que a chance de você abrir com Staples é maior que abrir com cartas do deck que veio do side e isso em um torneio de 8 Rounds no Swiss é fatal.
  2. Você, pelo pouco espaço que tem, não vai ter muito espaço ou liberdade para techs surpresas, daquelas que identificamos ser algo que define duelos ou que prepara o deck para Matches específicas.
  3. Se o adversário conhecer o deck muito bem ou for um bom observador, saberá que ele está previsível e isso dá a chance dele saber como contra-atacar, e ainda marcará as Staples e quantidade de cada uma no deck, deixando-o um passo a frente.
_____________________________________________________________________

Por fim, deixo uma decklist exemplo desse tipo de estratégia, que que nomeei ser um deck BB Evil, onde temos no Main Deck um deck Battlin Boxer e no Side, 15 cartas de Evilswarm e no Extra, uma mistura de ambos:

http://i.imgur.com/loTUAVO.png






















Main Deck (41):

[1] Battlin' Boxer Counterpunch
[3] Battlin' Boxer Glassjaw
[3] Battlin' Boxer Headgeared
[3] Battlin' Boxer Sparrer
[3] Battlin' Boxer Switchitter
[2] Effect Veiler   

[3] Maxx "C"
[1] Thunder King Rai-Oh
[2] Battlin' Boxin' Spirit
[1] Creature Swap

[3] Mystical Space Typhoon
[3] Pot of Duality
[1]Reinforcement of the Army
[1] Bottomless Trap Hole 
[1] Breakthrough Skill
[1] Compulsory Evacuation Device
[2] Mirror Force
[2] Safe Zone
[1] Solemn Warning

[1]Torrential Tribute
[2] Vanity Emptiness 
Side Deck (15):
 
[3] Evilswarm Castor
[3] Evilswarm Kerykeion
[3] Evilswarm Mandragora
[3] Evilswarm Thunderbird
[3] Infestaction Pandemic
Extra Deck (15):

[1] Abyss Dweller
[3] Battlin' Boxer Lead Yoke
[1] Blader Armor Ninja
[1] Evilswarm Ophion
[1] Gagaga Cowboy

[1] Gem-Knight Pearl
[1] Heroic Champion - Excalibur

[1] Lavalval Chain
[1] Maestroke the Symphony Djinn
[1] Number 34: Utopia
[2] Number 66: Master Key Beetle
[1] Photon Papilloperative


Bem, o deck roda basicamente com os dois modos de jogo dos decks Battlin Boxers e Evilswarms, que são diferentes no jeito que mexem com o oponente, enquanto Battlin Boxer busca chegar no Lead Yoke e ir martelando o oponente em cima desse efeito dele de não ser destruído por separar um material e ganhar ATK com isso, Evilswarm bloqueia o oponente com Ophion e Number 66 + Vanity, ou busca deixar o jogo lento para garantir o campo em cima da Pandemic e das traps do deck.

Alguns fatores como a linha de traps onde tanto Lead Yoke + Vanity ou 66 + Vanity deixam o oponente em uma situação complicada e outras staples e opções que deixam os decks muito mais próximos um do outro como Rota, Dualitys e até C.Swap que pega o oponente de surpresa. O Extra dos dois foram reduzidos a um só e isso se mostra claramente nas opções que fiz.

Nas trocas temos as 15 cartas do Side indo para o Main e todos os monstros Battlin' Boxers e mais as duas BB Spirit indo para o side, deixando o deck com outra cara.

_____________________________________________________________________

Bem, por hoje é só, espero que tenham gostado desse artigo sobre esse tipo de side que julgo ser muito interessante se bem usado, apesar das claras desvantagens. Espero que usem o exemplo e que criem mais exemplos desses depois desse review, até mais. o/

Comentários
18 Comentários

18 Comentários:

CyberBlu disse:
23 de setembro de 2013 19:19

Ano passado eu tinha pensado em fazer um post sobre esse estilo de jogo (foda), até comentei com o GX, mas acabei nem fazendo. Enfim, acho simplesmente foda. Você duela uma vez com um certo tipo, depois que o oponente ta preparado para enfrentar aquele tipo, você vai lá e muda o seu deck, deixando ele com uma cara de WTF.

O lado negativo é que você não tem espaço para colocar outras cartas de Side que poderiam ser úteis, mas mesmo assim se o estilo de jogo dos dois decks forem diferentes compensa em alguns casos.

Vou voltar a usar essa estratégia, mas não costumo duelar muito em Match no DN ou Pro.

Anônimo disse:
23 de setembro de 2013 19:23

gostei do banner, parabéns para quem o fez

LG disse:
23 de setembro de 2013 19:28

@Blu: Eu comecei a usar essa estratégia quando os gimmick puppet sairam, era legal demais, pq eu usava um deck com poucos monstros e mts traps, quando vinha no G2, virava dino rabbit XD

Emerson Martins de Deus disse:
23 de setembro de 2013 19:32

@LG: "quando vinha no G2, virava dino rabbit XD" Se eu fosse o teu oponente dava um rage quit bem dado '-'

@Anônimo do Banner: Fidaputa tava fingindo ser você esses dias para você ficar irritado, mas chegou na minha frente hoje.

Sobre o post, eu acho que só fica meio difícil no G3 até mesmo para o usuário do Main-Side-Main, pois se o oponente for habilidoso vai passar a usar cartas que não funcionem de uma forma especifica, mas sim de um jeito que bloquei ou atrase ambos os decks.

LG disse:
23 de setembro de 2013 19:48

Só se o cara tiver side para os dois, emersu

Emerson Martins de Deus disse:
23 de setembro de 2013 21:11

@LG: Sim, mas é óbvio que ele não vai tentar usar uma carta como SIM, sendo que você pode alternar com um outro atributo. O que o leva a usar outros tipos de cartas e não as especificas, pois não da para deixar o duelo em um jogo de sorte.

Mike disse:
23 de setembro de 2013 21:19

Tenho alguns assim, maioria dentro do próprio archetype soh mudando o foco do deck... Ex: 4-Axis para 3-Axis, GK control para GK Malefic Stun, entre outros.. mas aew ele tem mais uma desvantagem.. side do oponente ainda pode ser eficiente contra você.
Super motherfuking post.. THX!

Anônimo disse:
23 de setembro de 2013 21:42

Esse LG gosta mesmo do BRD

subonito disse:
23 de setembro de 2013 22:10

Esse anonimo gosta mesmo do LG

Acho essa ideia de mudar o estilo de jogo do Main Deck usando o Side (inteiro) o maximo. Uma ideia a principio bem zuada, mas pode dar resultado

Não faz mto o meu gosto mas se funcionar eu adoraria mto ver esse tipo de coisa

Quem tiver em duvida em IRL de escolher qual deck montar, essa é uma ideia bem foda xD

AnthOny disse:
23 de setembro de 2013 22:29

Teve um cara ano passado que usou parecido. Ele tava de Wind-up e o side dele era dino rabbit, ele nao ganhou mais sei que foi longe.

Anônimo disse:
23 de setembro de 2013 22:37

Eu faço Lightsworn puro para light/chaos.... funfa que é uma delícia.

Effy disse:
23 de setembro de 2013 23:44

Nossa uma vez um chain burn virou exodia contra mim num torneio, fiquei mó supreso e assustado, realmente esse estilo de jogo é foda, parabéns pelo post!

Gabriel disse:
24 de setembro de 2013 01:12

isso nao é novo,os decks monarcas na era que os monarcas eram tops modfuckers de torneio o side NORMALMENTE era pra transformar o deck monarca de frog monarch num macro monarch por que eles sabiam que a primeira coisa que o oponente faria contra eles é atacar o cemiterio em especial o treeborn isso ja existe a muito tempo (y) mas a materia mesmo assim foi show de bola ^^

Potter disse:
24 de setembro de 2013 01:28

realmente isso é foda...vou tentar depois, misturar Mecha Phantom Beast com Gagaga

vou perder todas sem causar 1 pt de dano no oponente!! '-'

post muito foda, LG!

Titio Porthos disse:
24 de setembro de 2013 12:38

O nome é dupla-face. '0'

Anônimo disse:
24 de setembro de 2013 13:12

@Biel: Eu falei que existia há muito tempo, só não lembrava o nome.

@Popo: O que seria de mim sem vc? Obrigado por lembrar do nome.]

LG COM MT PREGUIÇA DE LOGAR.

CyberBlu disse:
24 de setembro de 2013 15:12

Prefiro o nome como Dual Mode.

Titio Porthos disse:
24 de setembro de 2013 19:14

Não se usa sides como esse em YCS por motivos lógicos:
- Você perde espaço preciso em techs para foder o oponente;
- Os decks precisam rodar de maneiras semelhantes, ou ao menos jogar com linhas de cartas muito parecidas. Isso restringe as opções;
- Já que ambos os decks jogam de maneira parecido, eles podem levar o mesmo Side...
- Atualmente, o metagame em geral joga de maneira muito singular;

Eu particularmente não gosto dessa linha.

Mas o post ficou ótimo, apresentou bem a ideia, além de ter sido bem escrita... E deve ser legal trollar o oponente com uma dessas no 4Fun.

@LG: Seria um ignorante. -q