24 de agosto de 2013

Mudança de Planos



Eae pessoal blzinha? Não é quadro novo, não é um CDS, é um post sobre a banlist. (mais um) Motivo de eu estar fazendo isso, foi a pegadinha da konami com aquela banlist TCG. Eu adorei ela, mas eu já tinha escrito metade de um post de uma carta referente a banlist asiática, e os meus comentários no post precisam ser renovados, uma vez que eu gostaria de comentar ambas listas no post. Outro motivo é porque eu realmente quero transformar em texto toda a minha opinião sobre todas essas coisas que aconteceram. O diferencial é que aqui eu não vou comentar sobre cartas afetadas, vou falar sobre como fica o jogo agora e principalmente dar uma bela destacada na diferença que se abriu entre OCG e TCG. Espero que gostem e acompanhem.





E quem iria pensar que de um mangá sem nada com nada, apenas um moleque que sofria bullying pagando uma de machão com um pingente que deve ser mais pesado que ele, iria se transformar num jogo mundialmente famoso. E mais: um jogo cujas regras são atualizadas a todo ano (ao meu ver, banlist é uma regra). E é nesse clima nostálgico que eu dou a introdução, não é de hoje que o jogo Yugioh permanecia basicamente o mesmo em ambos formatos, mas parece que algo fez isso mudar, eu tenho algumas suspeitas, mas coisa de quem gosta, nada pra levar muito a sério. Vou comentar elas depois, vamos começar falando da banlist asiática, a primeira a ser revelada e a primeira a receber suas criticas.


Banlist OCG: Uma Tentativa de Reconstrução do Jogo

 Fim dos Dragon Rulers: alegria do povo. Ou talvez não, no meu ponto de vista essa mudança no jeito de agir da banlist mostra como a compra e a venda de cartas do momento vão ser bem mais apertadas que o comum, fora o detalhe de que teremos 4 banlists ao ano. Onde eu quero chegar é que, sendo novas ou não, qualquer carta que exceder na depredação do formato vai tomar na cabeça na banlist mais próxima. Isso muda bem o jogo na real, não nos simuladores online, uma vez que decks bons e decks apelões tem cartas caras e que o formato só vai durar uns 4 meses, seria um completo prejuízo você gastar em cartas boas e caras que futuramente vão ser banidas, e em um pequeno período de tempo. Quando haviam somente 2 banlists ao ano, existia um período bem maior de tempo até o próximo formato e sempre saiam de 2~3 boosters novos durante cada formato, com isso as cartas apelonas e caras iriam ficar no jogo por mais tempo, levando em conta banlists passadas, durariam 2 formatos, 1 ano inteiro. Agora, tudo muda: em 4 formatos novos ao ano, e com a banlist seguindo esse novo padrão, qualquer carta que ferre o esquema toma na cara na hora, independente se ela veio nesse único booster novo do formato. Prejuízo de quem compra essas cartas, alguns meses de vida pros delinquentes que estragam os formatos.

 Eu fiquei muito triste em relação a essa mudança de intensidade da banlist, me pegou de surpresa, achei algo forçado para resolver os problemas, sendo que continuar do jeito que estava já era ótimo. Mas eu achei inovador, uma saída mais ousada e que se der certo (pro jogo real, esqueçam simuladores) vai ser mais que bem vinda aos jogadores, só tenho receio do que eu citei paragrafo acima já que incentiva bem menos a comprar bastante para obter cartas caras e pra uma empresa isso não fica muito legal (sim, lucro é tudo, viva e conviva com o capitalismo).

 Como o título dessa parte diz: "uma tentativa de reconstrução do jogo". Sim, é possível ver claramente que a OCG tentou dar um "reset" no jogo competitivo, não teve 1 deck bom do formato que não saiu afetado. Mas essa reconstrução me pareceu meio falha já que ela traz de volta algumas coisinhas que podem pegar no próximo formato. Não, não estou falando de Blackwings, também não estou falando do Trishula, mas sim de Wind-Up e HEROs. A troca de lugar de Shark e Magician já traz de volta o combo fatal dos Wind-Ups (e nessa banlist Shock Master ta solto), HERO já era um deck que já conquistou vários torneios no começo do seu auge, agora com mais 1 carta de search de graça, volta a ser como era na sua época de ouro, mais os atrativos que temos hoje em dia. 

 Eu já joguei no formato OCG no YGOPro com um deck não tanto competitivo e o que eu posso dizer é que ficou um formato, até o principio momento, legal, porem normal. Tem uns decks bons já querendo seu espaço, mas nada de opressor. Acabou ficando igual qualquer pós-lista da konami, e todo aquele alvoroço que eu tive acabou se calando lentamente. Ainda não retiro um dos meus argumentos de que isso foi só pra não perder jogadores no jogo (butt hurt pra cima de Prophecy e Dragon Ruler era grande), porque eu ainda não vi se isso vai acabar dando em pizza.



Banlist TCG: Agora o Bicho Vai Pegar! (8)

 É tanta insanidade em uma banlist só que eu fico até meio tonto em pensar por onde começar. Pois bem, começar pelo efeito causado por essa loucura ambulante que carrega o pessoal tanto para a alegria de alguns como a tristeza de outros. Se a banlist asiática já deu o que falar, essa então, meu filho, você nem imagina. Essa banlist mostra como americanos são superiores aos asiáticos, caso você não tenha percebido, essa daqui de fato faz uma limpa bonita no meta do formato e mais, um certo grupinho pendente do Tier 2 e Tier 3 tomou uma também. Fora esse grupinho essa banlist tirou um pessoal que já fez muita festa em épocas anteriores de volta. E dessas voltas a que eu mais gostei foi a dos Blackwing, não é nem por eu gostar deles nem nada, mas só pra jogar na cara dos japoneses como realmente puxar eles de volta pro jogo, sem medo nem receio. (Aquela enrolação de tirando uma por uma da lista enchia o saco, tira tudo de uma vez!)

 Eu tinha citado que tinha algumas teorias para o fato da TCG ter tomado essa atitude de modificar completamente do OCG, uma delas pode ser chamada de Brotherhood of the Fire Fist - Rooster. E aqui eu tiro o chapéu: se vocês não repararam, mas na semana que saiu a banlist OCG, o Rooster tava completando sua 2ª semana de vida no TCG como uma Secret Rara! Sim, aquelas cartas super caras que geram lucros imensos pra empresa. Ele sendo limitado seria uma queda enorme no preço, esse é um dos motivos de Fire Fist terem passados batidos na banlist americana. (VENDAS!!!) Mas voltando de novo ao assunto, fora o Rooster, no OCG o Mermail Abyssteus havia chegado faz pouco tempo também e tomou na cara. A banlist TCG alem de preservar esses 2 e manter o lucro (Algo que a OCG jogou no lixo só pra não perder jogadores) fez uma das jogadas mais míticas que eu já vi, confiram no próximo parágrafo.

 Staples, sim, staples. As tão amadas cartas que entram em todos os decks. Sim, metade delas foram pro limbo. E sim, isso foi a coisa mais insana que eu já vi em tempos da banlist. Enfim eu vejo a konami fazendo os jogadores pensarem em como vão organizar as poucas 40 cartas que povoam o Main Deck, melhor, as pouquíssimas 15 cartas de Side Deck também, boa parte das cartas de Side tomaram na cara.  Isso não só traz lucro pra empresa (pessoal passa a buscar por novas staples, e geralmente elas são velhas) como muda o jogo quase que inteiro, uma vez que não podemos contar com as cartas que podem garantir o jogo, agora garantir o jogo é fazer um deck bem feito sem apelar pra tais cartas. Não foram muitas cartas staples que tomaram na cara, das cruciais só 3 alias: Solemn Judgment, Heavy Storm e Monster Reborn. Fora as que ficaram limitadas ou semi limitadas, mas só isso já da pra ter uma noção de que o jogo não vai ser mais o mesmo, oponente baixou a mão toda não tem mais como ver se é blefe ou não, melhor mudar seu jeito de jogar porque nem sempre o estilo de jogo que você usava no formato anterior vai funcionar nessa "revolução" nos formatos.



Mimimico

 Não tem como não falar de banlist sem comentar o pessoal que não gostou dela. Também não dá pra falar desse pessoal sem argumentar sobre seus comentários e opiniões. O ideal é esperar ver como ficou pra depois argumentar sobre a lista e o formato, mas vem do ser humano a euforia, a raiva, a alegria e todas essas sensações que influenciam nas ações de todos. Não culpo ninguém de comentários precipitados até eu mesmo tou fazendo um monte deles agora, mas vamos que vamos.

 A principio muitos detestaram a lista, principalmente a TCG, vi bastante gente defendendo as Staples que foram pras listas (OCG teve o Birdman que foi bem comentado) alguns defendendo os Dragões dizendo que estava errado fazer aquilo com as cartas novas, outros desgostando da volta dos Synchros principalmente do Trishula. Enfim, mimimi pra todo lado, nem eu que não tinha vendido uma Judgment Day que eu tinha conseguido num booster chorei mais que o pessoal. Eu até entendo o pessoal que não curte essa de mandar cartas novas pra lista, achei errado quando revelaram, até tinha dito que era "querer apagar a carta do jogo, como se nunca tivessem existido" mas nós não somos os manda chuvas, vamos ver no que dá, mas de conclusão disso, podemos dizer que estamos rumo a uma nova era, paciência. Ao pessoal das staples, aqui é que eu fiquei um pouco intrigado: eles querem as staples pra deixar decks ruins/medianos mais fortes. Mas isso não deixa os mais fortes inalcançáveis pra esses que dependem de staples pra chegar no topo? Pode até retardar o jogo desses decks medianos a falta de suporte geral, mas todo mundo vai ser afetado, sem exceções. Se você realmente quer ver os mais fracos vencendo os mais fortes, faça por merecer, monte a melhor lista que o mundo já viu, se você leva fé e dá valor ao grupo que tem em mãos, isso não é impossível. Tem vídeos em todo lugar de decks ganhando de Dragon Ruler que muitos diziam ser um inferno. Ta certo que pra fazer os fracos virarem competitivos existem sacrifícios, mas o que nesse mundo não precisa de sacrifícios? Já o pessoal desgostando dos Synchros, esses daqui só tem receio de que vire o que era aquela Época dos Synchros, Six Samurai e companhia. Mas hoje em dia temos muito mais cartas, duvido que volte a ser o que era antes, mas se voltar, parabéns pro pessoal, podem ganhar dinheiro como videntes.

 O ultimo grupo de pessoas que eu não citei anteriormente é aqueles que não gostaram que tocaram em cartas de side no TCG. Aqui eu também vou concordar, achei estranho, se bem que com poucas cartas de side fica bem mais fácil de ver quem tá enchendo o saco do formato pra depois tomar na cara. Mas se ficar muito ridículo nós não teremos com o que se defender, porem, como eu havia citado: "enfim a konami está fazendo os jogadores pensarem em como vão organizar o deck", isso pelo menos até alguem ganhar um torneio e meio mundo ir lá copiar até o RG do cara.


 

 O Próximo Meta

Eis aqui em cima a resposta depois do meu nirvana de conversação com o Buda sobre o próximo formato (TCG), trocando figurinhas com ele chegamos a conclusão de que é isso que vai ter formato a fora topando (Nossa opinião, mas se quiser reclamar, só com ele). Já deve ter neguinho nervoso porque "ain, este deck vai topar, não gostei." mas reparem o leque do momento de decks que podem futuramente disputar pelo Top 1 em torneios. Reparem que formato passado tinha 2, 4 se você for gentil. Mas isso é só no começo, ninguém sabe sobre o futuro, ninguém sabe se o pessoal vai ser ousado e gastar fortunas em cartas que vão tomar no brioco breve breve, ninguém sabe se o pessoal vai descobrir uma jogada roubada com um deck e o leque caia para 1 ou 2 decks, ninguém sabe se Kuriboh não vá ganhar um suporte bem poderoso e vá topar todas (Rainbow Kuriboh vem vindo ae, fica de olho nesse teu brioco). O que eu quero dizer é que tudo foi uma aposta, tanto da TCG como OCG e que se der certo vai fazer muitos jogadores felizes e consequentemente alguns tristes sabe se lá o motivo.

Terminando esse post diferente aqui, se alguem leu tudo, já tem mais que meu respeito e quem não ficou puto com nada que eu disse, mas discordou e quiser comentar com um argumento legal, só deixar aqui em baixo que já leva meu kit respeito também. Não vamos tretar atoa, vamos discutir de forma legal, ambos aprendendo e ensinando uns aos outros, trocando opiniões, aceitando e aderindo opiniões também. Vamos mudar um pouco essa de usar xingamentos ou frases pejorativas como argumento pra calar alguem, mostre que você tem cabeça e sabe contra-argumentar a altura de defender suas ideias (Não lembro de ninguém fazendo coisas do tipo nos comentários das banlists, mas enfim, que sirva pra qualquer um que ler). Enfim, é isso pessoal, espero que tenham curtido e até segunda com HCNC da Xyz Encore, falous.


Comentários
13 Comentários

13 Comentários:

Emerson Martins de Deus disse:
24 de agosto de 2013 10:48

Belo post cara, essa banlist TCG deu o que falar mas depois de um tempo vi os privilégios que ele traz, mas infelizmente o pessoal do facebook é muito cego para ver os benefícios e estão vendo o lado ruim da história. Com o Spirit limitado não acho que 3-Axis vire meta deck, as minhas apostas são:
Evilswarm
Constellar
T.G Agent
Dragunity
Dark World
Synchrocentric(Independente de qual seja)

Anônimo disse:
24 de agosto de 2013 11:10

parabens subonito, nao soh pela materia, vc deve entender bastante do game xD
embora eu tenha visto muito mimimi, eu curti a ban(tcg) desde o começo, e ver posts assim me faz crer q eu nao sou maluco ;}



soh uma pergunta(pra toda pessoa q quiser me responder), por que tanta gente ta apostando nos dragonutis??? soh pelo supp DR e uns xyz wind novos???
tirando isso, eu concordo q esses deck(q tem cartas representando) vao receber um up competitivo

eu realmente acho q os bujins ainda vao ganhar um supp tao bom q vai durar um formato =] uhsaauhsuahsuhsauhsauhsauhsuh(e os tornara top tier)

AnthOny "L" Wesley disse:
24 de agosto de 2013 11:22

Ai galera, Meu nome é Anthony, tenho 32 anos. Vim do futuro do ano de 2022 só pra avisar que os BW não viraram metas. Nem com a ajuda da nova regra sobre voce poder usar 5 Gale the Whirlwind, 6 Black Whirlwind e 10 Kalut, o deck nao conseguio chegar a Tier 1. Então podem tirar o cavalinho da chuva, parar de quebrar a cabeça tentando montando BW, pois eles não irão voltar a ser meta.

Mike disse:
24 de agosto de 2013 11:35

Com a diferença maior dos dois formatos, quero ver se terão torneio e jogadores aqui do ocidente usando a banlist OCG...
Desejo jogar os dois formatos... mas não sei se a galera vai cooperar..
Agora é a hora Konami.. dps que tudo estiver estabelecido eles bem que podiam sincronizar os lançamentos aqui, parar com as censuras e renames dos cards.
________________________
Ainda estou um tanto indignado com a banlist do TCG, quebraram meus decks, não sei oque colocar no lugar do valor que caiba no meu bolso... e ainda por cima vai soh até dezembro, não tenho idéia do que me espera na próxima ban.. acho que vou segurar meu $$$ até lah.

Kymer-Sama disse:
24 de agosto de 2013 14:13

eu gostei das duas listas, só pelo fato de fuderem com os DR, mas a TCG foi a MELHOR LISTA QUE EU JÁ VI, é uma ótima jogada de marketing, afinal, ao forçarem os jogadores a construir decks melhores, eles ganham mais dinheiro, ou seja: sem Stamples o jogo fica melhor(minha opinião, ok?)enfim: Sem Stamples os players vão ter que se esforçar mais pra criar decks competitivos, que, pra mim, é uma coisa boa.

Aldair Hatake disse:
24 de agosto de 2013 16:29

Adorei o post! Concordo plenamente com vc! O formato do tgc atualmente (antes da banlist de setembro) era praticamente imitar os decks, quase que copiar uns dos outros, sem ORIGINALIDADE. Enfim, vamos ver se o povo volta naquele tempo em que o "deck do faraó" era almejado por todos, se eh que vcs me entendem...
Obrigado!
Aldair Hatake - AP

todopoderosoreiyakayakaludo disse:
24 de agosto de 2013 17:13

Tô achando q vão cagar com os Ghostrick tbm, já q setar monstros é muito anti-meta

CyberBlu disse:
24 de agosto de 2013 20:06

Finalmente o TCG vai se distanciar um pouco do OCG. Agora o OCG pode lançar cartas exclusivas para eles e banir no próximo mês sem nem ter chegado no TCG, e vice-versa. Vamos ver o futuro disso. Só vamos ter que acostumar com 4 banlists no ano mesmo.

Anônimo disse:
24 de agosto de 2013 20:07

o meta tinha que ser: madolche, mermail, fire fist, mecha phantom beast, bujin e ghostrick, todos os archetypes elementares da série 8.

Anônimo disse:
24 de agosto de 2013 21:00

esses decks que você falou aí podem competir entre si, cada um tem um jeito de duelar e pode vencer um ao outro.

Anônimo disse:
24 de agosto de 2013 21:00

tudo depende de sorte e estratégia

Guilherme Lerry dos Santos disse:
24 de agosto de 2013 22:29

Já era Side Deck, Dimensional Fissure virou Staple pra mim em todos os decks que fazem Xyz; A unica coisa que discordo é sobre os lucros, Konami não lucra nada com compra de cartas avulsas, o negocio e Booster, Box, Starter Decks... Tendo uma banlist rapida, pessoal vai se arriscar menos nas compras de avulsas, mas isso não vai afetar a compra de Booster Packs. Just that XD

Anônimo disse:
26 de agosto de 2013 11:11

Ninjas vao ganhar status ainda mais se forem com Mist Valleys ou com Chaos.