11 de abril de 2013

Random Card #12 - Mecha Phantom Beast Tether-Wolf


Eai Galera o/

Vamos a mais um Random Card que parece desvalorizadas ou cartas que merecem sua atenção agora que virei redator fixo daqui (-q), fiz até um banner da hora, o que acharam ?

Ok, Blu e Enzzo logo voltarão a essa categoria e eu sairei, para a alegria de vocês. Maaaaas, enquanto isso não acontece, vamos ver mais uma carta aleatória que foi escolhida por mim (WTF?):

MechaPhantomBeastTetherWolf-LTGY-JP-R
Mecha Phantom Beast Tether-Wolf
Level 4 / Wind
Machine / Effect
ATK 1700 / DEF 1200

When this card is Normal Summoned: Special Summon 1 "Mecha Phantom Beast Token" (WIND/Machine-Type/Level 3/ATK 0/DEF 0). This card's Level is increased by the total Levels of all "Mecha Phantom Beast Tokens" you control. This card cannot be destroyed by battle or by card effects while you control a Token. Once per battle, during the Damage Step, if this card is battling an opponent's monster: You can Tribute 1 Token; this card gains 800 ATK until the End Phase.





Tether é aqueles monstros que aparecem volta e meia em um archtype, são fundamentais nos mesmos, mas fora disso, não temos mais nada a falar dele. Por esse motivo, decidi falar dele hoje. Não somente por esse motivo, comecei a usar esse archtype e devo postar algo grande sobre eles, para deixar todos informados sobre TUDO deles, por enquanto sou iniciante.

Como comecei a falar no paragráfo anterior, ao contrário do que muitos pensam, Tether pode sim ser usado fora de seu archtype, sendo uma válvula de escape contra Lock-Cards (Cartas que travam seu deck):

- Pode atacar com segurança o oponente quando é invocado normalmente, por causa do token que invoca, sendo vulnerável apenas a cartas como Compulsory e D. Prison.

- Faz seu level mudar sozinho de 4 para 7 (Contando que apenas ele e seu token invocado estejam em campo), podendo ser peça chave para fazer Rank 7, ou seja, Big Eye ou Dragossack, sem contar que fazendo Dragossack, graças ao seu token ainda em campo, Dragossack também fica protegido no processo de invocação.

- Pode ser buscado por Gear Gigant X, Divine Wind of Mist Valley, Soul Rope, Summoner Monk, Vampire Dragon, Resonator Engine, Scramble e Kujakujaku.

- Além da opção de atacar em segurança, seu último efeito, ativado na Damage Step, o deixa combater monstros com ataque igual ou menor, por exemplo Stardust Dragon, já que 1700 + 800 = 2500. Além do chato dragão, Thunder King Rai-Oh, Shock Master, High Priestess, Leviathan, Thrasher, Neos Alius e outros

Obs: Um Token que não seja dos Phantom Beast, pode ser sim tributado como custo para o boost de ataque do Tether!


Bem, depois de listar as vantagens dele, vem a pergunta: Onde poderemos encaixar ele ? Na verdade, há decks que podem usá-lo até no Side e vou diferenciar de deck a deck:

 


Harpie: Com recentes suportes, elas ganharam até a chance de buscar monstros Rank 7 e um search fantástico, então Tether pode entrar nessa como um material para Rank 7 ou até como Beater do deck, batendo TKRO que quebra o Search delas.





 

Machina Gadget, Machina Geargia e variantes: Por ser Machine, então food para Machina Fortress, que com seu efeito de mudança de nível, pode ser material para Rank 7, nível 4 e ser buscável por Gear Gigant X (Além de servir como material para sua invocação), ele é uma ótima opção de side nesse deck, para bater Rai-Oh que também quebra o search poderoso dos Gadget e do Geargiarmor.




 

Mecha Plant: Uma variante dos próprios Mecha Phantom Beast, esse deck foca no Synchro que as Plantas podem oferecer a ele, aliado a cartas chave como Reborn Tengu. Tether tem um papel óbvio de bater tudo que atrapalhe os Synchros e ainda pode servir como material por mudar de nível e ainda trazer um Token a campo.







Karakuri: Invoca um Token nível 3 Machine, perfeito para fazer Synchros específicos desse archtype, ele pode chegar ao nível 7, que junto com Burei, resulta em Big Eye, o cara que pode limpar o campo de algum monstro que atrapalhe seu OTK, então, uma ótima opção de side para esse deck.





 

Elemental Dragons: Confesso que esse monstro (Tether) me chamou minha atenção pela primeira vez quando vi o Bahamut, do blog Dueling Days, usar ele em sua primeira variante de E-Dragons, justamente por bater em Rai-Oh e ainda ser food para Tempest. Mais uma interessante tech para os versáteis e apelões Dragões Elementares.





Pois bem, esses são exemplos mais evidentes de decks que eu encontrei onde o Tether pode se encaixar, mas o vejo como um monstro que pode ser tornar fundamental em outras variantes de decks pelo seu excelente efeito. 



LTGY-BoosterEN 
Lembrando que esse monstro veio no Booster Lord of Tachyon Galaxy, antecessor do Judgment of the Light junto com outros integrantes do seu archtype, que ainda estão disponíveis apenas no OCG, são baseados em máquinas de voo e termos usados por pilotos e seus nomes dos monstros usados no Main Deck são baseados em animais reais, enquanto os usados no Extra Deck são baseados em nomes de criaturas mitológicas.




Photo of tilted horizon showing helicopter flying above barren land with rectangular patches of green grass.

Tether aparece na artwork da Spell Field Scramble, e sua artwork é baseada no Boeing AH-64 (Imagem ao lado). E seu nome pode ser baseado numa serie de TV chamada Airwolf.





Vou ficando por aqui, espero que tenham gostado da postagem e que o Tether agora seja mais uma tech a se pensar se você tiver problemas, e acho que vale a pena o esperar chegar ao TCG, já que seu custo não deve ser tão alto assim, e poderá ser uma ótima opção no futuro. Não se esqueçam de deixar um comentário, ou somente uma curtida aí embaixo do nome do redator da postagem.
#L.G

Comentários
12 Comentários

12 Comentários:

Anônimo disse:
11 de abril de 2013 13:20

muito legal essa carta, soh a segurança dela ja ajuda muito

e esse Wolf tem uma cara de lobao neh?? pq sera? sauhsauhsahu todos os phanton tem alem do nome a artwork misturada com um animal/criatura

Bruno Gutierres disse:
11 de abril de 2013 13:28

Tether-Wolf, o novo Bear.

Lucas Gaspar disse:
11 de abril de 2013 13:43

Será, Bruno ?

CyberBlu disse:
11 de abril de 2013 14:10

Nunca tinha pensado nele em um deck sozinho, da até para criar algum anti-meta com Thunder King Rai-Oh para ter controle de campo, e me gustam Harpies.

Emerson Martins de Deus disse:
11 de abril de 2013 17:49

Aproveitem o domínio dos E-Dragons por enquanto, pois quando os novos Mecha Phantom Beast chegarem não vai dar para segurar essas maquinas praticamente indestrutíveis, por enquanto o mais usado deles é seu xyz que é abusado pelos E-Dragons(Que não seriam tão fortes sem ele).

Anônimo disse:
11 de abril de 2013 18:11

será que inzektor como era no formato retrasado batia e-dragon?

Anônimo disse:
11 de abril de 2013 18:17

E-Dragon (que pode usar macro cosmos em uma build) bate sim tranquilamente os Inzektors.

Lucas Gaspar disse:
11 de abril de 2013 18:17

Acho que não, Anonimo. Pois mesmo que inzektor fizesse seu controle de campo, os e-dragon poderiam voltar com um campo parecido ou até melhor que o anterior, acabando com a superioridade deles.

Lucas Gaspar disse:
11 de abril de 2013 18:21

E também tem o que o anonimo das 18:17 falou, macro pode fazer a diferença.

@ Blu: Excelente ideia de deck! Eu ousaria usá-lo também em uma base ninja, usando simorgh de boss!

Anônimo disse:
11 de abril de 2013 19:48

^^^Base ninja? Como ficaria?

Lucas Gaspar disse:
12 de abril de 2013 11:30

Ele seria o beater do deck, quando fosse ao cemitério, seria usado para summon do simorgh com o hanzo. Vou ver se faço algo parecido e confirma se dar certo ou não.

Kaucz disse:
12 de abril de 2013 16:56

Gosto muito do arquétipo, mas nunca consegui jogar direito com eles. Sempre tomava um pau no dueling.