12 de janeiro de 2013

Carta da Semana #46: Number 106: Huge Rock Palm, Giant Hand

cartadasemana7

Eae galerinha, como vão? Eu disse que ia voltar essa semana e vocês não acreditaram, então eu estou aqui para a surpresa de muitos. Já repararam que desde que eu comecei a postar nesta categoria só falei de monstros Xyz? Pois é, e estou com mais um, sugestão de vocês pela página do facebook. Então vamos lá!

300px-Number106HugeRockPalmGiantHand-VJMP-JP-UR

Number 106: Huge Rock Palm, Giant Hand
RANK 4 / EARTH
ATK: 2000 / DEF: 2000
Rock / Xyz / Effect
2 Level 4 Monsters
Durante o turno de qualquer jogador, quando um efeito de monstro é ativado no campo do oponente: Você pode remover 2 materiais Xyz desta carta para selecionar 1 Effect Monster virado para cima no campo do oponente: Enquanto esta carta estiver virada para cima, os efeitos do monstro selecionado são negados e ele não pode mudar a sua Posição de Batalha.

 



 

Antes de começar quero fazer uma pequena pausa para agradecer a todos às mais de mil visualizações de página que o blog alcançou em cada dia desta semana, desde domingo passado até a data deste post. E também à contribuição diária de vocês nos comentários de nossos posts. Obrigado mesmo, galerinha, vocês são fera!

 

Então vamos lá! Number 106: Huge Rock Palm, Giant Hand, é um monstro que vem aparecendo bastante em torneios não-oficiais no Japão, e olha só que foi lançado em dezembro como uma carta promocional da revista V Jump. Para entendermos o porquê disso, vou separar a sua análise novamente em duas parte: Prós e Contras, pois ao mesmo tempo que ela pode ser bastante útil, é cheia de fraquezas. Vamos lá!

prós
  • Invocação muito simples com dois quaisquer monstros de Level 4. Cartas como Rescue Rabbit e tantas outras que vocês já conhecem podem ajudar a invocar esta carta como num passe de mágica;
  • Seu efeito pode ser ativado no turno de ambos os jogadores, ou seja, a qualquer momento do duelo enquanto ele estiver em campo;
  • Seu efeito pode ser ativado quando o efeito de qualquer monstro virado para cima no campo do oponente é ativado, e fazendo isso, o alvo pode não ser necessariamente o monstro que ativou este efeito;
  • Ela (a mão) é uma versão mais simples do Photoknight Paladius em termos de efeito. Ambos necessitam remover dois materiais Xyz para ativar e negam efeitos de monstros. A vantagem do Number 106 é que pode ser ativado no turno do oponente e proíbe um monstro de mudar a posição de batalha, enquanto o Paladius torna o ataque do monstro selecionado 0 e quando sai do campo você pode comprar uma carta, mas a desvantagem é que só é bem-vindo em decks LIGHT.
  • Ele lembra um pouco um Evolzar Laggia também, ambos necessitam de duas unidades, porém o Laggia precisa de materiais Dinosaur e só nega a invocação de monstros ou cartas mágicas ou armadilhas, sendo que o Dolkka que nega os efeitos de monstros (e os destrói). Por isso, Number 106 se encaixa perfeitamente em um deck Dino Rabbit, apesar de ser um pouco inferior aos citados acima.
  • Pode ser uma forte arma contra Wind-Up (Leia também: Archetypes: Metagame (Parte 1)). Por exemplo: O oponente ativa o efeito de algum Wind-Up no campo enquanto controla Wind-Up Magician. Você ativa o efeito do Number 106 para negar o efeito do Magician ao invés do monstro que ativou o efeito, sendo assim o oponente não pode ativar o efeito dele para invocar outro Wind-Up do deck. E se o Magician estiver em ataque, ele não pode mudar a posição de batalha;
  • Também, os principais Xyz dos Wind-Ups possuem menos de 2000 pontos de ATK: Zenmaines e Zenmaity, então se o oponente resolve invocar algum desses você pode tranquilamente ativar o efeito do Number 106 neles, podendo destruí-los no próximo turno;
  • O mesmo vale para os Inzektors e outros archetypes que possuem monstros fracos. Corte o mal pela raiz logo que um Inzektor Dragonfly ativa seu efeito, impedindo os combos dessas pestes;
  • Por ser um monstro do tipo Rock EARTH, combine com o trielo Koa’ki Meiru (Wall, Sandman e Guardian) e Block Golem para ter uma plataforma anti-meta bacana, negando quase tudo que o oponente tem. Porém em um deck com Block Golem não é aconselhável ter outros monstros além de Earth, nem no Extra Deck. Um bom aliado no Extra Deck será Fairy King Abverdich para diminuir o ataque dos monstros não-EARTH no campo;
  • Seu ataque pode ser baixo, mas nada que uma Catapult Zone não resolva. O efeito desta carta impede que um monstro no seu campo seja destruído por enviar um monstro Rock do seu deck ao cemitério, uma vez por turno. O que pode significar food para o Block Golem se você estiver com o deck proposto acima;
  • Confira um deck com base nos dois últimos itens, onde este monstro se encaixaria perfeitamente clicando aqui. É só acrescentar os seus Number 106, e esse deck ganhou um torneio no ano passado, ou seja, não faz muito tempo.
contras
  • Seu ataque é baixo, então após ativar o efeito o oponente não tem muitas dificuldades de tirá-lo no campo;
  • Só tem como alvo monstros no campo, então ele não pode fazer nada quanto à efeitos que se ativam diretamente da mão ou cemitério. Para ter uma ideia, Evolzar Dolkka pode negar os efeitos vindos de qualquer lugar, e destruir suas vítimas;
  • Quando sai do campo, o efeito do monstro negado por ele pode ser ativado novamente, tornando-o assim como Fiendish Chain descartável por outras cartas semelhantes;
  • Seu efeito somente pode ser ativado uma vez por causa do custo de remover 2 materiais Xyz, e se torna inviável criar uma estratégia para esta reciclagem com cartas de anexar materiais Xyz;
  • O monstro que tem o efeito negado não pode mudar a posição de batalha, mas ainda pode atacar, então se tiver mais de 2000 pontos de ataque assim fará para se livrar da mão e poder ativar seu efeito;
  • Não possui muitas cartas de suporte para mantê-lo em carta (além de Catapult Zone), sendo vulnerável à maioria das Trap Cards essenciais em qualquer deck hoje em dia (Bottomless Trap Hole, Torrential Tribute e Mirror Force);

E a melhor parte é que o Number 106 cabe em qualquer deck! Por mais que ele tenha várias desvantagens, se funcionar pode ser uma bela ajuda. Prevejo ele sendo o substituto de um semi-staple como Steelswarm Roach ou Number 50: Blackship of Corn, que até agora são os monstros que possuem efeitos semelhantes à nossa carta de destaque, mas isso pode acontecer se o seu deck não possuir espaço para todas as opções disponíveis.

O post de hoje não tem deck específico, já que a carta dessa semana é versátil e cabe em qualquer canto. Observação Final Não-Importante: Com tantas opções de Extra Deck para escolher, daqui uns dias a tia Konami terá que aumentar o limite para 20, ainda mais se resolver inventar um novo tipo de criatura que fica no Extra Deck após o Zexal.

Então é isso galerinha, espero que tenham gostado do post. Não duvidem que semana que vem eu volto, mas para isso não se esqueçam dos comentários de cada dia. Até mais!

Comentários
5 Comentários

5 Comentários:

Crabcore V.L disse:
12 de janeiro de 2013 12:06

fiendish chain vale mais apena

dragonlord disse:
12 de janeiro de 2013 12:18

O monstro é legal, só que seria melhor se impedisse o monstro de atacar.

dragon_hibrid disse:
12 de janeiro de 2013 13:32

PQP novo six samurai xyz no lord of tachyon, por enquanto nada revelado...

Lucas Gaspar disse:
12 de janeiro de 2013 19:51

Monstro Mega Desvalorizado, mas que eu considero muito pela versatilidade do efeito dele. Em decks como DW e Inzektor e outros que tem a capacidade de limpar o campo do oponente só deixando-o com a mão para o próximo turno, esse monstro pode definir o duelo por anular o efeito do monstro do oponente e matar sua reação, ótimo para parar WU Magician e parar os WU por um turno. Bem, é situacional, mas acho que vale a pena testá-lo nos extra decks.

Anônimo disse:
12 de janeiro de 2013 21:44

eu gosto dessa carta sensual q faz nega efeitos, q faz nega efeitos