17 de agosto de 2012

Comentários Banlist Setembro: O que mudou?

banlist

Eae galerinha, o que acharam da nova banlist? Resolvi escrever um post comentando sobre cada carta que mudou a restrição, com as principais mudanças que ocorreram ao meta game com isso. Confiram!

Lembrando que a lista é oficial e não especulações.

BANIDAS:

Brionac, Dragon of the Ice Barrier: Já estava mais do que na hora de levar ele junto a sepultura do Trishula. Quem já usou esse monstro e venceu de virada sabe como ele é chato. Sem ele não nos restam muitos Synchro de Level 6 para pôr no deck (Vou com Gaia mesmo). Descanse em paz, Brionac!

Future Fusion: Raramente vinha a mão e quando vinha servia como uma Foolish Burial turbinada, podendo enviar 5 monstros Dragon ao cemitério e se tornar um atrapalho caso o oponente não a tirasse do campo em dois turnos. Não fará falta alguma ao jogo, exceto aos antigos meta players de Chaos Dragon ou HERO.

LIMITADAS:

Inzektor Dragonfly: Alguns já sabiam que ele seria banido ou limitado pois o Hornet sem ele não é nada…

Inzektor Hornet: … Mas não esperavam que o Hornet também seria, sendo assim, os monstros Inzektor praticamente morreram, mas ainda tem forças com esses dois como limitados.

Evigishki Gustkraken: Acho que é o primeiro monstro ritual a ir para a banlist. Este monstro causou alguns estragos em decks Gishki e Hieratic Gishki e por isso já estava na hora de ser limitado. Concordo.

Chaos Sorcerer: Não imaginava que esse cara voltaria a banlist tão cedo, mas sim, agora só pode ter 1 BLS e 1 CS no deck.

Spore: O querido e amado Spore voltou e com ele uma chance aos decks Synchrocentric que estavam esquecidos. Não fará muitia diferença.

Wind-Up Zenmaighty: A Konami preferiu limitar ele para acabar com o combo de acabar com a mão do Hunter, com sucesso, com apenas um no deck os OTKs dos Wind-Ups morrem. Além disso, uma Bottomless Trap Hole pode acabar facilmente com ele agora.

Tsukuyomi: Eu preferia o DMoC, mas esse monstro como limitado já fará uma notável diferença em vários decks por virar monstros para baixo, e um dos sortudos foram os Spirits.

Red-Eyes Darkness Metal Dragon: Com ele limitado, vários decks perdem força (a maioria dos baseados em Dragon), como Hieratic e Chaos Dragon. Chega de apelação invocando dois REDMD e depois um Gustav Max para acabar com o oponente.

Ultimate Offering: Essa mudança me agradou um pouco, e irá acabar quase por completo os decks Gadgets e Madolche Offering que já estava ficando chato voltar as cartas do oponente ao deck com a Tiaramisu, é claro que ambos decks vão continuar fortes, mas teremos que optar por mais cópias de Double Summon ao invés.

SEMI-LIMITADAS:

Agent of Mystery – Earth: Como os Agents estavam praticamente mortos, essa mudança do Earth de limitado para semi poderá ser importante para reergue-los. Não sei como vai ser daqui para frente em decks Agent, então vamos ver no que vai dar.

Debris Dragon: Outro que estava limitado e agora esta semi, e que promete dar mais força aos decks Synchrocentric, já que Spore saiu da lista. O grande ponto-fraco do Debris é que somente pode chamar monstros Dragon (Black Rose como principal alvo com Dandylion). Não fará muita diferença, por isso a Konami tomou essa atitude.

Blackwing – Kalut the Moon Shadow: O honest turbinado dos Blackwings voltou para dar uma força a mais ao deck. Uma teoria é que os monstros Synchros fiquem mais forte a partir de agora, vamos ver se funciona.

Rescue Rabbit: Alguns desconfiavam que o coelho perderia presença nos decks, mas achavam ruim pois muitos decks 4fun tinha como base nele. Rescue Rabbit ainda pode ser reciclado por Leviair the Sea Dragon em decks Dino Rabbit, então não resolveu muito.

E – Emergency Call: Decks Arrive HERO ficarão menos fortes assim.

Pot of Duality: Como a maioria dos decks que não realizavam muitas Special Summons tinha três cópias desta carta, ela já havia se tornado praticamente obrigatória, com duas no deck as coisas mudam um pouquinho, mas apenas um pouquinho.

Hieratic Seal of Convocation: Assim como E – Emergency Call o buscador sem restrições dos Hieratics foi para a fita, agora nada de ficar chamando o Hieratic Dragon of Tefnuit, mas não muda muita coisa no jogo, os Hieratics já perderam muitas forças com a limitação do REDMD.

A Hero Lives: Era outro buscador dos HEROes, decks Arrive HERO geralmente possuiam 3 cópias em cada deck, com duas de cada teremos que procurar outras cartas para preencher os espaços que sobram.

Reasoning: É uma espécie de Foolish Burial de magias, onde o oponente declara um level e o primeiro monstro possível é invocado, a parte ruim é que se o monstro for do level declarado você envia todas as cartas ao cemitério e pode também enviar mágicas e armadilhas importante ao cemitério.

Mirror Force: Por essa ninguém esperava, agora três cópias de Mystical Space Typhoon serão praticamente obrigatórias em qualquer deck, pois não saberemos se uma Mirror Force esta esperando, se bem que isso será saudável ao jogo onde há muitos monstros fortes enchendo o campo no primeiro turno.

Tour Guide from the Underworld: É o mesmo caso do Rescue Rabbit, não fará muita diferença, sendo Sangan obrigatório em decks com ela, ou pelo menos mais um Fiend de level 3. Vamos ver como vai ficar.

NÃO MAIS NA LISTA:

Necro Gardna: Mais uma força para decks stall como Final Countdown e Lightsworn, impedindo ataques do oponente por banir ele, se olhar bem não faz muita diferença, já que Number 39: Utopia faz a mesma coisa.

Marshmallon: Outra força aos stalls, com ele a três teremos uma defesa maior em campo, além de ao mesmo tempo ser uma ofença ao oponente. Com essas cartas que seguram o campo você pode se aproveitar mais de blefes na Destiny Draw.

Emergency Teleport: Com essa carta a três os Psychics Synchro e Xyz ficarão mais forte (Me gusta Krebons). Vamos ver no que vai dar.

Destiny Draw: Decks Exodia ficarão com mais Draw Power com essa carta. A intenção foi enfraquecer os Hero Arrive e fortalecer os Destiny Hero. Não achei muito saudável, estava bom semi-limitada, mas como os heróis do destino estavam esquecidos foi bom para reanimá-los.

Swords of Revealing Light: Não apenas pela defesa de campo mas também por revelar os monstros virados para baixo no campo do oponente, essa carta não faz muita diferença no meta atual onde várias cartas possuem efeitos de destruição. Também não haverá problema nenhum em o oponente esperar três turnos para atacar, se ele for bom em manter uma defesa forte.

Level Limit – Area B: Não havia precisão de uma carta que deixa monstros de Level 4 ou maior em posição de defesa quando esses monstros não possuem mais level. É o mesmo caso das Swords, o oponente pode facilmente tirar do campo nos decks atuais.

Magic Cylinder: Isso pode ter sido perigoso, essa cartas várias vezes já nos fizeram perder, e o deck que ficou mais forte com essa mudança foi os Chain Burn. Mas acredito que não faça mal a ninguém, como os dois casos anteriores, cartas mágicas e armadilhas perderam um pouco de força com um monte de carta que podem as destruir.


Então é isso galerinha, comentem com o que acham que vai acontecer a partir de agora e até a próxima!

Comentários
10 Comentários

10 Comentários:

Anônimo disse:
17 de agosto de 2012 17:30

Muito boa a matéria. Na próxima materia, comentem quais os decks deverão ser meta por conta do ban-list e porque.

Abcs e Parabens mais outra vez.

CyberBlu disse:
17 de agosto de 2012 17:45

Algumas pessoas falaram que Ninjas e Photons serão meta, mas esqueceram que Dark World nem foi afetado pela banlist, então eu voto nele também.

Zure, knight of Dark World disse:
17 de agosto de 2012 18:00

Ótima análise do futuro do meta, parabéns. Acho que os novos decks de água darão muita dor de cabeça

Ps.: O Gustkraken não foi o primeiro ritual na banlist, o Demise já esteve nela

Enzzo Sato disse:
17 de agosto de 2012 18:16

No me gusta Stall
Tadim do Brionac (Mereceu, mas tadim, mesmo assim)
A última coisa que eu não gostei foi o Mirror Force a dois agora tá sério :/
Fora isso, adorei Necro Gardna a três, O não-banimento de BLS, Kalut, Earth, Dragonfly, Hornet, REDMD, Zenmaighty e outros. Mas o meu Favorito:
SPORE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Samuel Cézar disse:
17 de agosto de 2012 20:31

na boa, Swords of Reavling Light tinha que sair mesmo, essa carta é podre de ruim...se ela pelo menos fosse para o grave e o efeito continuava por 3 end phases do oponente

Yagami disse:
18 de agosto de 2012 00:43

Poisé... Agora temos 2 Mirrors pra fazer a festa... Alias, Destiny e Emergency a 3 significa D-Tele/Tele-DAD chegando.

Marcelo disse:
18 de agosto de 2012 12:13

Rapaz, deck final countdown deve estar pulando de alegria com o Marshmellow e as espadas da luz reveladora. hehehehehehehehehehehee

Anônimo disse:
18 de agosto de 2012 12:14

TELE DAD vai ser meta fuck*** nivel 1 supreme

CyberBlu disse:
18 de agosto de 2012 12:15

Já vi que esse negócio vai ser difícil.

Próxima banlist: Final Countdown limitado.

Samuel Cézar disse:
18 de agosto de 2012 13:57

deck Final Countdown? confesso que nunca ví...hUSHAUShush
muitas vezes eu esquecia dos 3 turnos da Swords ou de mandar a carta removida para mão depois de 2 standby phases do Gold Sarcophagus...se eu não perdesse, eu ia esquecer tranquilo dos 20 turnos do Final Countdown...HUAsuhsauhsuash